Imagem: reprodução

Os membros do canal de visualização de lançamentos do programa Insider, da Microsoft, já podem atualizar o Windows 11 para a sua versão 24H2, que deve ser lançada para o público em geral no final deste ano. Entre as novidades da atualização estão o Recall, uma ferramenta com IA que registra toda a atividade do usuário, e uma nova remodelagem no visual do Copilot.

No caso do Recall, a novidade estará disponível apenas nos computadores da linha “Copilot + PCs”.

A remodelagem do Copilot, que o assemelha mais a um aplicativo real, foi feita com base no retorno dado pelos usuários.

Além das duas novidades mencionadas, o Windows 11 24H2 também traz um suporte para wallpapers com HDR; um novo esquema de energia que economiza mais bateria em notebooks; rust no kernel do Windows; o “sudo” integrado ao prompt de comando do sistema; suporte para Wi-Fi 7; submenu de configurações rápidas da barra de tarefas com visualização rolável; suporte para criação de arquivos 7-zip e TAR pelo Windows Explorer; e melhorias na conectividade para dispositivos que usam o Bluetooth de baixo consumo.

Os computadores da linha “Copilot + PCs”, com inteligência artificial (IA) integrada tanto ao hardware quanto ao software, devem ter o navegador Microsoft Edge capaz de realizar tradução e dublagem em tempo real de vídeos presentes em plataformas como YouTube, LinkedIn e até em sites de notícias como a Reuters, por exemplo. A tradução funcionará para conteúdos falados, sejam eles gravados ou ao vivo.

A Microsoft divulgou um clipe que mostra o discurso do CEO da empresa, Satya Nadella, passando do inglês para o espanhol em tempo real (veja acima).

Inicialmente, serão suportadas apenas as traduções do inglês para alemão, italiano, russo, hindi e espanhol, mas mais línguas devem ser adicionadas posteriormente. Também será possível fazer a passagem do espanhol para o inglês.

Ainda não há uma data para o lançamento do recurso nos navegadores e não se sabe se ele será restrito a algumas regiões.

Imagem: reprodução/Maestro Agência

O recém-lançado GPT-4o, da OpenAI, será integrado ao Microsoft Copilot, segundo um anúncio feito nesta segunda-feira (20) pela empresa responsável pelo Windows. O novo modelo de inteligência artificial (IA) generativa será integrado aos computadores da linha Copilot + PCs.

Entre as novidades do GPT-4o estão uma melhoria na compreensão de textos e voz, a análise de vídeos em tempo real e interações em diversos tons de voz. Durante o anúncio da Microsoft foi feita uma demonstração que mostrava a IA dando suporte durante uma partida de Minecraft, interagindo vocalmente com o jogador.

Além disso, o GPT-4o ainda é capaz de realizar traduções em tempo real.

Imagem: ilustração

Nesta segunda-feira (20), a Microsoft anunciou notebooks com inteligência artificial (IA) integrada tanto no software como no hardware. Chamados de “Copilot + PCs”, os aparelhos ainda não têm data de lançamento, mas devem ser quase 60% mais rápidos que um MacBook Air com processador M3. Segundo o executivo da empresa, Yusuf Mehdi, computadores portáteis terão bateria que durarão um dia todo.

Entre as funções inéditas que estarão disponíveis nos Copilot + PCs está a Recall, que permitirá que os usuários vejam tudo o que foi feito em determinado computador, incluindo sites e programas acessados. Tudo ficará em uma linha do tempo, bastando apenas que o usuário pesquise por algum momento para que a IA diga o que foi feito naquele período.

Questões técnicas

Os notebooks com especificações mínimas terão pelo menos 16GB de memória RAM e 256 GB de armazenamento SSD, além da NPU. Também poderão rodar as novidades os aparelhos com chips Arm, da Qualcomm, e PCs portáteis com processadores Intel e AMD.

Os modelos com chip da Qualcomm devem ter energia para ficar fora da tomada por até 15h.

Quando forem lançados, os dispositivos devem ficar disponíveis em empresas parceiras da Microsoft, como a Dell, a Lenovo, a Samsung, a HP, a Acer e a Asus.

Imagem: ilustração

A Microsoft está testando a inicialização automática do seu assistente virtual com inteligência artificial (IA), o Copilot, em dispositivos de tela ampla que possuem o Windows 11. A empresa não explicou o que seriam esses aparelhos de “tela ampla”. Os testes estão sendo realizados com utilizadores dos canais de desenvolvimento de sistemas operativos.

Depois de finalizar os testes, a Microsoft deve decidir se realmente irá implementar ou não a mudança no Windows. Até o momento, alguns aparelhos já possuem o Copilot, mas ele fica oculto até que seja ativado através do seu ícone, na barra de tarefas, ou do atalho “Windows + C”.

Caso a mudança seja levada a cabo, é possível que os usuários possam desativar a opção de inicialização automática, assim como pode ser feito com outros aplicativos do sistema.

Imagem: ilustração

A Microsoft anunciou o Copilot Pro, versão paga do seu assistente virtual com inteligência artificial (IA). O pacote vem com recursos não disponíveis no Copilot padrão. Ao contrário da versão para Microsoft 365, o Pro é voltado ao público geral, sendo mais barato, embora ofereça menos recursos exclusivos.

O Copilot Pro deve acelerar o processamento de respostas para assinantes e permitirá o acesso ao GPT-4 Turbo, modelo mais avançado da OpenAI. A versão paga também libera o uso dos programas exclusivos da Microsoft, como o Word, o Excel, o PowerPoint, o OneDrive e o Outlook. As imagens geradas pelo Creator from Designer também terão a qualidade melhorada.

Com a assinatura, a Microsoft também garante um acesso ao Copilot GPT Builder, que permite criar um assistente virtual com IA para atender necessidades específicas. Este último recurso ainda não está disponível para o público.

Apenas uma pessoa pode usar o Copilot Pro, mesmo que pertença a um grupo familiar. Isso significa que o assistente não pode ser compartilhado.

Quanto custa?

O Copilot Pro está disponível no mundo todo. Nos Estados Unidos, o assistente tem um valor na faixa de US$ 20, cerca de R$ 98 por mês. No Brasil, o pacote custará R$ 110 mensais.

Imagem: Microsoft

A partir de fevereiro, computadores com Windows 11 que forem fabricados por parceiros da Microsoft terão uma tecla específica para acionar o Copilot, ferramenta de inteligência artificial (IA) da empresa. Segundo a Microsoft, a nova tecla fará com que o assistente virtual vire uma “parte essencial” da rotina dos usuários e ajude na integração do serviço com outras ferramentas do sistema.

Alguns modelos de computador com a nova tecla, que ficará posicionada ao lado das setas direcionais, devem ser apresentados durante a feira de tecnologia CES 2024, entre os dias 9 e 12 de janeiro. Recentemente, o Copilot ganhou versões para Android e iOS. Uma versão para Windows 10 foi confirmada, mas não tem previsão de lançamento.

Anteriormente, o Copilot era chamado de Bing Chat. Ele utiliza o modelo de linguagem GPT-4 e envolve tarefas mais complexas do que a versão gratuita do ChatGPT, que também é da OpenAI.

Contato

Rua José e Maria Passos, nº 25
Centro - Palmeira dos Índios - AL.
(82) 99641-3231
TELEFONE FIXO - ESTUDIO:
(82)-3421-4842
SETOR FINANCEIRO: (82) 3421-2289 / 99636-5351
(Flávia Angélica)
COMERCIAL: 
(82) 99344-9999
(Dalmo Gonzaga)
O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados. Segurança e privacidade
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram