Os vereadores Silvânio Barbosa (MDB) e Siderlane Mendonça (PEN) protagonizaram um bate-boca com assuntos relativos à vida pessoal de ambos, durante a sessão de terça-feira (13) na Câmara de Vereadores de Maceió. Após ser acusado de reivindicar a realização de obras para si, Silvânio pediu a palavra e disse que colega de bancada estaria com “saudades do passado”.

“Já que Siderlane falou com tanta força meu nome e disse que quer saber onde eu ando… Saudade deve ser do meu apartamento, onde andava com tanta frequência. Ele sabia onde eu andava quando frequentava minha casa, as noites conversando comigo, dialogando. É essa saudade que ele deve sentir, que não me faz falta”, afirmou.

Ainda em plenário, Silvânio acrescentou que “a fila andou” e ressaltou que o colega parlamentar estaria preocupado em “relembrar o passado”, deixado subentendido um suposto relacionamento entre os dois. Ele chegou a dizer que “a pior coisa do mundo é o ciúme de homem”.

Vereadores protagonizam briga pessoa em plenário

Silvânio Barbosa e Siderlane Mendonça discutiram durante sessão

“Você está tão preocupado em saber onde eu ando que até apartamento do meu filho você está procurando para ver se sobe, para chegar até onde eu deito e relembrar o passado. Não me faz [falta] em nenhum momento reviver esse tempo, porque a fila anda. Aliás, andou. A fila está andando e muito. São esses momentos de paixão que não me fazem lembrar daquela época com você, até porque agora nós temos que trabalhar”.

Obra no Moacir

A briga começou depois de Siderlane acusar Silvânio de querer reivindicar para si uma obra no conjunto Moacir Andrade. O vereador alegou que a pavimentação feita pela prefeitura – e com inauguração marcada para esta quinta-feira (15) – teria sido discutida e negociada por ele junto à gestão municipal.

Siderlane chegou a deixar Câmara durante fala de colega

FOTO: REPRODUÇÃO

“Vereador Silvânio, só digo uma coisa. Pare de estar em cima do buraco, mostrando que foi Vossa Excelência, que o Benedito Bentes já te conhece de muitos anos e em cinco anos não fizeste nada. Sabe o único canto que ainda tu vai e acha que é Benedito Bentes? Aquele cafezinho do shopping”, apontou.

Siderlane continuou. “Viver de exibicionismo não é meu papel. Está querendo aparecer em obra que na verdade não tem participação. Não posso chegar na Cachoeira do Meirim, que eu tenho criticado, e dizer que fui eu, por mais que tenha pedido a revitalização da avenida”, disse, mandando o colega “ir para o circo”.

Ele falou ainda sobre o filho de Silvânio. “Quando Vossa Excelência diz que o apartamento é do seu filho? Filho? Faz um DNA, viu? Porque eu não sei, não. Filho é aquele que cria. Ah, Vossa Excelência já criou muitos filhos. Acho que no shopping, quando o senhor toma café, é tudo filho, né? Um bocado de filho”, acusou.

Barbosa voltou a pedir a palavra e afirmou ter dividido, durante uma década, um apartamento com o parlamentar. “Teu filho foi feito no meu apartamento, no quarto vizinho. Vamos ver de quem é o DNA? Esse filho foi feito no meu apartamento, que eu dividi com ele durante anos”.

“Você diz que se arrepende de integrar minha equipe? Tu integrou minha vida, parceiro. Tu fez parte do meu coração, de uma jornada, que ao contrário de você não me arrependo. A pior coisa do mundo é cuspir no prato que come. Não tenho esse hábito de ser ingrato. Você só está aqui hoje porque integrou minha equipe”, disse.

Siderlane deixou a sessão durante o pronunciamento. Procurado pela Gazetaweb, ele destacou apenas que as afirmações são inverídicas e “sem argumentos políticos”.

O vídeo da sessão, postado pela própria Câmara, mostra o momento da briga. Os desentendimentos acontecem no período que vai de 1h31 a 1h42.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *