Foto: Luan Santana - Reprodução/Instagram

O show do cantor Luan Santana, previsto para a noite de ontem - sábado (1º)- durante a Divinaexpo, não foi realizado por problemas de saúde do artista. A informação foi divulgada neste domingo (2) pela assessoria de Comunicação do Sindicato Rural de Divinópolis (MG), organizador do evento.

Segundo o sindicato, ao chegar no aeroporto Brigadeiro Cabral, em Divinópolis,  o artista teve um mal súbito, "necessitando imediatamente o transporte aéreo para o hospital Albert Einstein em São Paulo, onde o Luan Santana segue internado, sob cuidados médicos".

O g1 fez contato com a assessoria do cantor e aguarda retorno. A reportagem também fez contato com o hospital, que informou que está apurando o caso.

O que diz o sindicato

 

"A direção da Divinaexpo, através da Assessoria de Comunicação, informa que:

Devido a um problema de saúde, o show do Luan Santana que aconteceria na noite de hoje, 1° de junho, na Divinaexpo, não foi realizado.

Ao chegar no aeroporto Brigadeiro Cabral, em Divinópolis , o artista teve um mal súbito, necessitando imediatamente o transporte aéreo para o hospital Albert Einstein em São Paulo, onde o Luan Santana segue internado, sob cuidados médicos.

A direção do evento destaca que foi tão surpreendida quanto o público, uma vez que estava tudo pronto para recebê-lo, inclusive toda a equipe do cantor já estava presente nas dependências da Divinaexpo.

Mais informações serão divulgadas em breve.

Irajá Nogueira - Presidente do Sindicato Rural de  Divinópolis"

Um voo que sairia de São Paulo com destino a Maceió (AL) acabou sendo cancelado após o influenciador Igor Campioni, sócio do alagoano e também influenciador Kel Ferreti, ter dito que seu colega soltaria uma “bomba de peido” dentro do avião. A princípio, espalhou-se o comentário de que teria sido uma pegadinha de Kel, que já é conhecido por polêmicas, mas ele negou e disse que se tratou apenas de um comentário.

De acordo com o alagoano, ele tem problema de refluxo e estaria soltando muitos gases. Durante o embarque, Campioni teria feito um comentário, em voz baixa, para um dos comissários de bordo do avião, dizendo que Ferreti soltaria uma “bomba de peido”. Em resposta, um dos funcionários o repreendeu, dizendo que a palavra “bomba” não era permitida em aviões, enquanto outro ficou rindo.

Kel Ferreti e o sócio, Igor Campioni | Foto: reprodução/Instagram

Segundo Ferreti, depois de 1h30 de atraso do voo, ele e Campioni foram chamados a comparecer na entrada do avião. No local, haviam dois policiais federais que os questionaram sobre uma ameaça de bomba. Nesse momento, o sócio contou o que havia acontecido e ambos foram dispensados. Posteriormente, o voo foi cancelado.

“Teve um voo cancelado com mais de 200 famílias, inclusive eu, que estou longe da minha esposa e dos meus filhos desde domingo e sobre essa bomba que estão me acusando, ficou um telefone sem fio, dizendo que fui preso pela Polícia Federal. Nunca me envolvi em polêmica para prejudicar ninguém, jamais prejudicaria alguém”, disse Kel Ferreti em uma rede social.

Contato

Rua José e Maria Passos, nº 25
Centro - Palmeira dos Índios - AL.
(82) 99641-3231
TELEFONE FIXO - ESTUDIO:
(82)-3421-4842
SETOR FINANCEIRO: (82) 3421-2289 / 99636-5351
(Flávia Angélica)
COMERCIAL: 
(82) 99344-9999
(Dalmo Gonzaga)
O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados. Segurança e privacidade
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram