Militares estão envolvidos no desaparecimento de jovem, afirma MPE

O Ministério Público Estadual (MPE) afirma que policiais militares estão envolvidos no desaparecimento do jovem Humberto Thiago de Araújo Neto, de 23 anos. O promotor Magno Alexandre Moura disse que não há dúvidas da participação dos militares no caso.

“Não tenho dúvidas da participação dos militares neste fato grave. E, em razão disso, o Ministério Público, por meio da Promotoria de Controle Externo da Atividade Policial, está acompanhando para que as apurações devidas sejam dadas sequência para descobrir a materialidade e autoria. Além da resposta necessária a esse tipo de conduta que não é possível nos dias de hoje”, destaca o promotor.

Humberto Thiago desapareceu no dia 1º de fevereiro após uma suposta abordagem do Batalhão de Polícia de Trânsito (BPTran). A família diz que ele estava em uma rua próxima ao Parque da Pecuária, no Trapiche da Barra, em Maceió, acompanhado por outro jovem. Homens encapuzados teriam chegado em um carro prata e pediram reforços.

De acordo com os familiares, uma viatura do BPTran teria chegado ao local. No dia seguinte, o jovem que estava com Thiago contou que foi liberado em uma área próximo a Braskem.

O Conselho de Segurança também acompanha o caso e, caso seja comprovada a participação dos militares no crime, eles podem ser expulsos da PM e presos. A Corregedoria informou que os policiais foram ouvidos nesta segunda-feira (19).

A Corregedoria pediu a prorrogação do prazo para a conclusão da investigação administrativa. O Conselho de Segurança pretende divulgar os resultados da investigação na próxima semana.


Deixe uma resposta