Avós e neta de 2 anos foram mortos por arma branca dentro de casa em São Sebastião, aponta IML

Avós e criança de 2 anos foram encontrados mortos no banheiro de casa em São Sebastião — Foto: Arquivo pessoal

O Instituto de Medicina Legal de Arapiraca concluiu que os avós e a neta de 2 anos encontrados mortos dentro de casa em São Sebastião, no interior de Alagoas, foram assassinados por arma branca. A Perícia Oficial de Alagoas encontrou marcas de sangue em três cômodos da residência. As informações foram divulgadas neste sábado (2).

Segundo o perito médico legista Jânio Macario, o casal José Alfredo dos Santos, 66 anos, e Antônia Maria da Conceição, 68 anos, e a neta Maria Andrielly dos Santos, de 2 anos, foram “assassinados com um instrumento perfuro-cortante provocado por uma arma branca”.

O delegado Fernando Lustosa, responsável pelas investigações, disse ao g1 que “não existe mandado de prisão ainda”. Ele também informou que as investigações estão no início. ” Estamos aguardando os laudos periciais do IC e do IML. E não podemos informar, por enquanto, nome de suspeito”.

O pai da criança é suspeito de matar a filha e os avós dela para roubar dinheiro de um empréstimo consignado.

De acordo com o IML de Arapiraca, parentes que moram no estado de Minas Gerais reconheceram os corpos na noite dessa sexta-feira (1º). Após o reconhecimento, os três corpos foram liberados para sepultamento.

Marcas de sangue na casa das vítimas

Uma equipe do Instituto de Criminalística retornou na noite dessa sexta à casa em que as vítimas foram encontradas mortas e realizou exames complementares que vão ajudar a esclarecer a ordem dos fatos no triplo homicídio.

O perito criminal Jeiely Ferreira, que coordenou a perícia na residência, disse que a equipe aplicou uma sustância chamada luminol em vários cômodos da casa para detectar vestígios de sangue, por meio de uma reação chamada quimiluminescência.

“Devido a essa reação, precisamos aplicar esse produto em ambientes escuros, por isso optamos aplicar a noite. A reação do luminol deu positivo em alguns cômodos da casa, a cozinha, sala de jantar e quarto, comprovando o que havia sido constatado no levantamento anterior”, disse o perito.

No dia em que os corpos foram encontrados, o perito Aldo Artêmio realizou exame pericial na casa e também detectou vestígios de sague nos mesmos cômodos, mas como a residência já estava lavada e limpa, foi necessário voltar ao local para aplicar o luminol.


Deixe uma resposta