Vereador Pedrinho Gaia solicita intervenção da SMTT na rua do Unicompras

Vereador Pedrinho Gaia (Foto:Assessoria/Câmara)

Portal Rádio Sampaio

Com o objetivo de melhorar o trafego de pedestre e desobstruir uma das principais vias do comércio de Palmeira dos Índios, o vereador Pedrinho Gaia (MDB), solicitou através de uma indicação apresentada na última sessão, que a SMTT transforme a Rua Adolfo Pinto (Rua do Unicompras), em via de mão única para veículos. O parlamentar se mostrou bastante preocupado com o risco que os pedestre passam para poder utilizar aquela rua, e cobrou por parte do executivo providencias para resolver o mais rápido possível o problema.

 

Pedrinho Gaia, disse que não poderia ficar inerte com a situação existente, que coloca em disputa por espaços carros, motos, pedestres, comerciantes e bicicletas. “Precisamos resolver aquilo o mais rápido possível, já se passaram 1 ano desde quando assumimos e continua do mesmo jeito. Essa Câmara precisa juntar forças e resolver.” Disse Pedrinho, informando que com uma mudança imediata todos sairiam beneficiados. “Se desafogarmos aquela via, será beneficiado o comerciante que terá  maior visibilidade, o motorista que trafegará mais tranquilo e o pedestre que poderá andar sem medo de ser atropelado”, declarou o parlamentar solicitando o apelo a prefeitura e a SMTT.

 

Em partes, os vereadores Cristiano Ramos (PDT) e Adelaide França (MDB) se solidarizaram com o pedido de Pedrinho Gaia. O primeiro, que também tem realizado uma trabalho com os comerciantes, ressaltou a importância da indicação, visto que reflete positivamente na organização e segurança do trânsito. “Aquela rua além de ser um teste de paciência, é um teste de segurança, imagine um idoso ou um deficiente tentar trafegar por ali, ele vai se machucar e dependendo da gravidade pode até não se recuperar totalmente.”, disse o parlamentar.

 

Endossando a fala de Cristiano Ramos, a vereadora Adelaide França, que também é advogada ressaltou que existe no município uma lei que proíbe os comerciantes de botarem mostruários nas calçadas e vias públicas, assim atrapalhando ainda mais o trânsito. Adelaide lembrou também que já teve problemas para trafegar na via. “Estava dirigindo o meu carro e quando passei pela aquela rua, sem intenção, acabei esmagando algumas batatas de uma comerciante, mesmo estando certa, já que não se pode botar produtos no meio estrada, desci, avaliei o prejuízo e paguei”, disse a vereadora.

 


  • Tanta coisa pra se preocupar em palmeira e esses veriadores se preocupando com isso não dá pra entender aonde estes nada faz querem chegar

Deixe uma resposta