Palmeira dos Índios
30 ºC Céu Limpo

Redes Sociais

Palmeira dos Índios | Céu Limpo
30 ºC

82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

Romário é condenado a pagar R$ 408 mil por dívida de aluguel em Brasília.

Romário durante discurso à bancada no Senado Federal –
Imagem: Roque de Sá/Agência Senado

O senador Romário (Podemos-RJ) foi condenado em primeira instância pela 7ª Vara Cível de Brasília ao pagamento de R$ 408.799,47 referentes a uma dívida do aluguel de uma mansão em Brasília. A defesa do parlamentar já entrou com pedido de recurso.

Além do valor, Romário também foi condenado a demolir no prazo de 30 dias um píer e um campo de futebol construídos de forma irregular na área do imóvel alugado.

A sentença do processo 2016.01.1.110076-0 foi registrada pelo juiz Luciano dos Santos Mendes da 7ª Vara Cível de Brasília no último dia 12 de agosto.

A ação foi tomada pela Fashion Park Empreendimentos Imobiliários em 2016 contra Romário e os fiadores Silvio Antônio Ferreira e Temístocles Grossi sobre o contrato que teve início em 2012.

O ex-jogador de futebol morou no imóvel à beira do Lago Paranoá durante quatro anos, entre 2012 e 2016. O valor inicial era de R$ 26 mil, mas houve um reajuste para R$ 35 mil a em julho de 2015, com vigência de 12 meses a partir de agosto de 2015.

Após a data do reajuste, apenas dois aluguéis foram pagos, com Romário tendo deixado de pagar a partir de novembro de 2015 até deixar o imóvel em setembro de 2016.

A defesa de Romário informou por meio do advogado Luiz Sérgio Vasconcelos Júnior que já recorreu da decisão em primeira instância e acrescentou que “boa parte dos valores já estão depositados judicialmente e as demais obrigações impostas, quais sejam: demolir o píer e o campo, já foram feitas há muito tempo”.

 

 

Fonte: UOL


O cantor Roberto Leal, que se tratava de câncer de pele no Brasil, morre aos 67 anos

O cantor Roberto Leal, que se tratava de câncer de pele no Brasil, morre aos 67 anos

O cantor Roberto Leal morreu este domingo no Brasil. O artista de 67 anos estava internado desde o dia 11. Sofria de câncer de pele, mas as causas da morte ainda não são conhecidas. A notícia foi avançada nas redes sociais por José Cesário, ex-secretário de Estado das Comunidades de Portugal.

“Queria dizer que se trata de uma perda profunda para a comunidade portuguesa, para a que vive no Brasil e mais especificamente em São Paulo”, disse José Luís Carneiro, atual secretário de Estado das Comunidades, adiantando que Roberto Leal era um símbolo da simbiose entre a música tradicional e popular portuguesas e as várias manifestações culturais existentes no Brasil.

O luso -brasileiro estava internando desde a madrugada do dia 11 na unidade semi-intensiva do hospital Samaritano em São Paulo. Segundo o site AreaVip, Leal deu entrada no hospital após ter sofrido uma queda, não tendo posteriormente a esse acidente repousado. Sofria de câncer, tinha perdido a visão de um olho e morreu este domingo. As causas da morte ainda não foram reveladas.

Conhecido como Roberto Leal, António Joaquim Fernandes foi um popular cantor. Era natural do concelho de Macedo de Cavaleiros, onde nasceu em 27 de novembro de 1951. Emigrou para o Brasil com a família quanto tinha onze anos, em 1962. No país sul-americano, trabalhou como sapateiro e vendedor de doces até que decidiu enveredar por uma carreira na música. Começou no fado e depois conquistou a fama como cantor romântico.

Foi na década de 1970 que atingiu o sucesso. Canções como “Arrebita” ou “Dá cá um beijo” conquistou o Brasil e Portugal, Leal passou a ser um dos maiores embaixadores da cultura portuguesa no Brasil. Ao longo de 50 anos de carreira, aquele que era chamado o “artista mais português do Brasil” ainda fez cinema, televisão e mesmo política. Nas últimas eleições brasileiras foi candidato ao cargo de deputado estadual por São Paulo. Com pouco mais de oito mil votos, não conseguiu ser eleito.

Em setembro do ano passado, Leal disse que tinha um sonho e por isso se lançou na política. “O sonho de poder fazer algo pelas pessoas que possa tornar a vida delas um pouco melhor. Há muito o que se fazer em todas as áreas, pois o Brasil tem muitas carências, a saúde será uma das minhas prioridades, destinando todas as verbas que vierem à minha mão aos hospitais necessitados. Após um ano de tratamento médico, senti na pele a vital importância de se ter hospitais bons e bem equipados”, contou.

 

 

 

 

 

Fonte: 7 segundos.

Mano Walter se casa com Débora Silva

O cantor Mano Walter e a modelo Débora Silva oficializaram sua união em cerimônia na noite de ontem, na casa do músico em Maceió, no Alagoas. Vários momentos da cerimônia, em que compareceram amigos famosos do casal, foram compartilhados no Instagram.

A própria noiva mostrou dois momentos da felicidade do casal, escrevendo: “VIVA O NOSSO AMOR! Deus é maravilhoso. Te amo minha vida”.

Enquanto isso, Fabiano (da dupla com César Menotti) compartilhou uma foto ao lado da esposa, Marília Gabriela, e do casal. “Casamento dos queridos afilhados, Mano Walter e Débora Silva. Que noite Maravilhosa!!! Junto com minha Princesa”, escreveu.


Grupo Massa, do apresentador Ratinho articula para obter concessão da TV Gazeta

Grupo Massa, do apresentador Ratinho articula para obter concessão da TV Gazeta

O Grupo Massa, do apresentador José Carlos Massa, mais conhecido como “Ratinho” estaria interessado em comprar as concessões e no arremate dos imóveis que pertencem a Organização Arnon de Mello (OAM), que tem como principal acionista o senador e ex-presidente Fernando Collor de Mello (Pros). Informações de bastidores dão conta que Ratinho, que além de ser conhecido como apresentador do popular programa que leva seu nome no SBT, é considerado um exímio empresário, estaria sondando o que é preciso fazer para obter as concessões da TV Gazeta e as outras empresas da Organização.

O conglomerado de comunicação do Grupo Massa, que engloba cinco emissoras de Tv e 28 de rádio no Paraná, há poucos dias ampliou duas atividades para São Paulo, com a compra da emissora Estadão FM, por R$ 50 milhões. De acordo com uma matéria veiculada recentemente na imprensa paranaense, Ratinho comanda atualmente um número de funcionários bem maior do que seu patrão no SBT, Silvio Santos. Enquanto a rede de televisão paulista conta com dois mil funcionários, o apresentador de programa de apelo popular tem nada menos do que três mil funcionários em suas empresas.

O forte poder econômico e o interesse sobre os valores dos imóveis, fizeram com que a OAM tomasse a decisão desesperada de ingressar com um processo de recuperação judicial, no início da semana, que está sendo apreciado pela Justiça. A medida levou a suspensão do leilão dos prédios, que estava prevista para esta sexta-feira (30), em que a Justiça Federal poderia dar um desconto de até 40% no valor original.

A OAM já foi o conglomerado de comunicação mais forte de Alagoas. A TV Gazeta, que ainda é afiliada da TV Globo em Alagoas, junto com o jornal Gazeta de Alagoas, que por muitos anos foi o jornal de maior circulação no Estado, e as rádios AM e FM no interior e na Capital, já perderam esse título e vem perdendo paulatinamente a credibilidade.

Para quem conhece de perto a situação as empresas são hoje um barco furado, tanto que até mesmo o diretor-executivo da empresa, Luiz Amorim – o mesmo que é apontado como testa de ferro de Fernando Collor e responsável pela lavagem de dinheiro da propina da BR Distribuidora, conforme denúncia apresentada pela procuradora-geral da República Raquel Dodge – tentou dar um golpe na própria empresa. Amorim entrou com um pedido de acordo extrajudicial com a Gazeta para receber cerca de R$ 1,1 milhão em créditos trabalhistas. A Justiça do Trabalho indeferiu o acordo sob a alegação que as empresas do grupo OAM não estão honrando os acordos trabalhistas celebrados com os ex-funcionários demitidos em novembro de 2018.

A decisão se referiu aos quase 40 jornalistas da Gazeta de Alagoas, que já ajuizaram ações de execução por descumprimento dos acordos extrajudiciais. Os ex-funcionários foram desligados da empresa praticamente com uma mão na frente e outra atrás. Eles não receberam pelos dias trabalhados no mês e a grande maioria não tinha saldo de FGTS, apesar de o Fundo ser descontado todo mês na folha. Por conta disso, até mesmo para receber o Seguro-Desemprego, muitos tiveram dificuldades.

As demissões atingiram também a TV Gazeta. Apenas esta semana foram 17 demitidos na emissora, entre repórteres, apresentadores, produtores e cinegrafistas, parte deles já tinham sido demitidos ilegalmente após a greve dos jornalistas em junho e foram readmitidos por decisão judicial. As últimas demissões aconteceram na manhã de sexta (30) quando a sucursal de Arapiraca da TV encerrou as atividades. Dos cinco integrantes da equipe, Priscila Anacleto, Giovanni Luiz, Rubem Lopes e Jannison Umbelino foram desligados da empresa. Apenas o jornalista Tony Medeiros não foi demitido, por possui imunidade sindical, por integrar a direção do Sindicato dos Jornalistas de Alagoas. Mas, se ele quiser continuar na empresa, terá que aceitar a transferência para Maceió.

A situação dos funcionários da TV Gazeta que não estão na lista dos demitidos – que pode aumentar nas próximas semanas – só é melhor porque quem está sendo desligado da empresa não tem qualquer expectativa de receber as indenizações trabalhistas. Quem fica, no entanto, permanece na incerteza de até quando poderão suportar no barco furado, já que o clima nas redações desde o fim da greve é de assédio moral e as empresas estão começando a atrasar o pagamento dos salários.

 

 

 

 

Fonte: 7 Segundos

Caso Neymar: Polícia de SP indicia Najila por extorsão, fraude processual e denúncia caluniosa

Najila Trindade em entrevista à Record
Imagem: Reprodução/TV Record

A Polícia Civil de São Paulo indiciou Najila Trindade Mendes de Souza por fraude processual, denúncia caluniosa e extorsão no caso em que a modelo acusou o jogador Neymar de estupro durante encontro em Paris no dia 15 de maio. O ex-marido dela, Estivens Alves, foi denunciado por fraude processual e divulgação de conteúdo erótico.

O indiciamento vem após a conclusão de dois inquéritos que tramitavam pelo 11º DP (Santo Amaro) envolvendo Neymar. As peças são desdobramentos do caso investigado e encerrado junto à 6ª Delegacia de Defesa da Mulher, sob a presidência da Doutora Juliana Lopes Bussacos.

O pai de Neymar entrou com a ação de denúncia caluniosa e tentativa de extorsão de Najila. A modelo, por sua vez, denunciou o ex-marido por divulgação de conteúdo erótico.

Os inquéritos, que seguem sob segredo de Justiça, foram encaminhados ao Tribunal de Justiça para apreciação dos representantes do Ministério Público e do Poder Judiciário.

“Com base no conjunto probatório reunido durante as investigações, a delegada decidiu pelo indiciamento de N. e Estivens Alves seu ex-companheiro, pelo crime de fraude processual (art. 347, parágrafo único, CP). Decidiu, ainda, por indiciar Alves pelo artigo 218-C, por divulgar material com conteúdo erótico de N. para um repórter, em troca de publicações suas na internet”, diz a nota da Secretaria de Segurança Pública.

“Após o esclarecimento da materialidade delitiva, procedida à realização das respectivas perícias e oitivas, a autoridade também decidiu pelo indiciamento de N. nos crimes de denunciação caluniosa e extorsão”, diz a nota.

Defesa de Najila

O advogado de defesa de Najila, Cosme Araújo, disse que acha estranho os indiciamentos da sua cliente, considerando que recentemente foi feito pedido de acareação entre Najila e o seu ex-marido, Stevens.

Afirmou ainda que sequer a defesa teve resposta da delegada em relação à tal pedido de acareação e que a noite desta segunda-feira (9), ao acessar o inquérito na justiça, verificou que existia apenas uma manifestação do MP para que fosse juntado nos autos elementos que estavam em autos apartados.

Daí a defesa não teve acesso a informações dos autos apartados, razão porque não pode se manifestar sobre tais indiciamentos. Assim que tiver acesso a todo inquérito, a defesa se manifestará.

Caso arquivado

A investigação sobre o suposto estupro foi arquivada julho, depois de a polícia decidir por não indiciar Neymar. Os depoimentos e provas apresentados à Polícia Civil pela modelo Najila Trindade, que acusou o jogador Neymar de estupro e agressão, apresentaram “incongruências”, conforme escreveu a delegada que investigou o caso no relatório final do inquérito.

Após dois meses de investigação, a delegada Juliana Lopes Bussacos anunciou que o caso estava encerrado. “Eu concluí a investigação e deliberei por não indiciar o investigado por ausência de elementos suficientes para tanto”, afirmou.

No relatório final, a delegada concluiu que “diante dos elementos colhidos no curso da investigação policial, não vislumbro elementos para o indiciamento do investigado, uma vez que as versões são conflitantes, com incongruências nas declarações da vítima e, principalmente, nas provas apresentadas pela mesma”.

 

 

 

Fonte: G1

Apresentador Raul Gil é internado em São Paulo

Foto: Reprodução/SBT

O apresentador Raul Gil foi internado nessa semana no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. Gil está com um quadro de arritmia cardíaca e foi submetido a uma série de exames para avaliar o estado de saúde.

Segundo uma fonte do Estado de Minas, Raul Gil passa bem e há uma expectativa de que possa ter alta ainda nesta sexta-feira.

Raul Gil está atualmente no SBT, onde apresenta o Programa Raul Gil aos sábados, 15h30.

Segundo Raulzinho, diretor do programa e filho do apresentador do SBT, Raul Gil precisou ser internado no hospital apenas por precaução, após ser submetido a exames de rotina. Ainda segundo o filho de Raul Gil, a previsão de alta do apresentador será neste sábado (7).

 

 

 

 

 

 

Fonte: Diário de Pernambuco

Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2020 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey