Ariana Grande revela fascinação por assassino em série e revolta família de vítima

Por: Rádio Sampaio com CNN
 / Publicado em 27/06/2024

Foto: Reprodução

A cantora Ariana Grande, 31, contou, durante entrevista ao podcast Podcrushed, que acha o serial killer Jeffrey Dahmer fascinante e gerou revolta em uma parente de uma das vítimas do canibal que virou série da Netflix.

No programa, que tem como um dos apresentadores o ator Penn Badgley (“Você” e “Gossip Girl”), que participou do clipe de “The Boy Is Mine”, a voz de “7 Rings” e “One Last Time” revelou que é obcecada por assassinos em série desde pequena.

“Eu era apaixonada por serial killers quando eu era mais nova. Uma vez, eu estava em uma conversa de fãs jovens e alguém perguntou: ‘Se você pudesse jantar com alguém vivo ou morto, quem seria?’. Eu respondi: ‘Pais, posso dar a resposta real? Jeffrey Dahmer é fascinante'”, disse a artista no programa que foi ao ar na semana passada.

A fala de Ariana Grande causou revolta em um parente de uma das vítimas de Dahmer. O serial killer ganhou as páginas dos jornais e se tornou mundialmente conhecido após ele matar 17 pessoas em 13 anos. Alguns dos casos envolviam, inclusive, estupro, necrofilia e canibalismo.

A mãe de Tony Hughes, uma das vítimas de Dahmer, reclamou, em entrevista ao TMZ, do tom empregado pela cantora ao falar do seu fascínio pelo assassino.

“Parece que ela está doente da cabeça. Não é legal, nem engraçado, dizer que você gostaria de ter jantado com ele. Também não é algo que você deveria falar a pessoas mais novas, como ela disse ter feito”, pontuou Shirley Hughes.

A história do serial killer acabou virando série na Netflix criada por Ryan Murphy (“Glee” e “American Horror Story”) em 2022. “Dahmer – Um Canibal Americano” chegou à plataforma de streaming com Evan Peters (“American Horror Story” e “Mare Of Eastown”) como protagonista — ele depois participou do clipe de “We Can’t Be Friends”, da própria Ariana Grande.

A história de Tony Hughes foi retratada na série. O jovem, interpretado por Rodney Buford (“Deaf U”), conheceu Dahmer em um bar gay em 1991, foi para o apartamento do assindo e lá foi morto.

A produção foi aclamada na temporada de premiações e rendeu um Globo de Ouro de Melhor Ator para Evan Peters, o Bafta de Melhor Produção Internacional e um Emmy Awards de Melhor Atriz Coadjuvante para Niecy Nash.

Deixe uma resposta

Contato

Rua José e Maria Passos, nº 25
Centro - Palmeira dos Índios - AL.
(82) 99641-3231
TELEFONE FIXO - ESTUDIO:
(82)-3421-4842
SETOR FINANCEIRO: (82) 3421-2289 / 99636-5351
(Flávia Angélica)
COMERCIAL: 
(82) 99344-9999
(Dalmo Gonzaga)
O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados. Segurança e privacidade
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram