Delegado descarta existência de maníaco da seringa em Arapiraca

O delegado Thiago Prado, titular da 4ª Delegacia Regional de Polícia, investiga as denúncias de que pessoas estão sendo atacadas por seringas em Arapiraca, agreste alagoano. Até o momento, o  Hospital de Emergência Daniel Houly confirmou quatro casos no município.

Segundo informações do delegado, a polícia descartou a possibilidade de uma maníaco da seringa e acredita que os autores são pessoas querendo reproduzir em Arapiraca casos de repercussão no país.

“Não houve registro de boletim de ocorrência na Delegacia Regional. Tivemos a informação de dois casos de pessoas que foram ao Hospital de Emergência do Agreste registrando queixas de que tinham sido espetadas por seringas. Entretanto, a Polícia Civil descarta, neste momento, a existência de algum maníaco que esteja querendo contaminar as pessoas. Há principio, tivemos contato com uma  das vítimas, que mencionou ter sido espetada por uma criança ou adolescente. Ela não sabe ao certo. Mas, com certeza, é alguém querendo reproduzir em Arapiraca fatos repercutidos em mídia nacional. A Polícia Civil está atenta e investigando o caso para identificar, o mais rápido possível, os autores deste fato”, afirmou Thiago Prado.

O delegado afirmou ainda que o resultado dos exames realizados pelas vítimas no Hospital Escola Hélvio Auto, referência no tratamento de doenças infectocontagiosas, não apontam contaminação.


Deixe uma resposta