Foto: reprodução

Morreu neste domingo (11), Lindomar Pereira Lima (29), mais conhecido como "Fan". Ele estava internado desde o dia 31 de janeiro no Hospital Regional do Alto Sertão (HRAS), em Delmiro Gouveia, após invadir a casa da ex-companheira e ser ferido por ela com golpes de arma branca.

No dia do fato, a polícia e a Patrulha Selma Bandeira informaram ao italotimoteo.com.br que Lindomar Pereira sempre descumpria a medida protetiva e agredia a ex-companheira, uma mulher de 42 anos.

Cansada das agressões e de não ter sua segurança garantida, no dia 31 de janeiro, de posse de uma peixeira, a mulher efetuou golpes no ex-companheiro, que tinha invadido sua residência na rua Marechal Deodoro da Fonseca, no Bairro Campo Grande.

Ferido, ele foi socorrido e ficou 10 dias internados, mas não resistiu e foi a óbito neste domingo. Ainda de acordo com Ítalo Timóteo, a mulher foi conduzida à Central de Flagrantes, prestou depoimento e foi liberada. Ela deverá responder ao crime de homicídio em liberdade inicialmente.

Foto: Ascom PC/AL

Na última segunda-feira (25), um idoso de 61 anos, morador de rua, foi preso após descumprir uma medida protetiva e ser flagrado rondando a casa de uma criança de 10 anos, no bairro do Poço, em Maceió. Na ocasião, ele tentou fugir ao ser avistado pelo pai da vítima, mas foi detido pelos vizinhos.

Depois de ser capturado, o idoso foi levado para a Central de Flagrantes, onde foi autuado. Agora, ele se encontra à disposição da Justiça.

A mãe da vítima foi ouvida pelo delegado Rodrigo Sarmento, plantonista da Central, e informou que tem medo de que o acusado faça algum mal à sua filha. A mulher já chegou a deixar o curso de técnico em Nutrição para proteger a menina, que está psicologicamente abalada.

Reincidente

A medida protetiva havia sido concedida pela 14ª Vara Criminal da capital, depois que o suspeito foi flagrado, no dia 15 de novembro, observando a menina pela janela do quarto dela. Naquele dia, ele também tentou fugir e também foi capturado por vizinhos e pelo pai da menor.

A polícia foi acionada e, ao chegar no local, encontrou o suspeito “aparentemente lesionado”, em decorrência de agressões cometidas por populares.

Foto: Assessoria

Ao longo deste ano, em Alagoas, 5.520 medidas protetivas de urgência foram requeridas e 1.917 envolvidos em violência contra a mulher foram presos. Apenas na capital do estado, foram 2.933 medidas de urgência solicitadas e 545 prisões. Segundo a coordenadora das Delegacias Especializadas de Atendimento à Mulher, delegada Ana Luíza Nogueira, os indicadores mostram uma menor tolerância aos crimes contra a mulher.

De acordo com os dados das delegacias especializadas, os crimes de maior incidência foram de ameaça, lesão corporal, injúria, descumprimento de medida protetiva e difamação, com 28%, 21%, 11%, 6% e 5%, respectivamente. Em 31% das ocorrências desses delitos, as vítimas possuem a idade entre 20 e 29 anos.

A delegada Nogueira também disse que a quantidade grande do número de requerimentos de medidas protetivas de urgência, representa uma maior confiança da sociedade nos órgãos de segurança pública e uma menor tolerância das vítimas com relação à violência que sofrem.

“Isso também se percebe com relação aos crimes de maior incidência. Tanto é que os de maior frequência são crimes de menor intensidade, a exemplo da ameaça, que figura no topo com 28% das ocorrências”, disse a delegada.

Foto: Ilustração

Um homem, que não teve a identidade revelada pela polícia devido à “Lei de Abuso de Autoridade”, foi detido na manhã do sábado (9), após descumprir uma medida protetiva e se aproximar da residência da sua ex-esposa, no bairro Graciliano Ramos, em Palmeira dos Índios.

A vítima informou aos policiais que seu ex-marido foi até a sua residência, descumprindo uma medida protetiva. O homem ainda teria proferido ameaças e quebrado uma janela da residência da vítima, logo após, ele teria se evadido do local, tomando destino ignorado.

Enquanto os policiais estavam na casa da vítima explicando quais medidas ela poderia tomar, o suspeito voltou visivelmente embriagado ao local, descumprindo novamente a medida protetiva.

O homem foi detido e encaminhado para a Central de Flagrantes de Arapiraca, onde ficou preso em flagrante por ameaça e descumprimento de medida protetiva.

Foto: ilustração

Na última quinta-feira (7), uma guarnição pertencente ao 10° Batalhão de Polícia Militar (BPM) deteve dois indivíduos que haviam descumprido uma medida protetiva, próximo à loja da Sula, no Centro de Estrela de Alagoas.

