Polícia Civil prende 10 pessoas acusadas de homicídios em Arapiraca

A Polícia Civil de Alagoas deflagrou, no início da manhã desta quinta-feira (10), uma operação policial no município de Arapiraca, com o objetivo de localizar e prender envolvidos em crimes de homicídios na região do Agreste.

Foram cumpridos mandados de prisão, busca e apreensão, que resultou na prisão de 10 pessoas, entre elas, um reeducando que tinha dois mandados em aberto.

A operação envolveu policiais civis da Gerência de Polícia Judiciária da Região 3 (GPJ 3), Delegacias Regional (4ª DRP) e de Homicídios de Arapiraca (DHA), sob a coordenação dos delegados Fábio Costa, Thiago Prado e Everton Gonçalves.

Os presos

Jeferson Pereira Silva, conhecido como “Negão”, ele é acusado de matar Felipe Douglas da Silva, em abril de 2018, no bairro Primavera, em Arapiraca. Ele também vai responder por posse ilegal de um revólver encontrado com ele durante as buscas.

José Aparecido Alves Cordeiro foi preso em flagrante por posse de uma espingarda, calibre 20.

Valdemir José da Silva Júnior, acusado de matar Brayan Kelwin da Silva Santos, em janeiro de 2018, no bairro Itapoã, em Arapiraca. Pelo mesmo crime foi preso o reeducando Paulo da Silva Santos, conhecido como “Gigante”.

Geovan Ferreira de Menezes, conhecido como “Piolho”, foi preso pela acusação de assassinato de Francisco da Silva, no bairro Canafístula, em Arapiraca.

Ainda foram presos nesta operação: José Renato de Souza, Fábio Alves de Moraes, Cícero Correia da Silva Júnior, conhecido como “Junior das Armas”; o reeducando Anderson Gomes Vitor da Silva e o reeducando Matheus Henrique Cardoso Dias, chamado de “Bolinha”.


Deixe uma resposta