Incêndio em vegetação tem sido o principal tipo de ocorrência dos bombeiros

Nesta primavera, em Alagoas, tem sido  recorrente os casos de incêndio em vegetação. Apenas nas últimas 24 horas o tipo de ocorrência foi o que mais gerou atendimento pelo Corpo de Bombeiros Militar de Alagoas (CBMAL), sendo mais de 30% dos casos.

Entre a tarde da quinta e a desta sexta-feira (2), os bombeiros realizaram atendimentos de 31 ocorrências, dessas, 13 foram para apagar chamas de vegetação em terrenos de vários municípios do estado. A corporação atribui o tipo de incêndio, principalmente, às altas temperaturas unidas ao descarte indevido de lixo.

“Os incêndios desse tipo acontecem quando o tempo fica mais seco. Como a primavera deste ano não está com muita chuva está acontecendo muito incêndio em vegetação. Quando comparado com o mesmo período do ano passado, percebemos que, na época, tivemos poucas ocorrências do tipo porque o nosso período chuvoso foi prolongado”, informou a corporação por meio da assessoria.

Os bombeiros alertam, ainda, para às dicas que podem evitar o tipo de ocorrência. “Não jogar lixo nas ruas. As pessoas jogam até latas, material de metal, que esquentam muito e se tiver mato seco perto pode entrar em combustão. Tem gente que faz a limpeza do quintal queimando folhas e lixo, e muitas vezes acaba perdendo a proporção, além da bituca de cigarro, que as pessoas ainda tem o hábito de descartá-las incorretamente”.

Os bombeiros ainda apontam para o gasto de água com o tipo de ocorrência que, muitas vezes, é motivada por maus hábitos da população. “Não tem muito o que fazer, infelizmente, a gente tenta minimizar o gasto de água com o uso de abafadores só que é mais danoso para a natureza deixar pegar fogo na vegetação do que utilizar a água”, alerta, pedindo para que as recomendações sejam seguidas.

 


Deixe uma resposta