82 99641-3231

Sintomas do infarto variam entre homens e mulheres; entenda

Existem alguns sinais que o corpo nos dá antes de um infarto acontece, quanto antes os reconhecermos, maior a probabilidade de salvar sua própria vida ou a de alguém próximo. Existem algumas diferenças entre os sintomas nos homens e nas mulheres. Aprenda a reconhecê-los:

Sintomas de infarto nas mulheres

  • Fadiga: algumas mulheres sentem muito cansaço, mesmo tendo ficado sentadas o dia todo. Andar de um lado da casa para o outro já pode ser cansativo.
  • Dor de estômago: as mulheres podem sentir uma pressão abdominal intensa e uma forte dor de estômago antes de sofrerem um ataque cardíaco.
  • Dor no peito: a dor no peito pode não incindir sobre um ponto específico do lado esquerdo do peito. É possível que se estenda a qualquer outro ponto da região, causando rigidez.
  • Tonturas, náusea e falta de ar: esses sintomas podem ocorrer de forma conjunta, de um momento para outro e sem nenhuma razão aparente.
  • Suor repentino: o suor repentino é mais comum nas mulheres do que nos homens. Algumas mulheres podem confundir esse sintoma com o estresse.
  • Dores no pescoço e na mandíbula: para mulheres, a dor no braço esquerdo pode não aparecer, mas elas podem sentir dores no pescoço e na mandíbula – a dor pode ser súbita ou gradual.

Sintomas de infarto nos homens

  • Dor torácica: a dor torácica é um dos sintomas mais comuns infarto, principalmente para os homens. Neste caso, pode ocorrer no centro do peito ou no sentido direita-esquerda, em direção ao coração. Sensações de peso no peito de forte pressão também são relatadas.
  • Dores nos braços: a dor no peito se espalha não só para os braços, ombros e cotovelos, como também para o pescoço, mandíbula e abdômen. Às vezes a dor no peito não ocorre, mas a dor em pelo menos um dos braços ou nas costas entre os ombros sim.
  • Fadiga: a sensação de cansaço e fadiga pode ser um indicativo de que um infarto está para acontecer. Pode aparecer alguns dias ou semanas antes do infarto.
  • Tosse: a tosse persistente pode ser um indicativo de que um ataque cardíaco está por vir, por causa da acumulação dos fluídos nos pulmões. Tosse com sangue pode ocorrer.
  • Ânsia: o ataque cardíaco pode causar um estado de ânsia e medo de morrer, tudo ao mesmo tempo, podendo também causar taquicardia.
  • Insônia: antes de ter um ataque cardíaco, uma pessoa pode ficar meses sofrendo de insônia, ansiedade e agitação – essa é uma forma que nosso corpo mostra que algo está errado.
  • Fraqueza: dias antes de um ataque cardíaco, o indivíduo pode sentir uma imensa sensação de fraqueza.
  • Batimentos cardíacos rápidos e irregulares: batidas rápidas e irregulares no coração, principalmente se forem acompanhadas de fraqueza, tontura e dificuldades para respirar podem ser indícios de ataque cardíaco, arritmia ou insuficiência cardíaca.
  • Tonturas e vertigens: tonturas e vertigens podem ser indícios que um ataque cardíaco está por vir.
  • Suores frios: suores frios que surgem de repente, mesmo que não tenha havido atividade física intensa, podem ser um indicativo de ataque cardíaco.
  • Inchaço: inchaço em pés, tornozelos, abdômen, pernas, um súbito aumento de peso ou a perda de apetite também são sintomas de risco.
  • Indigestão: sentir desconfortos no estômago, como azia e dificuldades na digestão, podem ser outro indicativo.
  • Problemas respiratórios: dificuldades para respirar e falta de ar, possivelmente acompanhados de dores no peito podem ser indicativos de ataque cardíaco ou de insuficiência cardíaca.
  • Náuseas e falta de apetite: a náusea e a falta de apetite podem ser sinais de que um infarto está por vir, podem ocorrer vômitos um pouco antes ou durante o ataque cardíaco.

