Bolsonaro avalia envio de ajuda ao Líbano após explosão em Beirute

Bolsonaro avalia envio de ajuda ao Líbano após explosão em Beirute

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sinalizou o envio de ajuda ao Líbano após a explosão no porto de Beirute que deixou mais de uma centena de mortos e milhares de feridos. Ele comentou a situação do país nesta quarta-feira (5), durante um evento no Ministério de Minas e Energia. O governo estuda colocar um avição da Força Aérea Brasileira à disposição do país.

“O Brasil vai fazer algo de concreto, mais do que um gesto. Para atender, em partes, aquela dezena de milhares de pessoas que estão numa situação bastante complicada. Além de feridas, muitas residências foram atingidas. O Brasil está solidário, manifestamos nosso sentimentos ao povo libanês. E estaremos presente nessa ajuda para o povo que tem milhões dos seus dentro do nosso país”, afirmou o presidente.

Equipes de resgate do Líbano seguem, nesta quarta-feira (5), vasculhando os escombros em busca de sobreviventes da grande explosão que destruiu ontem parte da capital. Ao menos 135 pessoas morreram, mais de 5 mil ficaram feridas, centenas estão desaparecidas e cerca de 300 mil estão desabrigadas, segundo o Ministério da Saúde do Líbano.

Nesta tarde, as autoridades locais decretaram estado de emergência em Beirute por duas semanas, anunciou o ministro da Informação, Manal Abdel Samad Najd, destacando que o período pode ser ampliado.


Deixe uma resposta