Alagoas registra queda no número de homicídios no mês de abril, segundo SSP

Alagoas registra queda no número de homicídios no mês de abril, segundo SSP — Foto: Heliana Gonçalves

A Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP) divulgou, nesta segunda-feira (3), que Alagoas registrou no mês de abril o menor número de homicídios já registrados desde 2010, quando a série histórica começou a ser contabilizada. O levantamento foi feito pelo Núcleo de Estatística e Análise Criminal (NEAC).

Os dados mostram que em abril foram registrados 82 homicídios em todo estado. Já o mesmo mês do ano anterior totalizou 124 crimes, o que demonstra uma redução de 33,9%.

Ao analisar os números dos meses anteriores, é possível constatar que os meses de fevereiro e março, que registraram 104 e 84 homicídios respectivamente, também alcançaram marcas históricas na redução de homicídios no Estado. Os dois meses acumularam reduções significativas, que ao serem comparados com meses de anos anteriores, se constata que os dados passam a figurar como os menores já registrados em Alagoas.

O período apresentado também apresentou resultado positivo em Maceió, com redução de 21,2% no número de crimes contra a vida. O mês contabilizou 26 crimes, já o mesmo período de 2020 teve um total de 33 mortes.

Primeiro quadrimestre

Nos quatro primeiros meses de 2021 também houve diminuição de casos. Segundo o NEAC, houve redução de 20,08% no número de mortes violentas no estado.

O comparativo de janeiro a abril de 2021 revela que o período registrou 398 homicídios. Já o mesmo período do ano passado registrou 495 mortes.

Em Maceió, entre janeiro de abril de 2021, foram registrados 119 homicídios, já nos mesmos meses de 2020, foram 145 mortes registradas, indicando uma diminuição de 19,9%.

O secretário da Segurança Pública, Alfredo Gaspar de Mendonça, comemorou a diminuição no número dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI). “Esta redução nos índices também significa que vidas estão sendo salvas em Alagoas. Deixo meu eterno agradecimento a todos da Segurança Pública”, disse o secretário.


Deixe uma resposta