Bolsonaro inaugura conjunto habitacional em Teotônio Vilela, Alagoas

Bolsonaro inaugura conjunto habitacional em Teotônio Vilela, Alagoas

O Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, chegou em Teotônio Vilela nesta terça-feira (28), cerca de quatro meses depois da última visita ao estado, e foi recepcionado por centenas de apoiadores.

Bolsonaro inaugurou um conjunto habitacional na cidade para famílias de baixa renda. A entrega faz parte de uma extensa agenda de comemoração aos 1000 dias de governo Bolsonaro.

Durante as festividades, o Prefeito Peu Pereira elogiou a forma como o presidente trabalha, destacou o grande trabalho de Bolsonaro em favor da cidade e afirmou que o presidente deveria comandar o país por mais um mandato.

Também estiveram presentes na cerimônia o senador Collor (PROS) e do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (Progressistas).

No evento, o presidente defendeu um projeto de lei que deve entrar em votação, na Câmara dos Deputados, ainda nesta semana, sobre os impostos estaduais. Bolsonaro lembrou que a aprovação do projeto depende de cada parlamentar, além de afirmar o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) deve ter um valor fixo no Brasil e que não se pode comparar o imposto estadual como se ele tivesse vinculado à Lei da Paridade.

“Isso dará mais tranquilidade. Dará uma maneira mais de nós termos realmente como saber como será o preço do combustível cada vez que varia para mais ou para menos. Peço a Deus que ilumine os parlamentas para que aprovem esse projeto na Câmara e, depois, no Senado.” disse o presidente.

Bolsonaro ainda ressaltou que fica feliz em anunciar para os quatro cantos do Brasil o que vem fazendo nos 1.000 dias de governo.

“Eu fico imaginando a alegria dessas pessoas ao receberem as chaves da sua casa própria porque, quando eu tinha 20 anos de idade, isso faz muito tempo, o meu pai também recebeu pela primeira vez a chave da sua casa própria. O sentimento de garantia é muito grande, isso não tem preço, e nada se faz sozinho. Essa obra começou lá atrás, com 5% pronto, quando começamos o governo.” disse Bolsonaro.


Deixe uma resposta