Alagoana eleita Miss Brasil 2021 inclui etnia indígena em documento de identidade

Alagoana eleita Miss Brasil 2021 inclui etnia indígena em documento de identidade

A alagoana eleita Miss Brasil 2021, Elâine Souza, agora tem em sua identidade o registro de que é indígena e integrante da etnia Katokinn. A alteração do documento da jovem foi realizada nesta segunda-feira (7), em uma caravana do Instituto de Identificação de Alagoas que ocorreu em Pariconha, cidade onde a miss nasceu.

A modelo destacou que a ação é inclusiva e pode contribuir com as minorias do estado. “Aconteceu uma ação muito importante que é parte do programa ‘Meu RG na Mão’, uma ação inclusiva onde você pode incluir sua etnia, o fato de ser indígena, e isso é muito interessante. Isso só tem a contribuir”, disse.

O programa “Meu RG na Mão” atende a um pedido de grupos étnico-sociais dos povos tradicionais e originários de Alagoas. Além dos indígenas, o programa também beneficiará quilombolas.

“Entendemos que a cidadania de qualquer pessoa começa pela carteira de identidade, ou seja, agora com essa medida, estaremos garantindo a essas pessoas, o respeito, o reconhecimento, e a identificação da etnia deles através do RG”, explicou Anízio Amorim.

Segundo dados do Governo de Alagoas, atualmente o estado possui 70 comunidades quilombolas, e 11 comunidades indígenas. A expectativa é que os integrantes dessas comunidades acrescentem também suas etnias ao documento.

Em Alagoas os deficientes e autistas também podem solicitar a inclusão de um símbolo que identifique a deficiência no documento de RG.


Deixe uma resposta