De acordo com as informações policiais, os militares foram acionados para averiguar a situação e, ao chegar ao local, encontraram a vítima, que informou onde estavam os dois suspeitos.

Os agentes seguiram até onde estavam os homens e precisaram utilizar algemas para contê-los, tendo em vista que os mesmos reagiram à abordagem. Os dois foram levados para a Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Arapiraca, onde foram realizados os procedimentos cabíveis.

Foto: ilustração

Na noite de ontem (5), uma guarnição do 10° Batalhão de Polícia Militar (BPM) foi acionada depois que um indivíduo descumpriu uma medida protetiva que estabelecia uma distância mínima de 200m entre ele e a vítima, que é menor de idade. O caso ocorreu em uma praça, na zona rural de Estrela de Alagoas.

Os militares seguiram até a praça onde a vítima se encontrava e obtiveram informações sobre o ocorrido. O suspeito estava a poucos metros da jovem e tentou fugir ao avistar a guarnição, mas foi capturado.

Os envolvidos foram levados até a Central de Flagrantes, em Arapiraca. O pai da vítima a acompanhou, tendo em vista que ela é menor de idade.

Cantora sertaneja, Naiara Azevedo — Foto: Reprodução/Redes Sociais

A cantora sertaneja Naiara Azevedo conseguiu na Justiça uma medida protetiva que obriga que o ex-marido Rafael Cabral e a família dele mantenham distância dela. A decisão foi tomada nesta quinta-feira (30).

"A Justiça de Goiás deferiu medida protetiva em favor de Naiara e contra o ex-marido com base na Lei Maria da Penha, no intuito de resguardar a integridade física, psíquica, patrimonial e moral da artista", afirmou a advogada Maria Luiza Póvoa Cruz.

A defesa de Rafael informou que ele ainda não foi intimado e e não tem nada a declarar por enquanto.

A equipe jurídica de Naiara afirma que ela vem sofrendo com as práticas de crimes como constrangimento ilegal, lesão corporal, injúria, ameaça, apropriação indébita e violência patrimonial por parte do ex-marido.

A artista afirmou, ainda, que teme por sua vida, porque descobriu que Rafael fez um seguro de vida de valor muito alto em nome dela, tendo ele como beneficiário.

Delegada Daniella Andrade | Foto: Ascom PC/AL

Desde o início deste ano até esta segunda-feira (27), 50 pedidos de medidas protetivas de urgência foram enviados à Justiça pela 2ª Delegacia Regional de Polícia (DRP) de Santana do Ipanema. Segundo a delegada Daniella Andrade, as medidas foram pedidas por mulheres vítimas de violência doméstica ou em situação de risco.

“As medidas deferidas abrangem desde a proibição deste agressor aproximar-se da vítima ou dos seus familiares, como também a proibição dele comunicar-se com a vítima e com pessoas relacionadas a ela, dentre outras medidas”, explicou a delegada, que também disse que, se o agressor se aproximar da vítima que possui uma medida protetiva, ele estará cometendo um outro crime e pode ser preso em flagrante.

O delegado-geral da Polícia Civil (PC), Gustavo Xavier, afirmou que o combate à violência contra a mulher é prioridade e que a PC vem realizando ações para prender os agressores.

“Medidas protetivas de urgência são uma das principais ações de proteção às mulheres vítimas de violência doméstica. E a mulher passou a confiar mais nas instituições. Então ela confia na Polícia e no Poder Judiciário. Assim, quando a mulher se sente em situação de violência, ela procura as instituições de proteção, sendo concedidas medidas protetivas para protegê-las do agressor”, disse o delegado.

Foto: Rádio Sampaio

Na manhã de ontem (7), um homem de 29 anos foi preso após descumprir uma medida protetiva e entrar na residência de uma mulher de 46 anos, no bairro Vila Maria, em Palmeira dos Índios. O motivo do crime não foi informado.

Segundo o registro do Centro de Operações da Polícia Militar (Copom), uma guarnição de Radiopatrulha foi acionada e seguiu até a casa da vítima, onde encontrou o suspeito. Os militares deram voz de prisão ao indivíduo.

Os envolvidos foram levados para a Delegacia de Polícia Civil (PC) de Arapiraca, onde foram realizados os procedimentos cabíveis.

Contato

Rua José e Maria Passos, nº 25
Centro - Palmeira dos Índios - AL.
(82) 99641-3231
TELEFONE FIXO - ESTUDIO:
(82)-3421-4842
SETOR FINANCEIRO: (82) 3421-2289 / 99636-5351
(Flávia Angélica)
COMERCIAL: 
(82) 99344-9999
(Dalmo Gonzaga)
O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados. Segurança e privacidade
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram