Imagem: reprodução/WABetaInfo

Está em testes um novo recurso que permite a troca de cores dos balões de mensagens no WhatsApp. A nova ferramenta apareceu na versão 24.10.10.71 do app para iPhone, através do programa TestFlight beta.

Recentemente, o mensageiro da Meta teve alterações sutis em sua interface. A troca de cores dos balões de uma conversa no WhatsApp é um pedido antigo dos usuários e já está presente em outros apps semelhantes, como o Telegram.

Se o aplicativo permitir a troca de cores em conversas diferentes, os usuários poderão se beneficiar não apenas pela aparência do app, mas pelo fato de que será mais fácil identificar a pessoa para quem a mensagem está sendo enviada, evitando enganos.

Imagem: Webster2703/Pixabay

O Instagram anunciou, nesta segunda-feira (4), o lançamento de novos recursos para o Direct Messages (DM), incluindo a possibilidade de editar mensagens, que funcionará de modo semelhante a outros aplicativos, como o WhatsApp e o Telegram. Embora alguns usuários já tivessem acesso a esse recurso, hoje a edição foi liberada para todos.

Para editar uma mensagem enviada, o usuário precisará apenas clicar nela e ir na opção “editar”. Assim como em outras plataformas, o recurso funcionará apenas nos primeiros 15 minutos após a mensagem ter sido enviada pelo DM.

A nova ferramenta está disponível apenas para a versão de dispositivos móveis do Instagram. Ainda não há previsão para a atualização em sua versão web.

Além da edição, o usuário também poderá fixar até três conversas na parte superior da caixa de entrada, semelhante ao que pode ser feito no WhatsApp; salvar as figurinhas mais usadas; escolher mais temas para personalizar o plano de fundo das conversas do DM.

Metrópoles

A Polícia Federal investiga possíveis fluxos financeiros entre o grupo terrorista do Líbano, Hezbollah, e brasileiros que estariam sendo cooptados. Na última quarta-feira (8/11) foram cumpridos 11 mandados de busca e dois de prisão temporária por suspeita de envolvimento com o grupo radical. A operação foi batizada de Trapiche.

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, comentou o assunto na manhã desta quinta-feira (9/11) em um evento no Palácio da Justiça, em Brasília.

“As informações que estão circulando dão conta da seriedade da investigação, na medida em que todos os meios usuais estão sendo utilizados; portanto, há investigação de fluxos financeiros, de comunicação, por mensagens telefônicas. Esse é um caminho a ser percorrido. E, de fato, há a identificação de certos indícios que podem ou não confirmar a conduta criminosa”, afirmou o ministro.

Um dos brasileiros presos estava com US$ 5 mil em dinheiro, cerca de R$ 25 mil, no Aeroporto de Guarulhos, quando voltava de uma viagem ao Líbano, segundo reportagem do Globo. Os investigadores querem saber a origem desse dinheiro.

Mensagens investigadas pela PF

Além do fluxo financeiro, os investigadores se debruçam sobre mensagens trocadas pela internet entre os suspeitos. Uma das plataformas usadas por grupos terroristas para cooptação na América Latina é o aplicativo russo Telegram.

 

Contato

Rua José e Maria Passos, nº 25
Centro - Palmeira dos Índios - AL.
(82) 99641-3231
TELEFONE FIXO - ESTUDIO:
(82)-3421-4842
SETOR FINANCEIRO: (82) 3421-2289 / 99636-5351
(Flávia Angélica)
COMERCIAL: 
(82) 99344-9999
(Dalmo Gonzaga)
O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados. Segurança e privacidade
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram