Câmara do Igaci aprova revogação da gestão democrática e pagamento do rateio

Foto: Assessoria

Após o recesso parlamentar de dois meses e meio, em sessão bastante movimentada, realizada na manhã desta quarta feira, 09 de março, a Câmara de Vereadores do Igaci, revogou a gestão democrática nas escolas municipais e aprovou o rateio das sobras do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica – FUNDEB.

No dia 17 de Setembro de 2021, o prefeito Petrúcio Barbosa enviou a Câmara o projeto de lei número 13/2021, que revogaria a gestão democrática na educação. Na ocasião a proposta foi rejeitada por cinco votos. no entanto, na sessão desta quarta, voltou a apresentar o PL de reformulação da lei 641/2015, propondo o fim da gestão democrática e lhe dando então o direito de indicar diretores para as Escolas Públicas Municipais.

Os vereadores Neno Toledo (PTB), Altair (PP), Valmir do Mauro (PP) e Edval Filho (PP) votaram contra a revogação. Apesar dos protestos dos vereadores, professores e dirigentes sindicais presentes à sessão, dessa vez o executivo conseguiu acabar com a gestão democrática na educação do Igaci.

Outro projeto enviado por Barbosa, foi o que permite o pagamento do rateio do FUNDEB, para os profissionais da educação.
Neno Toledo, Valmir do Mauro, Altair e Edval Filho se colocaram contra a aprovação do projeto naquele momento, alegando a falta de transparência e o descumprimento com o regime interno da casa. Segundo Neno, o projeto foi enviado fora do prazo legal e o executivo não informou o valor a ser rateado nem forneceu o extrato solicitado por ele e pelo SINTEAL, desde dezembro passado. “Sou contra a forma que está sendo pago, porque quem disse a vocês que só tem esses três milhões? Isto é pra ser transparente”. Afirmou Neno.

Logo após o encerramento da sessão, o prefeito Petrúcio Barbosa chegou ao plenário da Câmara e foi convidado pelo presidente professor Oliveiro, para compor a mesa e sanssionar os projetos aprovados naquele momento. Barbosa que estava acompanhado de comitiva, sancionou os projetos e garantiu o pagamento de mais duas folhas e meia a todos os servidores da educação municipal.

Ainda na manhã de quarta feira, vereadores da oposição postaram vídeo em suas redes sociais onde os diretores do SINTEAL, Luiz (municipal) e Mércia (Regional), defendem a postura dos edis e alegam a falta de transparência no processo conduzido pelo executivo.

O prefeito garantiu que até sexta feira o dinheiro estará na conta dos servidores da educação.

Foto: Assessoria
Foto: Assessoria
Foto: Assessoria

 


Deixe uma resposta