Petroleiros anunciam greve e pedem queda no preço do gás

A Federação Única dos Petroleiros (FUP) divulgou, neste sábado (26), que os trabalhadores da categoria entrarão em uma greve de advertência. Segundo a entidade, eles protestam pela baixa no preço dos combustíveis e do gás de cozinha, além de combater uma possível privatização da Petrobras.

Segundo a FUP, os petroleiros também pedem a saída de Pedro Parente da presidência da Petrobras. A greve está prevista para começar na próxima quarta-feira (30) e deverá ter, ao todo, 72 horas.

A Central Única dos Trabalhadores (CUT), em seu site oficial, informou que a greve foi decidida pelos petroleiros após assembleias realizadas em todo o país.

Na programação da paralisação, antes mesmo do início oficial na quarta-feira, categoria promete atrasar neste domingo (27) atividades em refinarias, como a Abreu e Lima, no Litoral Sul de Pernambuco.

“A atual política de reajuste dos derivados de petróleo, que fez os preços dos combustíveis dispararem, é reflexo direto do maior desmonte da história da Petrobrás. Os culpados pelo caos são Pedro Parente e Michel Temer, que, intensifica a crise ao convocar as força armadas para ocupar as refinarias. A FUP repudia enfaticamente mais esse grave ataque ao Estado Democrático de Direito e exige a retirada imediata das tropas militares que estão nas instalações da Petrobrás”, diz trecho da nota da FUP.


Deixe uma resposta