82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

Detido no Paraguai, defesa de Ronaldinho Gaúcho pede prisão domiciliar

Detido no Paraguai, defesa de Ronaldinho Gaúcho pede prisão domiciliar

Após ser detido no Paraguai, segundo o Globo Esporte, os advogados do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho solicitaram à justiça que ele seja liberado para uma prisão domiciliar, ainda no país em que está preso.

Ainda de acordo com o jornal, foi marcada uma audiência para terça-feira (10), às 08 horas da manhã e quem irá decidir se ele continua ou não na penitenciária, é o juiz Gustavo Amarilla.

O caso

Ronaldinho foi detido após o ministro do Interior do Paraguai, Euclides Acevedo, afirmar que o jogador e seu irmão estavam com passaporte falsos: “Eles disseram que foram enganados. Que chegaram ao Paraguai com a intenção de colaborar. Mas o concreto é: ingressaram no Paraguai com passaportes falsos”.

Já o promotor do caso falou: “Foi checada a documentação, que chamou a atenção. Para ter a nacionalidade paraguaia, ser paraguaio naturalizado, tem que estar vivendo há algum tempo no país e ter um trabalho, essas coisas. Ronaldinho é uma pessoa de fama mundial… Estou igual a vocês. Já verificamos que os números de passaporte pertencem a outras pessoas. São passaportes originais, mas com dados apócrifos. Esses passaportes foram tirados em janeiro deste ano”.

“Eles não fizeram nenhum processo para obter a nacionalidade paraguaia. Disse que foi um presente das pessoas que o trouxeram ao país. Segundo entendemos, fizeram a imigração paraguaia com este documento, mas saíram do Brasil com documentação brasileira”.


Americano com novo coronavírus fala sobre doença: ‘Já tive resfriados muito piores’

Americano com novo coronavírus fala sobre doença: ‘Já tive resfriados muito piores’

A gente escuta tanto falar no coronavírus, vendo os números da epidemia e imagens do mundo inteiro, mas às vezes parece até uma coisa distante, que está só no noticiário. Mas como é estar com a infecção? O repórter Álvaro Pereira Júnior conversou com um paciente americano diagnosticado com Covid-19 , que está internado se recuperando da doença.

O empresário americano Carl Goldman, dono de uma rádio na Califórnia, estava no navio de cruzeiro que ficou em quarentena no Japão, onde muitas pessoas foram infectadas. Agora, após ser retirado de avião com outros americanos, ele está internado num hospital no estado de Nebraska, especializado em doenças altamente contagiosas e conta:

“Não tive dor de garganta, nem nariz escorrendo, nem espirros, nem dor de cabeça, nem dores pelo corpo. Só uma tosse seca, que ainda tenho. Já tive resfriados muito piores”

De dentro do hospital, Goldman escreve emblog (em inglês), sobre o dia a dia como paciente infectado e em quarentena.

Aumenta o número de casos no Brasil

Neste domingo (8), mais seis casos de Covid-19 foram confirmados aqui no Brasil. O número subiu de 19 para 25. Alagoas e Minas Gerais, que tinham apenas suspeitos, confirmaram os primeiros casos.

Cidades isoladas na Itália

Na Itália, 16 milhões de pessoas estão isoladas no Norte do país. Em grande parte da Lombardia, se entra ou se sai só por motivos excepcionais, até 3 de abril. Em Milão, maior cidade da região, o movimento nas ruas já é menor. Cidades importantes como Veneza estão proibidas de serem visitadas.

Cruzeiro será esvaziado nos EUA

Nos Estados Unidos, passageiros e tripulantes do navio de cruzeiro Grand Princess, ancorado na Baía de São Francisco, se preparam para desembarcar a partir desta segunda (9).


Primeiro caso de coronavírus é confirmado em Alagoas, ao todo já são 25 casos confirmados no Brasil

Primeiro caso de coronavírus é confirmado em Alagoas, ao todo já são 25 casos confirmados no Brasil

A Secretaria Estadual de Saúde (Sesau) afirmou, na tarde deste domingo (8), que o primeiro caso do novo coronavírus foi confirmado em Alagoas. Em todo o Brasil, são 25 casos confirmados.

De acordo com a Sesau, oito casos que estavam sendo investigados em Alagoas foram descartados. Não há mais nenhum caso suspeito.

O paciente é um alagoano de 42 anos que voltou da Itália no dia 3 de março e procurou atendimento médico em Maceió por apresentar sintomas. Ele está em isolamento domiciliar e o estado de saúde é estável.

Segundo a Secretaria de Saúde, a Fundação Oswaldo Cruz, laboratório de referência nacional, encaminhou neste domingo para a Secretaria o resultado do exame laboratorial detectável para o novo coronavírus (nCov-2019) de pessoa residente em Alagoas.

O caso foi notificado pelo serviço ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS/AL) e é monitorado pelo CIEVS/Maceió.

Até a tarde deste domingo (8), o Brasil confirmou 25 casos do novo coronavírus (Sars-CoV-2). Três novos pacientes foram contabilizados pelos estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Alagoas, de acordo com o Ministério da Saúde. São Paulo também apresentou mais três casos.

  • 21 casos são importados

  • 4 são transmissão local

  • 663 casos ainda são suspeitos

  • 632 foram descartados

Total no mundo

O número global de notificações de infecção pelo coronavírus é de 107.600 casos, com 3.656 óbitos, em 95 países e territórios – aponta o levantamento do jornal “The New York Times” neste domingo (8), com base nos últimos dados de fontes oficiais.


Brasil tem oito casos confirmados de novo coronavírus, em Alagoas o numero de casos suspeitos sobe para seis

Brasil tem oito casos confirmados de novo coronavírus, em Alagoas o numero de casos suspeitos sobe para seis

Aumentou o número de casos confirmados e de estados do Brasil com pacientes infectados pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2), de acordo com boletim divulgado pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira (5). O governo confirmou ainda que foram registrados os primeiros casos de transmissão local do vírus responsável pela doença Covid-19.

Os principais dados do boletim apontam:

  • 8 casos confirmados, eram 3 casos no balanço de quarta-feira

  • 3 estados têm casos confirmados: São Paulo, Espírito Santo e Rio de Janeiro; no boletim anterior, só havia casos em São Paulo

  • 635 casos suspeitos, eram 488 no boletim anterior

  • 378 casos foram descartados desde o início do monitoramento

De acordo com o ministério, o caso no registrado no estado do Rio de Janeiro é o de uma paciente de 27 anos, brasileira, que esteve na Itália e na Alemanha entre 9 de fevereiro e 23 de fevereiro.

Ela é uma moradora de Barra Mansa, no Sul do estado. Ela apresentou os sintomas em 17 de fevereiro, ainda durante a viagem. Foi atendida em 2 de março no Brasil e está em isolamento domiciliar.

“Ela segue bem. É uma forma branda. Está em isolamento familiar. Os contatos familiares estão sendo acompanhados” – Edmar Santos, secretário estadual de Saúde do RJ.

Transmissão local x comunitária

Brasil tem oito casos confirmados de novo coronavírus, em Alagoas o numero de casos suspeitos sobe para seis

O Ministério da Saúde ressaltou que os casos classificados como “transmissão local” foram aqueles de pacientes que tiveram relação com o morador da capital paulista que foi o primeiro caso confirmado no Brasil. O primeiro deles, que era familiar, participou de um churrasco, e o segundo teve contato com esse parente que esteve na festa.

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, explicou que não há ainda registro de circulação indiscriminada do vírus, também chamada de transmissão “sustentada” ou “comunitária” do vírus. Segundo o secretário, essa forma só ocorre agora atualmente em países como China, Coreia do Sul e Itália.

“Quando não se sabe a fonte de transmissão, é o que nós chamamos de transmissão comunitária, uma transmissão ampliada. Nós no Brasil não temos transmissão comunitária” – João Gabbardo dos Reis, secretário-executivo do Ministério da Saúde.

Paciente sem sintomas

Antes do atual balanço desta tarde, havia quatro casos confirmados, sendo a quarta confirmação uma paciente de 13 anos que viajou para Itália. Inicialmente o ministério chegou a considerar que, apesar de positivo, o caso não seria incluído entre os confirmados. Depois voltou atrás e considerou outros pontos para listar a adolescente entre os casos confirmados.

“É natural, daqui pra frente, ter mais laboratórios públicos e privados realizando o teste. Mas se ela (paciente sem sintomas) fizer e der positivo, essas situações serão classificadas como portador assintomático”, diz Gabbardo.

Casos no ES e no DF

O caso do Espírito Santo não constou no primeiro balanço desta tarde, que considerava os casos notificados até 12h. Durante coletiva, o caso foi incluído: trata-se de uma mulher de 37 anos que também tem histórico de viagem para Itália.

O governo federal ainda aguarda a contraprova de um caso no Distrito Federal. O teste que apontou positivo para coronavírus foi feito em um laboratório particular e será avaliado agora pelo Laboratóro Central de Goiás. A paciente é uma mulher de 53 anos que foi para Inglaterra e Suíça, entre 25 de fevereiro e 2 de março, e começou a apresentar os sintomas em 26 de fevereiro.

Voos e contenção do vírus

Os representantes do ministério reafirmaram que estão preparados para o aumento dos casos no país, sobretudo com a aproximação do inverno e a ampliação da lista de países do mundo com casos.

O secretário-executivo da pasta listou que 14 estados têm voos internacionais oriundos de 33 países diferentes, com uma média diária de 193 voos, cerca de 43 mil pessoas: 30 mil brasileiros e 13 mil estrangeiros.

“Os números demonstram claramente a impossibilidade de fazer contenção no Brasil”, disse o secretário.

Casos em São Paulo

Veja abaixo o que se sabe sobre os casos registrados em São Paulo:

  • 1º caso: homem de 61 anos que retornou de Turim

  • 2° caso: homem de 32 anos que chegou de Milão

  • 3º caso: homem natural da Colômbia, 46 anos, que esteve na Itália

  • 4º caso: adolescente de 13 anos, assintomática, que esteve na Itália

  • 5º e 6º casos: não viajaram, mas estão relacionados ao 1º paciente

Alagoas

O número de casos suspeitos de coronavírus em Alagoas subiu para seis. A informação consta no balanço mais recente do Ministério da Saúde, divulgado nesta quinta-feira (5).

O balanço mostrou que Alagoas continua com um caso descartado, o do paciente de 66 anos que voltou da França. Os demais seguem em investigação.

O novo paciente incluído na lista de casos suspeitos é um homem de 42 anos. Os outros são um homem de 63 anos, um de 32 anos e três mulheres, de 71 anos, 47 anos e 34 anos. Segundo a Sesau, todos eles relataram viagem para Itália, França ou Alemanha.


Ronaldinho Gaúcho é investigado por posse de passaporte falso no Paraguai

O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho acena ao chegar ao Aeroporto Internacional Silvio Pettirossi, em Luque, perto de Assunção — Foto: Norberto Duarte / AFP Photo
O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho acena ao chegar ao Aeroporto Internacional Silvio Pettirossi, em Luque, perto de Assunção — Foto: Norberto Duarte / AFP Photo

O ex-jogador Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, Assis Moreira, são investigados por uso de passaporte falso e ficaram sob custódia no hotel onde estavam hospedados em Assunção, no Paraguai, na noite desta quarta-feira (4).

O ex-ídolo da seleção brasileira de futebol está na capital paraguaia para compromissos comerciais.

A Polícia Nacional e autoridades dos ministérios do Interior e Público foram até o hotel após denúncia do Departamento de Identificações do Paraguai, que advertiu às autoridades migratórias sobre a irregularidade com os passaportes paraguaios.

Na suíte em que o ex-atleta está hospedado foram apreendidos passaportes, carteiras de identidade e os telefones celulares de Ronaldinho e do irmão. Segundo o Ministério do Interior do Paraguai, os documento estavam adulterados.

Os dois passaram a noite sob custódia da polícia no hotel Yatch y Golf Clube. De acordo com a imprensa paraguaia, eles têm audiência nesta quinta (5) com representantes do Ministério Público local e devem prestar depoimentos. Após serem ouvidos, o MP decidirá se denuncia ou não os dois brasileiros.

De acordo com o jornal “ABC Color”, o empresário brasileiro Wilmondes Sousa Lira, suspeito de ter fornecido os documentos irregulares, foi detido. Ele passou a noite na sede de Investigação de Delitos da Polícia Nacional.

A Justiça paraguaia também investiga suposta cumplicidade dos agentes migratórios por permitirem a entrada no país do brasileiro apesar da irregularidade na documentação.

Não está claro por que o ex-jogador entrou no Paraguai com passaporte quando, entre os países do Mercosul, não é obrigatória a sua apresentação. O documento de identidade interno de cada país é suficiente para que os cidadãos circulem entre esses países.

Defesa

O advogado Sérgio Queiroz, que representa o ex-jogador no Brasil, disse ao GloboEsporte.com que “certamente trata-se de algum equívoco que será esclarecido”.

Ao G1, ele afirmou que não está claro por que haveria algum problema com os documentos. “Isso me causa estranheza, porque ele tem documentação, ele tem passaporte brasileiro.” O atleta aposentado não está preso, salientou Queiroz, mas, sim, detido para prestar esclarecimentos.

O atleta teve os passaportes brasileiro e espanhol confiscados, porém os documentos estão liberados “desde setembro/outubro” do ano passado.


Número de mortes pelo novo coronavírus na China chega a quase 3 mil

Número de mortes pelo novo coronavírus na China chega a quase 3 mil

A China notificou, nas últimas 24 horas, mais 38 mortes devido ao surto do novo coronavírus (Covid-19). No período, o total de mortes passou para 2.981 e foram detectados 119 novos casos da infecção.

Segundo a Comissão Nacional de Saúde do país, até a meia-noite de quarta-feira (16h em Lisboa), o número de infectados na China continental, que exclui Macau e Hong Kong, subiu para 80.270.

Em relação ao dia anterior, foram registrados menos seis novos casos e mais sete mortes.

Com exceção de uma, todas as mortes foram notificadas na província de Hubei, onde o surto começou, no fim do ano passado. Várias cidades da província estão sob quarentena, com entradas e saídas bloqueadas, desde janeiro passado.

O surto de Covid-19, que pode causar infecções respiratórias como pneumonia, provocou mais de 3.100 mortes e infectou mais de 90 mil pessoas em cerca de 70 países e territórios.

Das pessoas infectadas, cerca de 48 mil se recuperaram, segundo autoridades de saúde de vários países.

Além das mortes na China, onde o surto foi detectado em dezembro, há registro de mortes no Irã, na Itália, Coreia do Sul, no Japão, na França, em Hong Kong, Taiwan, na Austrália, Tailândia, nos Estados Unidos, em San Marino e nas Filipinas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como emergência de saúde pública internacional de risco “muito elevado”.


Redes sociais


Whatsapp: 82 99641-3231

Contato


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Tel: (82) 99641-3231

© 2020 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey