82 99641-3231

Toninho Garrote cobra curso de tiro para a Guarda Municipal de Palmeira dos Índios

Vereador Toninho Garrote (Foto:Assessoria/Câmara)

Portal Rádio Sampaio

O efetivo da Guarda Municipal (GM) de Palmeira dos Índios poderá passar por um curso de armamento e tiro, que vai permitir que os agentes se tornem aptos a portarem arma. A inciativa foi do vereador Toninho Garrote (PP) que solicitou  pedido na Câmara de Vereadores.

Segundo o vereador Toninho Garrote, o curso é exigência para retirar o porte de arma de acordo com a Lei do Estatuto do Desarmamento. “O Guarda Municipal estará na rua, botando sua vida em risco para defender nossa cidade e para isso ele precisa está preparado, precisa esta equipado.” afirmou Toninho Garrote.

O objetivo geral da iniciativa é desenvolver competências, habilidades e atitudes para manejar e utilizar os revólveres, em defesa própria ou de terceiros, por meio de uso correto, seguro e eficaz da arma no desempenho de atividades funcionais. Os conteúdos que são abordados nesse tipo de curso são, ainda, sobrevivência, procedimentos e regras de segurança em meio urbano, prática no uso dos revólveres, fundamentos e particularidades do tiro defensivo.

 

Infraestrutura 

O vereador Toninho Garrote apresentou também um pedido a Secretaria Municipal de Infraestrutura e a SMTT, solicitando a construção de um quebra mola na Rua Bráulio Montenegro, próximo a Unidade de Pronto Atendimento. Segundo o vereador, o pedido foi motivado após reclamações de moradores da região que não se sentem seguros com o constante número de veículos que passam em alta velocidade pela via.

 

“Sabemos que um quebra mola não resolve todos os problemas do trânsito, mas nesse momento poderemos levar um pouco mais de segurança a população que trafegava naquela rua.” explicou Toninho Garrote.

 

Tanto a solicitação do curso de tiros para guarda municipal como a implantação do quebra mola foram levadas para a pauta da sessão e aprovados por todos os vereadores presentes.

 


Caso UPA: Família registra Boletim de Ocorrência contra médica

Vitima teve Traumatismo Craniano confundido com embriaguez e esperou mais de 15 horas, segundo a família

Unidade de Pronto Atendimento de Palmeira dos Índios (UPA24hrs)

Cayo César

A família de José Wellington Tomé, o idoso que teve um traumatismo craniano confundido com embriaguez por uma médica da Unidade de Pronto Atendimento, registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia Regional de Polícia Civil, em Palmeira dos Índios.

 

Ainda segundo a família o objetivo do registro é “buscar por respostas e penalizar quem realmente é o culpado pelo erro”. O caso foi registrado como não tipificado, já que as investigações ainda estão abertas para apurar o que realmente aconteceu durante as 15 horas que a vítima ficou dentro da UPA.


Com esse registro, a Polícia agora terá a frente as investigações do caso. Além disso outras investigações internas foram iniciadas e não foi divulgado nenhum prazo para a conclusão do caso.

 

José Wellington está na área vermelha do Hospital de Emergência Dr. Daniel Houly, onde permanece intubado e em estado de coma. Além disso a vitima permanece com um dreno no tórax para drenar um pneumotórax causado pela perfuração do pulmão. Ainda segundo a família ele passará por uma avaliação do cirurgião torácico.


Tivemos acesso exclusivo ao Boletim de Ocorrência Registrado pela família, confira;  





Médica da UPA de Palmeira confunde Traumatismo Craniano com embriaguez e deixa paciente esperando por 15 horas

Família procurou a Rádio Sampaio para denunciar o caso.

Cayo César

Um paciente que sofreu um acidente na noite de sábado, 11, teve um diagnóstico inusitado o ser atendido na Unidade de Pronto Atendimento de Palmeira dos Índios. Um senhor identificado como José Welligton Tomé da Silva sofreu um acidente próximo a Churrascaria Ferreira, devido a situação, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), socorreu a vitima e levou para a Unidade de Pronto Atendimento de Palmeira dos Índios.

 

Segundo a sobrinha da vitima, Welligton deu entrada no serviço de emergência desacordado, após avaliação da médica, a família foi informada que  caso não era trauma, e sim, um caso considerado clínico e que estava apenas com escoriações e ninguém se preocupasse já que ele estava desacordado porque estava embriagado. Durante toda a noite de sábado Welligton não apresentou melhora e continuou inconsciente.

 

Ainda segundo a família várias vezes os médicos foram procurados e questionados sobre a situação, mas as respostas foram as mesmas de que ele estava bem. Ainda segundo a sobrinha, o mesmo não teve um assistência adequada já que pacientes com traumatismo encefálico devem ficar sendo monitorados na sala vermelha, e José Welligton estava área amarela junto com os pacientes clínicos. Familiares informam ainda que depois de 15 horas esperando e muita insistência da família, ele foi transferido para o Hospital Regional Santa, ainda em Palmeira dos Índios. Ao ser avaliado pelo médico do Santa Rita, a família teve uma surpresa ao ser informada que aquele tipo de caso não era para lá, já que era um TCE, traumatismo Crânio Encefálico.

 

Devido a gravidade do caso, José Welligton foi transferido para o Hospital de Emergência Drº Daniel Houly, em Arapiraca onde foi levado com urgência para a Sala de Vermelha trauma, onde após exames foi constatado o Traumatismo Craniano, 7 costelas fraturadas e um dos pulmões perfurado pelas costelas, devido a perfuração do pulmão, a vitima apresentava ainda hemorragia dentro do tórax ao qual não foi tratada com urgência na UPA de Palmeira dos Índios.

 

A família desesperada procurou na manhã desta segunda-feria, 13, a Rádio Sampaio para pedir ajuda e levar o caso a tona. Cintia Tomé que é sobrinha do José Welligton afirmou ainda que seu tio permanece em estado grave, intubado e em coma no Hospital de Emergência.  Revoltados com o erro grave da UPA de Palmeira dos Índios, a família informou que vai registrar o caso na Polícia Civil e denunciar a médica no Conselho Regional de Medicina (CREMAL).

Até o momento a Unidade de Pronto Atendimento não se manifestou sobre o caso.


‘O Procon em Palmeira não existe, é uma simples piada’ afirma vereador Fabiano Gomes

Vereador por Palmeira dos Índios, Fabiano Gomes (Assessoria/Câmara)

Cayo César

Após inúmeras reclamações da população, o vereador do município de Palmeira dos Índios, Fabiano Gomes (PSC), realizou uma visita ao Serviço de Proteção ao Consumidor, Procon, e constatou que a devida instituição não funciona na sua real função, assim prejudicando aqueles consumidores que recorreram do seus direitos.

 

Segundo Fabiano Gomes, o atual Procon que é administrado pelo Governo do Estado, apenas conta com uma funcionária que é cedida pelo município, em outras palavras, o município que sustenta o Procon. Ainda segundo o vereador, por ter apenas uma única funcionária, ela não pode sair para fiscalizar e nem autuar já que para isso precisaria fechar a sala de atendimento da unidade.

 

“Palmeira não pode deixar sua população a mercê, a população não tem a quem recorrer quando tem seu direito cessado em alguns ambientes comerciais de nosso município”, afirmou Fabiano Gomes e continuou. “Infelizmente o Procon do estado, que é o Procon de direito, não funciona”

 

Procon Municipal

Preocupado com essa situação, o vereador Fabiano Gomes tomou a frente e decidiu apresentar na manhã desta quarta-feira, 01, no retorno das Sessões da Câmara de Vereadores de Palmeira dos Índios, a indicação de nº 282/2018, solicita da prefeitura um projeto de lei que implanta um Instituto de Proteção e Defesa do Consumidor Municipal.

 

Meu compromisso é com o povo! o objetivo de criar o Procon municipal é para fiscalizar e atender as demandas da população palmeirense, foi para isso que fui eleito vereador!

Afirmou Fabiano quando questionado sobre o objetivo da criação do projeto.

 

A iniciativa do vereador Fabiano Gomes, pode levar um alívio para muitos consumidores que realizam compras no comércio da cidade. E apesar de ser uma instituição municipal, o Procon municipal  poderá atuar em relação a qualquer empresa, mesmo aquelas com sede fora da capital.

 

“Com o Procon Municipal, essa instituição terá todos os direitos e deveres, e mais ele poderá notificar e multar o estabelecimento comercial que não se adeque ao código de defesa do consumidor” justificou Fabiano Gomes sobre seu projeto.

 

A indicação do vereador Fabiano Gomes, foi colocada em pauta e aprovada por todos os vereadores presentes na sessão.


Fisioterapeuta explica os benefícios do Pilates

Dr. Leonard Brito

 

Cayo César

Praticar exercícios pode ir muito além de conseguir um corpo mais bonito e magro, porque, atualmente, existem determinadas atividades físicas voltadas para aumentar os benefícios da saúde física e mental.

Nos dias de hoje, fala-se muito em aulas de Pilates, mas afinal, você sabe em que consiste o Pilates? Segundo o fisioterapeuta Dr. Leonard Brito, o Pilates não é nada mais que um conjunto de técnicas corporais que ajudam a minimizar diversos problemas, como a má postura, por exemplo, além de proporcionar bem estar e mais qualidade de vida.

Assim, as aulas ajudam a garantir o fortalecimento dos músculos que estão enfraquecidos e também a alongar os demais músculos que se encontram retraídos. Vale lembrar que também auxilia no aumento da mobilidade das articulações.

Dessa forma, durante uma aula de Pilates, o aluno fará diversos exercícios associados ao objetivo necessário e com os movimentos, é possível conseguir diversos benefícios para a saúde. Confira abaixo!

Benefícios do Pilates
O Pilates é uma modalidade que está muito em alta, muitos médicos indicam diversos pacientes para fazer as aulas e tratar de dores pelo corpo. Podem fazer o Pilates idosos, adultos, crianças e até mesmo gestantes. As aulas não têm nenhuma contraindicação absoluta.

O Dr. Leonard explicou que após algumas sessões de Pilates é possível começar a notar os resultados no corpo e também na mente, porque as aulas também proporcionam bem-estar e mais tranquilidade para a mente. Os benefícios para a saúde são imensos, entre eles, alguns foram citados pelo fisioterapeuta:
• Evita o estresse, pois trabalha com movimentos relaxantes;
• Alinha a postura a cada exercício realizado, fazendo com que cada vez mais o indivíduo mantenha uma postura inadequada;
• Aumenta a força e também alonga o corpo;
• Oferece ao corpo, uma postura mais harmônica, elegante e também saudável;
• Aumenta a resistência física e mental;
• Alongamento e garante um maior controle corporal;
• Aumenta a flexibilidade, tônus e força muscular;
• Alívio todas as tensões, estresse e dores crônicas;
• Melhora a coordenação motora;
• Proporciona uma maior mobilidade das articulações;
• Estimula o sistema circulatório e oxigena do sangue;
• Facilita a drenagem linfática e elimina as toxinas;
• Fortalece os órgãos internos;
• Aumenta a concentração;
• Trabalha a respiração;
• Promove relaxamento;


Moradores são surpreendidos com ordem de desocupação de terra em que moram há mais de 60 anos em Palmeira dos Índios

Segundo os moradores à propriedade lhes pertencem há mais de 60 anos, e estão lá antes da chegada da BR. Eles negam terem recebido alguma indenização ou comunicado oficial

Moradores esperam decisão da justiça (Foto: Cayo César/Rádio Sampaio)

Por Cayo César

Os moradores de uma propriedade localizada às margens da BR 316, no município de Palmeira dos Índios, foram surpreendidos com a presença de uma ordem judicial obrigando eles a saírem de suas casas para que seja realizada uma reintegração de posse.

 

O advogado, Ary Maia, que acompanha o caso explicou a situação para a equipe da Rádio Sampaio. “Não vamos descumprir a ordem da justiça. Queremos apenas que a justiça dê um prazo para que essa família possa encontrar outro lugar para morar. Eles estão aqui há mais de 60 anos, e nunca foram comunicados oficialmente dessa ordem de despejo”, explicou.

 

O DNIT, órgão responsável pelo pedido de reintegração de posse, estava presente no local com maquinários para derrubar as casas que estão na ordem judicial.

 

Segundo os moradores eles não teriam sido comunicado oficialmente da reintegração, apenas por ligações de telefone. “Eles não vieram aqui, apenas ligaram, no inicio pensávamos até que era um trote” afirmou Rogério, que é um dos membros da família que mora no local.

 

“Somos cerca de 20 pessoas, homens, mulheres, crianças e idosos que moramos aqui nossa vida toda”

 

Ainda segundo informações do advogado Ary Maia, foi realizado um pedido de suspensão da execução, já que algumas informações consideradas importantes não foram anexadas no processo. “Essa família é indígena, e sabemos que para o povo indígena temos leis especiais e isso não foi anexado no processo que seguiu de por lei comum”,  afirmou Ary Maia e completou, “ Ontem estive presente na Justiça Federal em Arapiraca para conversa sobre o caso, e com esse pedido agora eu solicitei ao juiz que reavalie a decisão.”

 

Emocionado um dos moradores passou mal e foi amparado pelos familiares. “A esposa dele quando soube da ligação falando do despejo passou mal e faleceu há 2 meses atrás, e agora aparece esses tratores, a polícia e a ordem para destruir nossas casas. Isso é demais para uma pessoa” afirmou um dos parentes.

 

A execução da ordem ainda não aconteceu já que o juiz está avaliando o pedido do advogado. Os advogados Ary Maia e Marcus Ribeiro permanecem no local aguardando a decisão da justiça, juntamente com os familiare, a PRF e o oficial de justiça federal.

Nossa equipe acompanha o caso. Mais informações em instantes.


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2018 Rádio Sampaio - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey