Ator Flávio Migliaccio morre em Rio Bonito

Flavio Migliaccio em cena de 'Casos & Acasos' (2008) — Foto: Kiko Cabral/Globo
Flavio Migliaccio em cena de ‘Casos & Acasos’ (2008) — Foto: Kiko Cabral

O ator Flávio Migliaccio, de 85 anos, foi encontrado morto na manhã desta segunda-feira (4) em um sítio de Rio Bonito (RJ). Ele era natural de São Paulo, onde nasceu no bairro do Brás, em 26 de agosto de 1934.

A informação da morte foi confirmada pelo 35º Batalhão de Polícia Militar.

O último trabalho do ator foi como o personagem Mamede Al Aud, em “Órfãos da Terra”, da TV Globo, em 2019. Ele também atuou em “Êta Mundo Bom!” (2016), “Passione” (2010), “Caminho das Índias” (2009) e “América” (2005), entre outras produções da TV Globo.

Migliaccio começou na emissora em 1972, quando ficou conhecido pelo papel de Xerife, na novela “O Primeiro Amor”. O personagem fez tanto sucesso que, no mesmo ano, deu origem ao seriado “Shazan, Xerife e Companhia”, estrelado também por Paulo José.

Popular entre as crianças, o ator apostou em um novo personagem: o tio Maneco. O filme foi vendido para mais de 30 países e ganhou um prêmio do cinema infantil na Espanha. Sem abandonar a televisão, participou de mais de 30 novelas, incluindo sucessos como ‘O astro’, ‘A rainha da sucata’ e ‘A próxima vítima’, além de programas de humor.

Migliaccio começou a atuar no teatro, nos anos 50, época em que, a convite dele, a irmã Dirce Migliaccio também deu os primeiros passos como atriz. Os dois fizeram dezenas de peças juntos no antigo Teatro de Arena, com o diretor Zé Renato.

O ator também tem passagens pela TV Tupi, onde fez uma participação especial em “Vila Sésamo”.


Deixe uma resposta