Alagoas confirma 117 novos casos e mais 8 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

Alagoas confirma 117 novos casos e mais 8 mortes por Covid-19 nas últimas 24 horas

Nas últimas 24 horas, Alagoas registrou 117 novos casos confirmados e oito mortes por Covid-19. Os dados são do boletim epidemiológico desta segunda-feira (23).

O estado segue desde a última quarta-feira (18) com média de oito mortes diárias por Covid. Essa é a menor média de óbitos por dia neste ano. Até a terça-feira (17), a média era de no mínimo nove mortes pelo coronavírus por dia.

A média de casos novos casos diários está abaixo de 200 desde o dia 12 de agosto, o que demonstra tendência de queda no número de pessoas infectadas pelo vírus.

O estado contabiliza 234.201 casos confirmados e 6.022 óbitos por Covid-19. Mesmo diante da queda diária de mortes, o estado chegou neste fim de semana à marca trágica de 6 mil vidas perdidas na pandemia.

Do total de pacientes que receberam diagnóstico de Covid em Alagoas, 227.239 estão recuperados e outros 677 ainda não finalizaram o tratamento, mas como não precisaram de internação hospitalar, seguem em isolamento domiciliar.

Outro indicador da pandemia que continua diminuindo dia após dia é o número de casos em investigação: o estado tem 3.842 casos suspeitos.

A taxa de ocupação de leitos de UTI no estado estava em 21% nesse domingo (22), de acordo com relatório mais recente.

Palmeira dos Índios

A cidade de Palmeira dos Índios já realizou 17.680 testes, chegou a 5.303 casos confirmados, 13.808 casos descartados, 5.091 pessoas já se recuperaram do vírus, 138 óbitos e tem 03 pessoas hospitalizadas.

Mais 8 mortes por Covid em Alagoas

  • Maceió: Homem, 69 anos – sem comorbidades

  • Maceió: Mulher, 68 anos – sem comorbidades

  • Palmeira dos Índios: Homem, 76 anos – doença cardiovascular crônica

  • Palmeira dos Índios: Mulher, 47 anos – sem comorbidades

  • Coruripe: Mulher, 69 anos – sem comorbidades

  • Junqueiro: Homem, 79 anos – hipertenso e diabético

  • Monteirópolis: Mulher, 52 anos – diabética

  • Pilar: Homem, 58 anos – hipertenso


Deixe uma resposta