Motorista que fugiu após acidente na AL-101 é identificado pela polícia

Motorista que fugiu após acidente na AL-101 é identificado pela polícia

A delegada da Polícia Civil Liana Franca informou, nesta terça-feira (10), que identificou o motorista que fugiu após o acidente na AL 101 Sul, onde três pessoas da mesma família morreram carbonizadas. A delegada pretende ouvi-lo na quinta-feira (12).

O veículo apontado pela Polícia Científica de Alagoas como causador do acidente, estava a uma velocidade de 145 km/h quando bateu na traseira do carro onde a família estava, no último domingo (8). Pai, mãe e filha não conseguiram sair do carro, que pegou fogo. A velocidade foi calculada com base nas marcas que ficaram no asfalto do local onde o acidente aconteceu.

Até a tarde desta terça (10), apenas o corpo do motorista do veículo Fiat Uno, Marcos Antônio Silva dos Santos, foi identificado oficialmente pela Polícia Científica de Alagoas. A perita Ana Paula Cavalcante, coordenadora do Departamento de Identificação Humana do IML da Capital, explicou que a identificação foi possível através de exame necropapiloscópico.

Já nos outros dois corpos esse tipo de exame ficou inviabilizado devido ao estado dos cadáveres.

“A criança e a vítima do sexo feminino terão que ser identificadas por DNA. A família da vítima trouxe uma ficha odontológica com pouquíssimas informações para confronto com o exame odontolegal. Além disso, no documento não é possível saber qual dentista fez os procedimentos, pois não há carimbo, e nem o nome do profissional”, explicou a coordenadora.

O IML já coletou amostras de material biológico e as famílias compareceram na unidade para fornecer amostra biológica de referência para a realização do exame de DNA no Laboratorio de Genética Forense do Instituto de Criminalística.

Os parentes foram orientados pelo IML a procurar a Defensoria Pública do Estado para que seja solicitado ao Poder Judiciário, uma ordem judicial para liberação e sepultamento dos cadáveres.


Deixe uma resposta