Como prevenir um ataque cardíaco

  • Pare de fumar;
  • Pratique pelo menos 30 minutos de atividade física por dia;
  • Mantenha o peso corporal saudável, tome cuidado com o sobrepeso;
  • Tenha uma alimentação saudável, com mais alimentos ricos em nutrientes, invista nas verduras e frutas e coma menos carne e frituras;
  • Faça exames de rotina regularmente para checar o estado da sua saúde.

Veterinário da dicas de como eliminar os carrapatos do seu Pet

Em entrevista a Rádio SAMPAIO, Drº Franklin Tavares deu dicas de como evitar que seu cachorro pegue carrapatos.

Drº Franklin Tavares é médico veterinário com pós graduação em Clínica e Cirurgia de cães e gatos. (Foto: Cayo César/ Rádio SAMPAIO)

O aparecimento de carrapatos em nossos cachorros são sempre uma péssima notícia. Carrapatos transmitem várias doenças que podem até causar a morte, tanto em cães, quanto em humanos, portanto manter o cachorro livre de carrapatos não é uma questão de escolha e sim uma questão de necessidade.

O especialista alerta que os carrapatos, principalmente o do tipo marrom, podem transmitir parasitoses no sangue dos cães, que podem levar a anemia profunda e até à morte dos animais.

 

Como evitar e eliminar os carrapatos no pet?
A maioria dos animais é infestada em passeios, ao ter contato com cães infestados em praças, parques, portões de casa ou com gatos não protegidos que passeiam pela vizinhança. Por isso, a melhor maneira de proteger seu pet durante o verão é evitar locais com grande circulação de cães e gatos. Mas, para eliminar os carrapatos, devem ser usados em seu pet produtos específicos para este fim, com reforço a cada 30 dias. É importante lembrar que a única possibilidade de repelir o parasita antes de picar o animal é a coleira antipulga.

 

Produtos disponíveis
Para evitar as os carrapatos nos pets existem quatro tipos de produtos mais comuns. Todos podem ser eficazes, dependendo do estágio de vida do animal, da preferência do proprietário pela facilidade de administração, do custo, da frequência de tratamento, infestação e se há algum problema de saúde concomitante. Confira quais são a seguir.

1) Pipetas e sprays antipulgas: devem ser espalhados sobre a pele do animal e matam o parasita por contato ou picada. A maioria tem a duração de 30 dias.
2) Coleiras antipulgas: algumas têm a presença de medicamentos, outras de inseticidas. Também mata por contato ou picada.
3) Comprimidos e tabletes via oral: duram de quatro a 12 semanas, dependendo do produto. Matam exclusivamente pela picada e ingestão da medicação.
4) Xampus e sabonete antipulgas: podem ser usados para efeito imediato e higiene, mas têm pouco ou nenhum efeito residual. Deve-se sempre usar algum produto complementar de maior tempo de duração.

Crédito da arte: Portal Animal

 

 

 


Exames de alta definição e agilidade na entrega é o carro chefe da UNIDOR

 

A Clínica da Dor é a especialidade responsável pela avaliação e tratamento da dor em todos os seus aspectos, ou seja, físico, emocional, social e espiritual.
É uma especialidade fundamental na abordagem multidisciplinar do paciente com câncer, e nos pacientes crônicos, portadores de doenças como: hérnia de disco, fibromialgia, dores de cabeça e enxaqueca, osteoporose, doenças reumáticas e neurológicas, diabetes e suas complicações (Neuropatia Diabética), Neuropatia dos nervos cranianos e periféricos (Trigêmeo, túnel do carpo) dores pós cirúrgicas, pós doenças vasculares (Acidente Vascular Cerebral) , etc..

Dor aguda x dor crônica

A dor aguda, na sua maior parte, é resultado de uma doença, inflamação ou lesão de tecidos. Este tipo de dor geralmente surge de repente, por exemplo, após trauma ou cirurgia, e pode ser acompanhada de ansiedade ou angústia emocional. A causa da dor aguda geralmente pode ser diagnosticada e tratada. A dor é auto-limitante, ou seja, é limitada a um determinado período de tempo e de gravidade. Em alguns casos raros, pode se tornar crônica.

A dor crônica é amplamente acreditada como representando uma doença em si. Ele pode ser piorada por fatores ambientais e psicológicos. A dor crônica persiste durante por um maior período de tempo do que a dor aguda, e é resistente à maioria dos tratamentos médicos. Ela pode muitas vezes causar graves problemas para os pacientes.
Uma pessoa pode ter duas ou mais condições co-existentes de dor crônica. Tais condições podem incluir a síndrome da fadiga crônica, síndrome dolorosa miofascial, fibromialgia, doença inflamatória do intestino, disfunção da articulação temporomandibular.

Clínica de DOR

A clinica UNIDOR além da especialidade em dor, também conta com exames de imagens como, Raio x, densitometria óssea, Ultra-Sonografia entre outros. para a realização dos procedimentos a clínica conta com equipamentos de imagens de última geração e é conhecida pela agilidade da entrega do exame, que tem o prazo de três dias para entrega.

RAIO X de alta resolução realizado na Clínica UNIDOR

Os exames que são realizados na clínica são enviados por uma rede altamente moderna e segura de computadores para a USP na cidade de São Paulo, onde são laudados por renomados especialistas em radiologia do país.

A qualidade digital realizados na clínica é o principal detalhe ao qual e alcançado através de programas de alta resolução que deixam a mostra dos médicos imagens e detalhes minuciosos, primordial no diagnostico.

A clínica que atende além da cidade de Maceió e Arapiraca, está presente também no município de Palmeira dos Índios.

Veja no slide a baixo algumas imagens de exames realizados lá:

Este slideshow necessita de JavaScript.


Recupere o corpo após as festas de fim de ano com esse cardápio detox

Confira o menu elaborado por nossa redação com ingredientes que ajudam o corpo a se recuperar do consumo exagerado de álcool e de pratos pesados nas festas

Quando exageramos no Natal e no Ano Novo, o organismo às vezes pede para pisarmos no freio com uma alimentação regrada – ou, no mínimo, mais leve. Para ajudar nos dias seguintes após as farras, convidamos a consultora e nutricionista Maria Vitória Falcão para elaborar um menu desintoxicante e repleto de nutrientes, além de dar dicas alimentares, que ajudam o corpo a se recuperar da ressaca e a entrar renovado em 2017.

“Após as festas, sempre vem a sensação de peso, estufamento e também o peso na consciência. Para ajudar a diminuir a retenção hídrica, aposte em muita água e chás diuréticos, como cavalinha, oliveira, hibisco”, explica Maria Vitória, que acrescenta: “os alimentos verde-escuro são muito bem-vindos, pois aumentam a excreção de toxinas do corpo, melhorando o processo de detox. Procure acrescentar nos seus dias pepino, couve, salsão e espinafre. Compostos antiinflamatórios também são bem vindos, visando reduzir o processo de inflamação que se cria com o consumo de alguns alimentos. Utilize a cúrcuma, gengibre, frutas vermelhas, canela para esse fim”.

 

1. Caipirinha de Suco Verde
“A caipirinha detox não é um alimento funcional e que deva ser consumido todos os dias. A ideia é dar um up em uma preparação que as pessoas gostam e que é consumida com frequência no nosso país. Utiliza-se alguns alimentos com poder depurativo e detoxificante, tal como a couve, abacaxi e hortelã. São alimentos ricos em clorofila e que aumentam a excreção de toxinas acumuladas no fígado e rins”.

Ingredientes:
4 maçãs sem casca e caroço
1 abacaxi cortado em cubos médios
1 cenoura
1 punhado de hortelã
2 couves-manteiga
5 tâmaras sem caroço hidratadas
500 ml de água de coco
Saquê

Modo de Preparo:
Processe todos os ingredientes menos o abacaxi e o sake até ficar um liquido homogêneo, coe e reserve;
Em um copo amasse um pouco do abacaxi, adicione umas pedrinhas de gelo, coloque o sake e por ultimo adicione o suco, misture bem e sirva.

2. Suco Regenerativo
“Nessa receita, colocamos alimentos que aumentam a diurese e o poder de limpeza do corpo, tal como o pepino, que por ser rico em água, auxilia a transportar compostos químicos para a urina e excreté-los, deixando o ambiente corporal mais propício e favorável para receber nutrientes”.

