Morre aos 10 anos Bella Brave, tiktoker com doença rara que tinha corpo de bebê - Foto: Reprodução/Instagram

Morreu aos 10 anos de idade Isabella Thompson, mais conhecida como Bella Brave. A tiktoker tinha uma doença rara e aparência do corpo de um bebê. A notícia foi divulgada nos perfis dela nas redes sociais, na segunda-feira (15), e lamentada por sua mãe, Kyla Thomson, em um vídeo emocionante de vários momentos da garotinha.

"Nossa corajosa garota deixou seu legado aqui na Terra para dançar nas ruas de ouro no dia 14 de julho de 2024, às 16h19, horário do leste dos Estados Unidos. Bella morreu pacificamente em nossos braços. Por favor, não esqueçam o nome dela e mantenham suas memórias vivas, além de sua bravura em seus corações", começava a postagem.

"Por favor, compartilhe conosco todos os detalhes de como ela tocou sua vida ou lhe ajudou a ter coragem de seguir adiante. Bella gostaria que você se lembrasse: Deus é amor, seja corajoso e você nunca será velho demais", ainda dizia o comunicado sobre a morte da influenciadora mirim, que tinha mais de 7,3 milhões de seguidores no TikTok e mais de 383 mil no Instagram.

Hit na web

A mãe de influenciadora já havia explicado ao Daily Mail a decisão de criar contas nas redes sociais para mostrar a rotina da filha.

“A verdadeira razão pela qual comecei a postar é a vontade de educar as pessoas sobre a situação com a qual estamos lidando. Eu sabia que isso protegeria melhor a Bella. As pessoas podem ser maldosas e dizer coisas ofensivas quando não sabem ou não entendem alguma coisa", explicou.

“Acho que as pessoas não entendem os sacrifícios que famílias com necessidades médicas como a nossa têm que fazer ou as coisas pelas quais passamos. Uma das minhas grandes esperanças em usar as redes sociais para contar a história de Bella é que podemos ajudar outras famílias que passam por coisas semelhantes, porque a maneira de fazer as pessoas entenderem melhor é educá-las”, completou Kyla.

Doença rara

Bella acumulou milhões de seguidores na web com publicações sobre sua rotina em meio a diagnósticos de imunodeficiências, nanismo e doença de Hirschsprung, uma condição rara e congênita que causa problemas intestinais e intestinais.

Nos últimos dias, Kyla, sua mãe, lamentou que Bella estava internada com uma infecção pulmonar que a levou a ser intubada e, posteriormente, ao coma induzido.

“Ela está sedada, intubada, em coma induzido, e não estou perdendo a esperança”, Kyla compartilhou em uma atualização emocionante um dia antes da morte da filha. "Não sei para que lado as coisas vão. Ainda precisamos da oração e de todo o amor de vocês... Por enquanto, ela ainda está conosco e ainda está lutando", completou.

Foto: Edilson Rodrigues / Agência Senado / CP

Há uma “costura” no Senado para que o relatório de Marcelo Castro (MDB-PI) sobre o novo Código Eleitoral amplie os mandatos de senadores de oito para intermináveis dez anos. Fonte da Mesa do Senado garante que o conchavo envolve, além do relator, o notório Davi Alcolumbre (União-AP) e Jorge Kajuru (PSB-GO). A ideia é incorporar proposta de Kajuru ao projeto de coincidência de mandato, fazendo as alterações necessárias para garantir mais dois anos de mandato.

Deputado 5 anos

Deputados também teriam mais um ano, com a coincidência de eleições e o fim da reeleição. Deputados passariam a ter mandatos de cinco anos.

Esticada divide

Há senadores que se manifestaram contra a alteração. “Não é consenso e não estou de acordo”, diz Márcio Bittar (União-AC).

Deixa estar

Bittar é contra até a coincidência de eleições, a serem realizadas a cada cinco anos. “Votar de dois em dois anos não faz mal a ninguém”, diz.

Mandato menor

O senador Eduardo Girão (Novo-CE) já acha um exagero os atuais oito anos de mandato: “Penso que tem de reduzir para 5 anos”.

Contato

Rua José e Maria Passos, nº 25
Centro - Palmeira dos Índios - AL.
(82) 99641-3231
TELEFONE FIXO - ESTUDIO:
(82)-3421-4842
SETOR FINANCEIRO: (82) 3421-2289 / 99636-5351
(Flávia Angélica)
COMERCIAL: 
(82) 99344-9999
(Dalmo Gonzaga)
O melhor conteúdo. Todos os direitos reservados. Segurança e privacidade
linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram