82 99641-3231 (pedido musical)

82 99947-6977 (jornalismo)

Preço da gasolina sobe nos postos com avanço do petróleo e do dólar

O preço médio da gasolina nas bombas terminou a semana em alta, segundo dados divulgados nesta sexta-feira (18) pela Agência Nacional do Petróleo, do Gás Natural e dos Biocombustíveis (ANP). O avanço foi de 0,63%, para R$ 4,284 por litro na média nacional.

O valor representa uma média calculada pela ANP, que verifica os preços em diversos municípios. Eles, portanto, podem variar de acordo com o local.

A alta acontece em meio a uma sequência de aumentos do valor praticado pela Petrobras nas refinarias. Em uma semana, o avanço foi de 5,57%. O repasse ou não para o consumidor final depende dos postos.

Os reajustes fazem parte da política de preços da Petrobras, que ajusta os valores quase diariamente com o objetivo de acompanhar as cotações internacionais.

Nesta semana, o mercado foi ainda marcado por forte avanço dos preços internacionais do barril de petróleo, que chegou a bater as cotações máximas desde 2014, além da tendência de alta do dólar sobre várias moedas, incluindo o real. Todos esses fatores contribuem para a alta do preço da gasolina.

No ano, a gasolina acumula aumento de 4,51% nas bombas.


Petrobras aumenta gás para indústrias pela segunda vez em oito dias

A escalada das cotações do petróleo e do dólar levou a Petrobras a anunciar novo reajuste nos preços do gás de cozinha para uso industrial apenas oito dias após o aumento anterior.

Desta vez, a alta será de 3,6%. O reajuste não impacta o preço do botijão de 13 quilos, mais consumido por residências, que é ajustado com periodicidade trimestral. Vale apenas para a venda do gás em botijões maiores ou a granel.

 

O reajuste anunciado nesta terça (15) é o terceiro aumento consecutivo no preço do gás de cozinha para uso industrial e residencial em apenas 20 dias. No dia 8 de maio, foram 7,1%, e em 27 de março, 4,7%. Assim, a alta acumulada no período é de 16,2%.

 

Já o gás para envase em botijões de 13 quilos foi ajustado pela última vez no dia 5 de abril, com corte de 4,4%. O próximo ajuste só ocorrerá no início de julho. Desde 2003, a Petrobras pratica preços diferentes para os dois tipos de consumo. O gás envasado em botijões de 13 quilos tem uma fórmula diferente, que garante desconto em relação ao produto destinado a uso industrial e comercial.

 

Após a escalada de preços em 2017, a estatal decidiu, em janeiro, alterar a periodicidade do gás residencial, aumentando o prazo de ajustes para três meses, com o objetivo de minimizar o repasse de volatilidades internacionais ao consumidor brasileiro. Desde 8 de maio, quando o gás para uso industrial foi reajustado pela última vez, o preço do petróleo Brent subiu 4,5% e o dólar, 2,6%. Com informações da Folhapress.


Donos de veículos com placas de final 7 e 8 devem quitar IPVA até 31 de maio

Proprietários de veículos automotores com placas de final 7 e 8 podem quitar a primeira parcela do Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA) ou pagá-lo por inteiro até o dia 31 de maio. Trata-se da quarta rodada de pagamentos do Calendário IPVA 2018, organizado pela de Estado da Fazenda de Alagoas (Sefaz/AL).

Os valores venais dos veículos para 2018 podem ser vistos no suplemento do Diário Oficial do dia 20 de dezembro. Aqueles que optaram por parcelar as pendências referentes ao IPVA, as mensalidades não podem ser inferiores a R$ 100.

Os boletos podem ser acessados on-line no Espaço do Contribuinte, acessando o site da Sefaz (www.sefaz.al.gov.br). Para ter a emissão presencial, basta comparecer a alguma das Centrais Já! espalhadas pelo Estado.

As próximas etapas do calendário é referente às placas de final 9 e 0, com vencimento até 30 de junho.


Eletrobras disponibiliza consulta de créditos por pagamento em duplicidade

A Eletrobrás Distribuição Alagoas disponibilizou em seu site um espaço para os consumidores que têm direito a ressarcimento por pagamentos em duplicidade das contas de energia elétrica e não foram localizados pela Empresa, seja por mudanças de endereço ou, simplesmente, por não haver mais imóveis em seu nome. Para realizar a consulta, basta informar o CPF e  verificar se tem algum crédito a receber.

Após a consulta, o cliente que tem valores a receber da Eletrobrás deve se dirigir a um posto de atendimento da Distribuidora e solicitar que o crédito seja devolvido por meio de transferência conta bancária. Para isso, é necessário que o titular do crédito seja o titular da conta bancária informada.

De acordo com o gerente de Faturamento e Arrecadação da Eletrobrás, Augusto Faraj, este espaço serve também como um novo canal de aproximação da Distribuidora com a sociedade.

“Hoje, a Eletrobrás tem mais de 7 mil devoluções cadastradas no sistema que a Empresa não conseguiu realizar o ressarcimento. Por meio da consulta no site, o cliente que tiver um valor a receber da Companhia poderá obter informações sobre como agir e solicitar a quantia, além de escolher como quer que a devolução seja utilizada. Ou em forma de abatimento na(s) fatura(s) seguinte(s) ou via crédito em conta bancária do titular da unidade consumidora”, esclarece Augusto.

O crédito de pagamento em duplicidade ocorre quando o cliente paga duas vezes a fatura de energia. O sistema da empresa identifica o duplo pagamento e faz a devolução na fatura seguinte. Para os clientes que por algum motivo pagaram suas contas do mesmo mês e não receberam o ressarcimento, é preciso entrar em contato com a Eletrobrás para que seja verificado se houve algum erro ou a ocorrência da duplicidade.

Para evitar o pagamento em duplicidade, é importante que o cliente sempre observe na conta de energia o mês faturado, que fica na parte de cima da conta, no canto esquerdo da fatura, e o valor. E em caso de dúvida, o cliente poderá solicitar informações por meio do call center 0800 082 0196 ou em um dos postos de atendimentos da Eletrobrás nos 102 municípios do estado.


Receita abre consulta ao lote residual de restituição do Imposto de Renda nesta terça-feira

A Receita Federal abre a partir das 9h desta terça-feira (8) a consulta ao lote multiexercício de restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física, referentes aos exercícios de 2008 a 2017.

Os lotes residuais referem-se a contribuintes que caíram na malha fina, mas que posteriormante acertaram suas contas com o leão.

No total, 125.569 contribuintes receberão o total de R$ 200 milhões. Desse montante, R$ 85.314.569,52 serão pagos a 23.957 contribuintes idosos e 2.140 contribuintes com alguma deficiência física ou mental ou moléstia grave.

A Receita lembra que há ainda o aplicativo para tablets e smartphones que facilita consultas às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF, diretamente nas bases de dados da Receita Federal.

Como consultar
Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deverá acessar a página da Receita na Internet, ou ligar para o Receitafone 146. Na consulta, serviço e-CAC, é possível acessar o extrato da declaração e ver se há inconsistências identificadas. Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliá-las e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A restituição ficará disponível no banco durante um ano. Se o contribuinte não fizer o resgate nesse prazo, deverá requerê-la pela Internet, por meio do Formulário Eletrônico – Pedido de Pagamento de Restituição, ou diretamente no e-CAC, no serviço Extrato do Processamento da DIRPF.


Petrobras reajusta preço do gás em até 8,6% nesta terça-feira

Nesta terça-feira, dia 08,  o preço do Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) de uso industrial e comercial às distribuidoras terá um aumento de até 8,6%. O reajuste certamente irá se refletir no custo de alguns produtos aos consumidores. O aumento foi justificado pela companhia que alegou ter como base o preço de paridade formado pelas cotações internacionais mais os custos de transporte e taxas portuárias.

De acordo com a estatal, a paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos. Além disso, o preço médio considera uma margem que cobre os riscos – como volatilidade do câmbio e dos preços.

Sindigás

O Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigás) informou que foi comunicado pela Petrobras na tarde de hoje (7) sobre novo reajuste de preço do GLP empresarial, para embalagens acima de 13 quilos.

De acordo com a Petrobras, o aumento será entre 5,8% e 8,6%, dependendo do polo de suprimento, válido a partir de 0h de amanhã (8) nas unidades da petroleira.

Com o aumento, o ágio praticado pela Petrobras está em 31% em relação ao preço praticado no mercado internacional. Na avaliação do Sindigás, “esse ágio vem pressionando ainda mais os custos de negócios que têm o GLP entre seus principais insumos, impactando de forma crucial empresas que operam com uso intensivo de GLP”.


Redes sociais


Whatsapp: 82 99641-3231

Contato


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Tel: (82) 99641-3231

© 2020 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey