Brasil se torna o maior mercado da Heineken

Foto: Paulo Whitaker/Reuters

O Brasil se tornou o maior mercado da marca de cerveja Heineken, segundo divulgou nesta quarta-feira (12/02) a empresa. A fabricante de bebidas holandesa reportou um crescimento de 4,1% no volume de vendas globais no 4º trimestre, com os aumentos mais fortes no Brasil, Vietnã e Camboja.

“O Brasil é agora o maior mercado mundial da Heineken e, com a adição do Reino Unido e da Nigéria, agora 12 mercados vendem mais de 1 milhão de hectolitros da marca [100 milhões de litros]”, informou a empresa em comunicado, ao reportar números do último trimestre de 2019.

Segundo a companhia, considerando somente a marca Heineken, o crescimento do volume de vendas nos 3 últimos meses do ano chegou a 12%, acumulando uma alta de 8,3% em 2019, o melhor resultado em uma década.

“A marca cresceu em todas as regiões com crescimento de dois dígitos em mais de 40 mercados, incluindo Brasil, México, África do Sul, Nigéria, Reino Unido, Romênia e Alemanha”, informou a empresa em seu balanço. A maior alta regional foi nas Américas, com avanço de 16,2%.

A Heineken, segunda maior cervejaria do mundo, registrou um crescimento de 13% no lucro líquido em 2019, na comparação com o ano anterior, para 2,16 bilhões de euros.

Além da cerveja Heineken, a companhia destacou o “forte crescimento” das vendas da marca Amstel no Brasil e em países como México, Rússia, África do Sul e Reino Unido.

A empresa não divulgou números específicos sobre a operação no Brasil. Informou apenas que o volume de cerveja no país cresceu meio dígito em 2019, “com o quarto trimestre crescendo dois dígitos”.

A Heineken adquiriu as operações deficitárias brasileiras da japonesa Kirin em 2017, se tornando desde então a segunda maior cervejaria do país, atrás da Ambev.


Deixe uma resposta