Alagoas confirma mais 16 mortes e 306 novos casos de Covid-19

Alagoas confirma mais 16 mortes e 306 novos casos de Covid-19

Alagoas confirmou mais 16 mortes e 306 novos casos de Covid, de acordo com o boletim epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (10) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesau).

Com os novos registros, o total de óbitos desde o início da pandemia subiu para 4.397.

O número diário de novas mortes vem caindo gradativamente. Mesmo assim, o Observatório Alagoano de Políticas Públicas para Enfrentamento da Covid-19 alerta que a pandemia continua sem controle no estado.

Do total de 180.409 casos confirmados do coronavírus, 2.734 estão em isolamento domiciliar. Outros 172.564 pacientes já finalizaram o período de isolamento e estão recuperados da doença.

A ocupação de leitos exclusivos para Covid estava em 50%, considerando a última atualização, feita no domingo (9). Quando observados apenas os leitos de UTI, a taxa de ocupação sobe para 74%.

Palmeira dos Índios

A cidade de Palmeira dos Índios já realizou 14.384 testes, chegou a 3.977 casos confirmados, 10.748 casos descartados, 3.675 pessoas já se recuperaram do vírus, 95 óbitos e tem 14 pessoas hospitalizadas.

Mais 16 mortes por Covid em Alagoas

  • Maceió: Homem, 45 anos, obeso

  • Maceió: Homem, 57 anos, sem comorbidades

  • Maceió: Homem, 58 anos, hipertenso e diabético

  • Maceió: Homem, 63 anos, sem comorbidades

  • Maceió: Mulher, 33 anos, asma

  • Maceió: Mulher, 44 anos, sem comorbidades

  • Maceió: Mulher, 44 anos, sem comorbidades

  • Maceió: Mulher, 86 anos, hipertensa, diabética e tinha doença cardiovascular

  • Rio Largo: Mulher, 44 anos, hipertensa

  • Rio Largo: Mulher, 57 anos, tinha esquistossomose e câncer

  • Maragogi: Homem, 62 anos, tinha hipertensão

  • São Sebastião: Mulher, 63 anos, cardiopata, hipertensa e diabética

  • Igreja Nova: Mulher, 66 anos, diabetes e doença cardiovascular

  • Junqueiro: Mulher, 69 anos, hipertensa

  • Atalaia: Mulher, 83 anos, hipertensa e diabética

  • Senador Rui Palmeira: Mulher, 85 anos, sem comorbidades


Deixe uma resposta