Avião se parte em dois durante pouso na Índia; 14 passageiros morreram e 123 ficaram feridos

Avião se parte em dois durante pouso na Índia; 14 passageiros morreram e 123 ficaram feridos

Um avião da operadora Air India Express se partiu em dois após um acidente durante o pouso no aeroporto de Calicute, no sul da Índia, nesta sexta-feira (7). A aeronave carregava 191 passageiros e há ao menos 14 mortos e 123 feridos entre os destroços.

Um porta-voz da polícia do estado de Kerala – onde está o aeroporto – disse à agência Associated Press que um piloto do Boeing 737 está entre os mortos já identificados. Segundo Abdul Karim, pelo menos 15 dos feridos estão “em estado crítico” e as operações de resgate já terminaram.

A aeronave que partiu de Dubai, nos Emirados Árabes, ultrapassou a pista ao pousar. Imagens feitas no local mostraram que a fuselagem da aeronave se partiu em dois após o impacto.

Voos comerciais estão proibidos na Índia desde o início da pandemia de coronavírus e segundo as autoridades locais, o voo tinha como objetivo repatriar cidadãos indianos que estavam fora do país.

A fuselagem do avião se partiu em duas quando a aeronave caiu em um barranco após ultrapassar a pista de pouso, disseram redes de televisão.

O Ministério de Aviação Civil da Índia informou que não há relato de incêndio no momento do pouso, e que as vítimas estão sendo levadas a hospitais. Chovia muito no momento do acidente, o que dificulta o resgate aos passageiros.

O acidente aconteceu no aeroporto de Koode, na cidade de Calicute, que fica no estado de Kerala.

Um deputado do estado disse que pelo menos o piloto morreu no acidente, enquanto a imprensa local fala de dezenas de passageiros hospitalizados.

“O voo estava vindo de Dubai. Tinha mais de 185 passageiros. As operações de resgate estão em andamento, mas a chuva dificulta a tarefa”, disse à agência AFP uma autoridade dos serviços de emergência, sob condição de anonimato.


Deixe uma resposta