Ingredientes:
Rende 1 porção.

3 fatias de abacaxi sem casca
1/2 pepino caipira sem a casca
½ copo de agua de coco ou chá verde
suco de ½ limão
1 a 2 rodelas finas de gengibre
6 unidades de folhas de hortelã
1 punhado de espinafre
1 pitada de cúrcuma

Modo de preparo:
Bata aos poucos no liquidificador, coe e sirva.
3. Arroz de couve-flor
“Essa é uma preparação lowcarb, excelente para manter a refeição mais leve e menos calórica sem ter que abrir mão desse acompanhamento que vai bem em tantos pratos. A couve-flor é um alimento rico em fibras e muita água, o que ajuda na sensação de saciedade, com pouquissimas calorias e muito sabor”.

Ingredientes:
½ couve-flor
½ xícara de cebola ralada
1 dente de alho amassado
Sal marinho e pimenta do reino a gosto
1 colher (sopa) de salsinha picada
óleo de coco ou azeite de oliva

Modo de preparo:
Lave a couve-flor em água fria e seque bem;

Usando um ralador de queijo, rale a couve-flor ou coloque num processador e bata usando a função “pulsar” até obter uma textura similar à do arroz, cuidado para não deixa-lo úmido;

Em uma frigideira, refogue o alho até dourar bem, em seguida a cebola por aproximadamente 10 minutos;

Acrescente a couve-flor e deixe refogar por cerca de 5 minutos.

Tempere com sal e pimenta do reino.

Polvilhe com salsinha e sirva em seguida no lugar do tradicional arroz branco.
4. Noodles Raw de Abobrinha com Molho de Dois Tomates
“Os noodles de abobrinha, além de ser super-simples e uma preparação leve, é uma boa opção para aqueles dias em que se tem pressa e precisa de algo rápido, pois é uma receita raw (crua).
Os alimentos, quando em sua forma crua, preservam mais nutrientes (salvo algumas exceções) e possuem uma funcionalidade e estrutura diferente, que pode trazer diversos benefícios para o corpo, tal como o aproveitamento integral do alimento e manutenção do metabolismo”.

Utensílios:
Espiralizador ou cortador/descascador/fatiados de legumes

Ingredientes:
2 abobrinhas grandes
1 xícara de molho de dois tomates
Crumesão a gosto

.Noodles de abobrinha
Com o espiralizador, corte as pontas da abobrinha, centralize e deixa ela firme; vá girando a manivela e fazendo os fios de abobrinha.

Ou:

Passe o descascador ou fatiador na vertical em um dos lados da abobrinha; tente fazer o mais fino possivel, no máximo 1,25cm, em cada passagem, criando assim fios parecidos aos de espaguete;

Caso esteja utilizando um fatiador, você poderá pré-definir a espessura a ser cortada (se seu utensílio tiver esta função).

Se estiver usando um mandolim, ajuste a lâmina para o corte mais fino possível. Passe a lâmina longitudinalmente para criar os fios.

Quando chegar nas sementes, vire e faça o mesmo com o outro lado da abobrinha. Não utilize a parte com as sementes.

Coloque em pratos individuais, adicione um pouco do molho de dois tomates e finalize com folhas de manjericão e o crumesão.
.Parmesão vegano (crumesão)
“Uma bela opção para substituir o queijo tradicional é ter uma opção sem lactose. O crumesão é feito com base nas oleaginosas, ricas em gorduras superbenéficas para o corpo, que auxiliam na manutenção da glicemia e modulam a oxidação de gordura. As gorduras tendem a dar mais saciedade, pois mexem diretamente com o hormônio incretina, que irá transmitir ao cérebro a sensação de que está satisfeito”.

Ingredientes:
½ xícara de chá de castanha-do-pará
½ xicara de castanha de caju
½ dente de alho ralado
2 colheres de chá de gergelim torrado
1 colher de sopa de levedura nutricional (opcional)
1 colher de chá de sal marinho, Uma pitada de pimenta-do-reino moída

Modo de preparo:
Coloque todos os ingredientes no processador e bata rapidamente, com o botão “pulsar”, até obter uma mistura granulada, porém crocante.

Conserva-se por duas semanas na geladeira em recipiente hermético.
.Molho de tomate
“Essa é uma opção que deve fazer parte da sua rotina diária. Abandone os molhos prontos e enlatados e prepare o seu. Os enlatados possuem acidulantes e conservantes que o nosso corpo não consegue digerir e identificar, causando uma confusão metabólica e intoxicando o corpo, quando ingerido em altas quantidades. O tomate por si é um superalimento, rico em licopeno, um dos maiores antioxidantes que podemos encontrar na natureza. Além da prevenção de cêncer de próstata, ele ajuda na redução de colesterol, remoção de radicais livres e é riquíssimo em vitamina C. Sim,o tomate é considerado uma fruta cítrica e ajuda muito na imunidade, então é uma boa pedida para o fim do ano, já que a farra é grande e precisamos nos manter sempre inteiros para aguentar, certo?”.

Ingredientes:
1 xícara de tomate seco escorrido de seu óleo
2 xícaras ou 4 tomates, sem pele e sem semente, picado
½ xícara de castanhas em pedaços ou pinole ou pistache
½ xícara de azeite de oliva extra-virgem
5 tâmaras sem caroço picada
½ de colher de chá de sal marinho
½ de colher de chá de páprica picante
½ de colher de chá pimenta caiena
1 dente de alho ralado
½ xicara de folhas de manjericão picadas

Modo de preparo:
Bata no processador de alimentos todos os ingredientes exceto os tomates frescos, quando já estiver mais encorpado adicione o tomate picado e processe mais um pouco, Reserve;
4. Brownie
“A vontade de doce sempre aparece, mas vamos tentar fugir do açúcar refinado e utilizar outros alimentos a nosso favor. Esse brownie leva como adoçante natural as tâmaras e o mel, que irão dar o docinho na medida, sem trazer os malefícios do açúcar por si. O açúcar é viciante e o consumo regular está relacionado com diversas patologias clínicas. O maior problema nas festas, é que preparações doces em sua maioria contém uma boa quantidade de açúcar, manteiga e outros compostos intoxicantes, então vamos fugir deles e optar por coisas mais naturais. As tâmaras, nozes e óleo de coco são calóricos e por isso, devem ter seu consumo moderado”.

Ingredientes:
3 xícaras de chá de amêndoas ou nozes pecan
½ xícara de chá de tâmaras inteiras sem caroço
¾ de xícara de chá de pasta de tâmara
¾ de xícara de chá de cacau em pó
1 fava de baunilha
Uma pitada de sal marinho

Modo de preparo:
Deixe as tâmaras (da pasta) de molho na água quente por 30 minutos em seguida bata até virar uma pasta, colocando a água do molho aos poucos para não ficar muito líquida;

Corte o restante das tâmaras ao meio e bata grosseiramente no processador e reserve;

Bata 2 xícaras das amêndoas no processador até virar farinha e o restante grosseiramente, deixando pedaços;

Incorpore todos os ingredientes e misture com as mãos até obter uma pasta espessa e uniforme;

Espalhe essa mistura em uma pequena forma quadrada para bolo de 20 cm. Nivele bem a superfície com uma espátula.

.Cobertura do brownie
¼ de xícara de chá de óleo de coco
1 colher de sopa de água
¼ de xícara de chá de mel
Uma pitada de sal marinho

Modo de preparo:
Derreta o óleo de coco no banho-maria;

Bata todos demais ingredientes até obter um creme uniforme. Acrescente o óleo de coco derretido e misture até que esteja bem incorporado;

Espalhe uniformemente sobre um brownie;

Deixe na geladeira por 1h até que fique firme.


Rua José e Maria Passos, nº 25 - Centro - Palmeira dos Índios - AL.

Redes sociais


Facebook

Whatsapp: 82 99641-3231

Fale conosco


82 99641-3231

© 2018 RÁDIO SAMPAIO - Todos os direitos reservados | Desenvolvido por Interactive MOnkey