Capitão Emanuel Costa fala sobre os 8 anos da Lei Seca em Alagoas e presta homenagem a Edvaldo Silva.

Capitão Emanuel Costa, coordenador da operação Lei Seca no estado – Foto: Arquivo Pessoal

O repórter Niraldo Correia entrevistou com exclusividade o Capitão Emanuel Costa, coordenador da operação Lei Seca no estado, que falou sobre os 8 anos da Lei Seca em Alagoas.

Mas antes, o Capitão prestou uma homenagem ao radialista Edvaldo Silva, que morreu no último dia 16. “Um grande homem, que fez e está fazendo a diferença na comunicação no nosso estado. Palmeira ficou órfã de um comunicador que era um dos mais capacitados do estado. Com muita tristeza que venho prestar essa homenagem em nome de toda a equipe da Lei Seca, para esse grande homem, comunicador e radialista que nos deixou muito cedo”.

Após a homenagem, o capitão Emanuel Costa destacou o papel educativo da operação, onde varias palestras foram realizadas em escolas e faculdades em várias cidades do estado de Alagoas.

“As ações educativas refletiram de maneira muito positiva, pois as pessoas começaram a entender que vale a pena seguir a Lei Seca” apontou o capitão Emanuel, que também elogiou a SMTT de Palmeira dos Índios pelo trabalho que vem realizando.

Ainda segundo o Capitão Emanuel, a operação Lei Seca é um patrimônio da sociedade alagoana, ela veio pra ficar e vai seguir reduzindo o número de mortes no transito no estado.

A operação Lei Seca foi criada no dia 19 de junho de 2012, e desde então promoveu 2.702 ações educativas e de fiscalização em todo o estado, abordou 171.049 veículos e realizou 185.478 testes de alcoolemia. Esses números resultaram em 1.380 prisões em flagrante, que ocorre quando o nível de álcool no sangue está acima de 0,34 mg/L.

Nesse período, também foram aplicados 45.892 Autos de Infração de Trânsito (AITs), 9.444 Carteiras Nacionais de Habilitação (CNHs) foram recolhidas e 6.875 condutores se recusarem a fazer o teste, o que leva à autuação pelo Artigo 165-A do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), enquanto outros 6.838 foram flagrados sem habilitação.

O número de mortos por acidentes de trânsito em Alagoas também caiu nos últimos anos. Segundo o Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM), em 2012, 836 pessoas morreram em decorrência de acidentes de trânsito no estado, já em 2019, número mais recente, foram registrados 571 mortos.

Pandemia

Desde o decreto estadual nº 69.722, que estabeleceu o uso obrigatório de máscaras de proteção em todo o estado, a equipe Lei Seca vem atuando nas ruas para sensibilizar a população sobre a importância do uso das máscaras de proteção e cumprimento às medidas preventivas.


Deixe uma resposta