Imagem: ilustração

Na manhã da última quarta-feira (17), o Centro de Operações da Polícia Militar (Copom) registrou uma ocorrência de ameaça de uma mulher contra uma conselheira tutelar, na região do Morro do Macaco, no Centro de Craíbas. Na ocasião, a agente do Conselho Tutelar e membros do 3° Batalhão de Polícia Militar (BPM) haviam ido buscar o filho da suspeita, para cumprir um mandado judicial.

O mandado determinava a aplicação de uma medida protetiva de acolhimento institucional em favor do menor de idade. O motivo não foi informado.

Durante o cumprimento da ação, a mãe do menor ameaçou e desacatou a conselheira, sendo por isto levada para o Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) da cidade, onde foi lavrado um boletim de ocorrência por ameaça e desacato.

O mandado de acolhimento institucional foi cumprido.

Conselheiro tutelar Tiago Miguel | Foto: reprodução/redes sociais

Na tarde do último domingo (30), o Conselho Tutelar de Palmeira dos Índios foi acionado após uma denúncia de abusos sexuais contra meninas menores de idade, no bairro Graciliano Ramos, antigo Sabiá, em Palmeira dos Índios. O repórter Niraldo Correia, da Rádio Sampaio (94.5 FM) conversou com o conselheiro Tiago Miguel, que falou sobre o caso.

O suspeito é um homem de 36 anos, morador do Graciliano Ramos.

De acordo com Tiago, a filha do indivíduo tem 15 anos, enquanto as sobrinhas têm 9 e 15 anos. Todos moram próximos uns dos outros. Uma das meninas sofreu a tentativa de abuso na última sexta-feira (28) e contou para seu pai. Posteriormente, o pai delas acionou o Conselho Tutelar.

"A gente conversou só com os genitores delas [das vítimas] e segundo informações só uma das adolescentes foi abusada", contou o conselheiro. "Nosso trabalho agora é requisitar serviços, tanto na Saúde como acionar o Ministério Público, para que a Polícia Civil instaure o inquérito policial e seja investigado se realmente ele é culpado", explicou.

As vítimas foram levadas ao Instituto Médico Legal (IML) de Arapiraca, onde passaram por um exame de corpo de delito. O caso será investigado pelas autoridades competentes, para que todo o caso seja esclarecido e as medidas cabíveis sejam tomadas.

Durante a entrevista, o conselheiro alertou para os sinais de que um menor está sofrendo abuso sexual. "[A vítima] pode ficar triste, ficar com medo, ficar trancada dentro do quarto, diminuir o rendimento na escola; ela pode ser uma boa aluna e faltar muito, não tirar nota boa. São muitos sintomas, então cabe aos pais ficarem atentos", explicou. "Existem vários canais por onde você pode denunciar. Existe o disque 100 e existe o Conselho Tutelar".

Ouça a entrevista completa a seguir:

Foto: ilustração

Por volta das 22h20 da última terça-feira (18), um homem de 47 anos foi preso sob suspeita de ter agredido e ferido a sua companheira, de 42 anos, com uma faca, em Igaci. O motivo da agressão não foi informado.

De acordo com o 10° Batalhão de Polícia Militar (BPM), uma guarnição policial encontrou a vítima ensanguentada e correndo nas imediações da rua Rio de Janeiro, no Centro da cidade. Na ocasião, a mulher estava com um corte na testa e contou o que havia ocorrido. O filho da vítima, que chegou momentos depois, confirmou o relato e disse que também foi ameaçado.

Pouco depois da polícia ouvir os relatos da mulher e de seu filho, populares apontaram para o suspeito, que seguia naquela direção. O homem foi abordado pelos militares e negou ter agredido a companheira, mas foi levado à Delegacia de Polícia em Arapiraca depois de pessoas da região confirmarem a agressão.

Conselho Tutelar acionado

Ainda segundo as informações do 10° BPM, o filho da vítima, que ainda era uma criança, informou que tinha mais dois irmãos, um deles autista, e que não tinham com quem ficar. O menino também disse que a mãe era usuária de drogas e que, por conta disso, ele já tinha passado três anos em um instituto de Penedo.

Com isso, os policiais foram até a casa onde estavam as outras crianças. A residência estava sem energia e um dos meninos informou que também não havia comida.

O Conselho Tutelar foi acionado e informou que já monitorava os menores. Os irmãos foram levados novamente para o mencionado instituto, em Penedo.

Na última quinta-feira (6), um conselheiro tutelar de Olho D’Água do Casado teve o celular apreendido por agentes do 32º Distrito Policial (DP). O indivíduo é suspeito de vazar informações sigilosas de um processo de estupro de uma adolescente, que na época do crime tinha 17 anos. Com isso, o acusado, um homem de 54 anos, fugiu.

A apreensão do aparelho celular deu cumprimento a um mandado de busca e apreensão expedido pela Comarca de Piranhas.

As investigações apontam que o conselheiro tutelar tem parentesco com o suspeito de estupro, que continua foragido.

Foto: ilustração

Na tarde do último sábado (13), um conselheiro tutelar de Igaci foi ameaçado por um indivíduo que apresentava sinais de embriaguez, após a filha do suspeito dizer que ele a havia abandonado e que sua irmã era quem tinha cuidado dela. Insatisfeito com a conduta adotada pelo conselheiro, o homem teria dito, segundo o registro policial, “sei onde você mora e vou atrás de você até no inferno”.

Antes do ocorrido, o próprio suspeito havia comunicado ao Conselho Tutelar que sua filha, menor de idade, estava vivendo em uma casa com outras menores de idade. Naquela ocasião, guarnições do Centro Integrado de Segurança Pública (Cisp) de Igaci foram acionadas para dar apoio ao órgão.

No local indicado, a menor foi localizada e estava junto a outras meninas, uma delas sendo maior de idade. Enquanto o conselheiro averiguava a situação, a menor contou o que havia acontecido, momento em que o suspeito fez a ameaça. Durante a ocorrência, foram colhidos dados para a confecção de um relatório que seria encaminhado ao Ministério Público, para que sejam tomadas as providências legais quanto à situação.

Verificando  o sistema, foi visto que o suspeito já tinha uma passagem pela polícia, por desacato. Ele foi conduzido até o Cisp da cidade, para a confecção de um Termo Circunstanciado de Ocorrência.

Por volta das 19h desta quarta-feira (10), haverá a posse dos cinco novos conselheiros tutelares, eleitos durante o pleito realizado em 1° de outubro de 2023. O evento acontecerá na Escola Estadual Humberto Mendes, localizada na Av. Muniz Falcão, no bairro São Francisco, em Palmeira dos Índios. A atual presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Dávilla Thâmara Machado, falou sobre a solenidade em uma entrevista à Rádio Sampaio.

“É um evento muito importante para a política da criança e do adolescente aqui no nosso município”, afirmou Machado. “Todos os órgãos que trabalham com esse sistema de garantia dos direitos da criança e do adolescente, eles foram [sic] convidados. É um evento também aberto à comunidade, de forma geral”, continuou.

A solenidade contará com a presença dos conselheiros eleitos Lucas Ferreira, Tiago Miguel, Maykon Viana e Willames Freitas. Agnaldo Tenório, conhecido como “Gordo”, não poderá estar presente, pois passa por problemas de saúde. Assim, sua esposa tomará posse em seu lugar, por procuração, seguindo os trâmites legais.

Os suplentes Rafael Holanda, Wallison, Charles André, Alexsandra Minervino e Luiz Antônio  também estarão presentes no evento.

Os novos conselheiros devem permanecer no cargo por quatro anos. A seguir, ouça a entrevista completa, feita pelo repórter Rafael Santos, com a Dávilla Machado.

Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa | Foto: reprodução/TV Cabo Branco

Por volta das 22h do último domingo, na Grande João Pessoa (PB), um bebê de 10 meses foi atingido por fogos de artifício soltos durante uma motociata, que acontecia em comemoração do resultado das eleições para conselheiros tutelares. A vítima estava dentro de casa quando foi atingida, ficando gravemente ferida.

De acordo com a mãe da criança, ela havia acabado de banhar o filho e ele ainda estava enrolado na toalha quando o barulho da motociata começou a ser escutado.

“A gente já tinha escutado de longe que eles vinham soltando fogos. Eu não cheguei nem no portão direito quando meu marido gritou que soltaram fogos dentro de casa. Eu reclamei com as pessoas e quando voltei, vi que ele estava cheio de sangue”, disse a mulher durante uma entrevista à TV Cabo Branco. Segundo ela, uma pessoa da motociata foi quem socorreu seu filho, que foi levado para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa.

O bebê segue internado na Unidade de Tratamento de Queimaduras (UTQ) do hospital e não tem previsão de alta. O médico Eduardo Dore, que atendeu a vítima, explicou que o menor está com queimaduras de terceiro grau. Ainda segundo o médico, a explosão do fogo de artifício atingiu a face, o tórax e uma grande parte do braço esquerdo do bebê.

“Fizemos os primeiros cuidados nele com sedação leve e também realizamos a primeira cirurgia”, disse. “É característico de queimaduras por fogos de artifício causar um edema que interrompe o fluxo [de sangue] e por isso estamos acompanhando”. Na manhã de hoje (2), o bebê passou pelo setor de radiologia e fez um ultrassom, para saber se seu fluxo de sangue havia sido prejudicado.

Mesmo se tratando de um caso grave, o estado da criança é regular.

Acidente com o pai do bebê

Na manhã de hoje (2), o pai do bebê sofreu um acidente de moto na BR-230, enquanto levava os objetos pessoais do filho para o hospital. Agora, ambas as vítimas estão na mesma unidade hospitalar, em estado regular.

Candidatos mais votados

Após a apuração de todas as 40 urnas utilizadas na eleição para conselheiros tutelares de Palmeira dos Índios, neste domingo (1°), foi constatado que os cinco candidatos com maior número de votos foram Agnaldo Tenório, com 1101 votos; Lucas Ferreira, com 993 votos; Tiago Miguel, com 806 votos; Maykon Viana, com 805 votos; e Willames Freitas, com 798 votos.

Os candidatos Agnaldo e Tiago estão sob investigação, por supostas irregularidades no processo de campanha eleitoral. Com isso, seus votos foram contabilizados, mas estão suspensos até o fim da investigação.

Os candidatos eleitos poderão assumir os seus cargos como conselheiros tutelares no dia 10 de janeiro de 2024. O mandato de cada um segue até 9 de janeiro de 2028.

Ao todo, 14 candidatos participaram do pleito, sendo eles Agnaldo Tenório de Barros, Alexsandra Minervino da Costa Tenório, Auneir Faustino Balbino, Charles André Bezerra Silva, Cleiton Rafael Holanda Ferreira, Fábio da Silva Ferro, Fábio Washington Noronha, Lucas Ferreira, Luiz Antônio da Silva Moura, Maria Aparecida da Silva Rodrigues, Maykon Viana Santos, Tiago Miguel, Williames Freitas da Silva e Wallison Cícero de Oliveira Souto.

Abaixo, confira a quantidade de votos de cada candidato, em ordem decrescente.

1°) Agnaldo (Gordo) - 1101 votos;
2°) Lucas Ferreira - 993 votos;
3°) Tiago Miguel - 806 votos;
4°) Maykon Viana - 805 votos;
5°) Willames (Nando) - 798 votos;
6°) Rafael Holanda - 604 votos;
7°) Wallison, filho do Jó mototaxista - 545 votos;
8°) Charles André - 494 votos;
9°) Alexsandra Minervino - 444 votos;
10°) Pastor Luiz Antônio - 359 votos;
11°) Auneir Balbino - 302 votos;
12°) Cida Rodrigues - 285 votos;
13°) Fabinho Noronha - 271 votos;
14°) Fábio Ferro - 257 votos.

Da esquerda para a direita: Tiago José, Agnaldo Tenório e Rafael Holanda | Foto: Portal Rádio Sampaio

Na manhã desta quarta-feira (27), Rafael Holanda, Agnaldo Tenório e Tiago José, os três conselheiros tutelares e candidatos à reeleição que foram alvos de denúncias por uso inadequado do Bolsa Família, concederam uma entrevista à Rádio Sampaio, onde afirmaram que não possuem qualquer relação com o caso. Ontem (26), a Prefeitura Municipal de Palmeira dos Índios, divulgou que houve a recomendação de afastamento dos candidatos de seus cargos.

A prefeitura também informou, em seu site que o pedido de cancelamento do registro de candidaturas dos supostos envolvidos é uma das medidas que estão sendo consideradas.

“Saiu essa notícia no site da prefeitura, que foi uma irresponsabilidade do gestor aqui do nosso município, porque todas as publicações são de responsabilidade dele. Ele é o gestor, tem a parte maior da prefeitura, tudo só é publicado se ele autorizar”, disse Rafael Holanda. Segundo ele, Tiago e Agnaldo, nenhum dos três recebeu qualquer notificação do Conselho sobre um afastamento e continuam como candidatos válidos.

Holanda ainda denunciou que, na gestão anterior, foi muito perseguido e chegou a ser demitido do seu cargo. “Eu comi e almocei na mesa do prefeito, ele me deu 30 dias pra mim fazer minha campanha, na minha outra eleição, e aí eu fui demitido, passei mais de três meses sem receber o meu salário”, falou o ex-entrevistador do Bolsa Família, que também esclareceu que ele e seus familiares nunca receberam o programa ao Governo Federal.

Agnaldo e Tiago também alegaram inocência no caso. “A gente já entramos [sic] em contato com nossos advogados. Estamos esperando receber algum ofício”, disse Agnaldo, conhecido como “Gordo”. “Mas somos candidatos a conselheiros, sim”, continuou.

“Oficialmente, a gente não recebemos [sic] nenhum documento de Ministério Público, de ajuizado, de prefeitura”, afirmou Tiago. “Até o momento, essa notícia aí tá parecendo mais com uma fake news”. O conselheiro também disse que tanto ele como os demais foram orientados a continuarem com a campanha.

Candidaturas prejudicadas

Na ata da reunião do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), referente ao último dia 25, é dito que o Corregedor-geral do Município, Marcondes Aurélio de Oliveira, afirmou que existem indícios de irregularidades por parte dos candidatos. Por outro lado, integrantes do Conselho informaram que as denúncias apresentadas não trazem indícios o suficiente para aplicar a penalidade de suspensão ou afastamento.

Na mesma ata, uma das conselheiras ainda lamentou que o Conselho não tenha recebido algumas das denúncias.

Sem haver provas contundentes, Rafael Holanda, Tiago José e Agnaldo Tenório foram constrangidos moralmente e tiveram suas candidaturas prejudicadas.

Confira a entrevista completa logo abaixo.

Rafael Holanda | Foto: Portal Rádio Sampaio

Aguinaldo Tenório, o "Gordo" | Foto: Portal Rádio Sampaio

Tiago José | Foto: Portal Rádio Sampaio

Foto: Ricardo Oliveira/internet

O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) de Palmeira dos Índios, através da Comissão Especial Eleitoral, divulgou a lista com os locais de votação da eleição para conselheiro tutelar, que acontecerá no dia 1° de outubro deste ano, das 8h às 17h.

Ao todo, serão cinco locais de votação, sendo eles o Colégio Estadual Humberto Mendes, a Escola Municipal Doutor Gerson Jatobá Leite, o Grupo Escolar Almeida Cavalcante, o Grupo Escolar Antônia Macedo e a Escola Estadual Monsenhor Ribeiro.

“Há quatro anos atrás [sic] a gente teve em dois espaços e a gente viu que não tinha condições de serem só aqueles espaços”, explicou a presidente da Comissão Especial Eleitoral, Quitéria dos Santos César, em entrevista concedida à Rádio Sampaio. De acordo com ela, este ano os locais foram definidos através das seções eleitorais.

Confira os locais de votação clicando no link abaixo.

Locais de votação - Eleição para conselheiro tutelar

Recomendações para o eleitor

Para participar da votação, o cidadão deve estar portando seu título de eleitor e um documento oficial com foto.

Quem são os candidatos?

Este ano, foram habilitadas as candidaturas de 14 candidatos ao Conselho Tutelar, sendo eles Agnaldo Tenório de Barros, Alexsandra Minervino da Costa Tenório, Auneir Faustino Balbino, Charles André Bezerra Silva, Cleiton Rafael Holanda Ferreira, Fábio da Silva Ferro, Fábio Washington Noronha, Lucas Barbosa da Rocha, Luiz Antônio da Silva Moura, Maria Aparecida da Silva Rodrigues, Maykon Viana Santos, Tiago José Silva da Costa, Williames Freitas da Silva e Wallison Cícero de Oliveira Souto.

E os envolvidos no esquema do Bolsa Família?

No final de agosto o Bolsa Família em Palmeira dos Índios foi paralisado após denúncias de que o benefício estaria sendo utilizado por candidatos ao Conselho Tutelar para a obtenção de vantagens na eleição. Recentemente, seis servidores que trabalhavam no programa foram afastados, mas nada foi dito sobre os candidatos.

“Não chegou, até agora, nada pra Comissão. Então a gente, enquanto Comissão, enquanto Conselho, a gente não tem como dar essa resposta. É a critério do Município, e com certeza todos os conselheiros que estão a pleito, eles continuam normal [sic], até chegar essas informações pra gente”, disse Quitéria.

Ouça a entrevista completa, feita pela repórter Rafael Santos, abaixo.

Contato

Rua José e Maria Passos, nº 25
Centro - Palmeira dos Índios - AL.
(82) 99641-3231
TELEFONE FIXO - ESTUDIO:
(82)-3421-4842
SETOR FINANCEIRO: (82) 3421-2289 / 99636-5351
(Flávia Angélica)
COMERCIAL: 
(82) 99344-9999
(Dalmo Gonzaga)
O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados. Segurança e privacidade
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram