Operação integrada prende suspeito de sequestrar motorista de Uber

Agentes da Divisão Especial de Investigação e Capturas (Deic), da Polícia Civil de Alagoas, prenderam o suspeito de sequestrar um motorista de aplicativo, Kaio Rodrigues Barbosa, de 27 anos, na tarde da última quinta-feira (18) no bairro Clima Bom, em Maceió.

A investigação iniciou no mês passado quando um motorista de aplicativo procurou a Gerência de Recursos Especiais (GRE\DEIC) para noticiar que teria sido coagido por Kaio Rodrigues  a dirigir seu veículo para este último praticar um assalto. O roubo foi praticado por um grupo de jovens e ocorreu no dia 24 de setembro no conjunto José Tenório, na Serraria.  Na ocasião, foram levados celulares e uma moto de uma das vítimas.

Por morar próximo ao motorista do aplicativo, Kaio Rodrigues abordou a vítima mais uma vez no dia 27 de setembro e sob a mira de uma arma de fogo obrigou o motorista a dirigir o veículo para iniciar mais uma sequência de assaltos. Nessa ocasião, o motorista conseguiu enviar mensagem de texto para policiais da DEIC e enviou também sua localização em tempo real.

Ao chegar no Loteamento Colina 2, Clima Bom, as equipes da DEIC se depararam com o veículo em questão e deram ordem de parada, neste momento os passageiros do veículo desceram atirando contra os policiais que revidaram a injusta agressão trocando tiros com os ocupantes do automóvel. Neste ínterim, o motorista do veículo permaneceu dentro do carro, Kaio Barbosa foragiu e o outro, identificado como Renildo Delmiro, foi alvejado e socorrido, porém veio a óbito.

O Delegado Fábio Costa, gerente da DEIC e responsável pela investigação, relata que o preso é uma pessoa de alta periculosidade e que além dos crimes investigados pela DEIC ele já responde em outros processos por latrocínio, roubo qualificado, porte ilegal de arma de fogo, organização criminosa e homicídio. Ressalta, ainda, que Kaio faz uso de tornozeleira eletrônica o que não o impedia de continuar reiterando no mundo do crime.

Militares 4º Batalhão da Polícia Militar (BPM), e o Grupamento Aéreo da polícia participaram da operação.

Kaio Rodrigues foi autuado por crimes de sequestro, constrangimento ilegal, roubo qualificado e tentativa de homicídio, ele foi conduzido ao Sistema Prisional onde vai ficar à disposição da justiça.


Deixe uma resposta