Na tarde desta terça-feira (02), a Secretaria Municipal de Saúde de Arapiraca, através do Cievs (Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde), divulgou um Boletim Epidemiológico informando a morte de uma criança de apenas um ano e três meses de idade,  sexo masculino, residente no Sítio Fernandes, zona rural de Arapiraca, vítima de meningite pneumocócica.

De acordo com o boletim epidemiológico, o paciente estava internado na UPA Noel Macedo, bairro Itapoã, em Arapiraca e foi a óbito na segunda-feira (01).

De acordo com as informações do Cievs, a criança foi levada para a UPA Noel Macedo no domingo (31), acompanhada de sua mãe, que informou que a criança estava sentindo febre, vômitos, falta de apetite e “chiado” no peito há um dia, sendo atendido e liberado com prescrição externa.

Por volta de 00:40h do dia 1 de janeiro de 2024, a criança retornou à Unidade de Pronto Atendimento por meio de uma ambulância, acompanhada de seus pais e com relato de crise convulsiva, em grave estado geral, com rigidez difusa, desacordada e abaulamento de fontanela anterior (aumento do perímetro craniano).

Realizado o contato via telemedicina e após serem administradas medicações conforme fluxo e protocolo estabelecidos pela Secretaria Estadual de Saúde de Alagoas para suspeita de meningite em crianças, o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) foi acionado para suporte, porém a criança evoluiu para óbito por volta das 03:15h.

O corpo do bebê foi encaminhado para o Serviço de Verificação de Óbito de Alagoas em 01/01/2024, sendo coletado SWAB para COVID-19 com resultado NÃO DETECTÁVEL,

Foi realizado a coleta de líquor (fluido presente no cérebro e na medula espinhal de todos os vertebrados) com resultado emitido no dia 02/01/2024 pelo Lacen Alagoas detectável para Streptococcus Pneumoniae, bactéria que provoca a meningite.

A criança, segundo o boletim, apresentava situação vacinal atualizada para a idade.

Medidas adotadas pela Secretaria Municipal de Saúde de Arapiraca: 

-Articulação com o Núcleo de Vigilância Epidemiológica da Upa Noel Macedo, Área Técnica Estadual de Meningites, LACEN-Alagoas e CIEVS Alagoas para coleta de informações sobre o caso.

-Elaboração de Alerta Epidemiológico

-Solicitação de genotipagem à Área Técnica Estadual das Meningites

-Articulação e comunicação com Unidade Básica de Saúde

 

Foto: Assessoria/SMS

Mais um caso de meningite meningocócica foi confirmado em Alagoas, conforme o último boletim epidemiológico semanal. Com isso, o estado tem 32 notificações e 13 óbitos, no total.

De acordo com o Boletim, dos 32 casos notificados, 29 deles foram registrados em Maceió, que soma onze óbitos.

Representantes das secretarias Municipal e Estadual da Saúde e do Ministério da Saúde já reconheceram a existência do surto de meningite meningocócica em Maceió.

A doença

A meningite é uma infecção bacteriana aguda e, quando se apresenta na forma de doença invasiva, caracteriza-se por uma ou mais síndromes clínicas, sendo a meningite meningocócica a mais frequente delas e a meningococcemia a forma mais grave.

Unidade de Pronto Atendimento Noel Macedo, em Arapiraca / Foto: Divulgação

A Secretaria de Saúde de Arapiraca comunica o resultado do exame de biologia molecular do óbito de uma criança de 4 anos, com resultado detectável para meningite pneumocócica.

A criança deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento Noel Macedo, no domingo (20), com febre, vômitos, diarreia e dor abdominal, evoluindo com crise convulsiva e óbito em cerca de 4 horas.

O teste foi realizado pelo Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, e apresentado na terça-feira (29). O Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde de Arapiraca (Cievs) também disponibiliza um documento com todas as informações sobre a ocorrência, bem como medidas de prevenção em controle.

O órgão ressalta todos os indivíduos são susceptíveis à meningite Pneumocócica sendo as crianças menores de cinco anos de idade e os idosos os grupos de maior risco de adoecimento. O CIEVS Arapiraca segue em constante monitoramento e reforça que a melhor prevenção contra as meningites é a vacinação, disponível através do SUS.

A Coordenação de Doenças Imunopreveníveis e Imunização reforça que todas as vacinas do calendário nacional de imunização do Ministério da Saúde estão disponíveis em todas as Unidades Básicas de Saúde.

 

Contato

Rua José e Maria Passos, nº 25
Centro - Palmeira dos Índios - AL.
(82) 99641-3231
TELEFONE FIXO - ESTUDIO:
(82)-3421-4842
SETOR FINANCEIRO: (82) 3421-2289 / 99636-5351
(Flávia Angélica)
COMERCIAL: 
(82) 99344-9999
(Dalmo Gonzaga)
O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados. Segurança e privacidade
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram