Pena para quem elabora documento falso e para quem faz uso é de 2 a 6 anos de reclusão — Foto: Reprodução/ RBS TV

Um esquema criminoso de emissão de Carteira Nacional de Habilitação (CNH) digital falsa foi identificado pela Polícia Rodoviária Federal, no RS, após um motorista abordado em Barra do Ribeiro, na Região Metropolitana de Porto Alegre, apresentar o documento confeccionado irregularmente e ser preso.

A ação dos criminosos se inicia com um anúncio, divulgado em grupo de aplicativo de troca de mensagens, oferecendo confecção rápida e facilitada da CNH, segundo a PRF.

De acordo com policiais, os golpistas enviam modelos dos documentos para os interessados, a partir das conversas por aplicativo. A CNH digital falsa é negociada por valores que oscilam entre R$ 75 a R$ 200.

A habilitação irregular, após confeccionada, fica disponível em aplicativo próprio, que é fornecido pelos estelionatários. Esse aplicativo usado na fraude não está disponível em lojas oficiais dos sistemas operacionais de celulares.

Contudo, quem compra documento falsificado corre o risco de ter os dados apropriados pelos fraudadores, conforme explica o especialista em tecnologia Ronaldo Prass.

"O grande problema de você baixar um aplicativo desses é que todos os dados que você fornece ficam expostos, ficam vulneráveis para os criminosos. Você deixa o celular completamente vulnerável e todas as operações que você faz ali, podem ser coletadas", adverte Prass.

Justamente por ser uma ação fraudulenta e por não exigir do motorista que passe pelas etapas previstas por lei para emitir a habilitação, os dados dessa pessoa não constarão no sistema do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Infração gravíssima

A infração para quem é pego dirigindo com habilitação falsificada é considerada gravíssima, com multa de R$ 293 e sete pontos na carteira.

De acordo com Thiago Machado Delabary, delegado Regional de Polícia Judiciária, a pena é a mesma para quem elabora documento falso e para quem faz uso: de 2 a 6 anos de reclusão.

Sobre o sistema oficial de dados do Detran RS, a informação é de que sistema é seguro e não há registros de invasão.

"O aplicativo (do Detran) inviabiliza fraudes, ele possui requisitos de segurança onde há o confrontamento de informações a todo instante com a base nacional de habilitados. Fora esse sistema, há risco de coleta e vazamento de informações. Não é aconselhável ao cidadão utilizar qualquer outro aplicativo pra acessar a sua carteira digital", garante Fábio Santos, diretor-técnico do Detran RS.

Contato

Rua José e Maria Passos, nº 25
Centro - Palmeira dos Índios - AL.
(82) 99641-3231
TELEFONE FIXO - ESTUDIO:
(82)-3421-4842
SETOR FINANCEIRO: (82) 3421-2289 / 99636-5351
(Flávia Angélica)
COMERCIAL: 
(82) 99344-9999
(Dalmo Gonzaga)
O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados. Segurança e privacidade
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram