Uma operação deflagrada, na madrugada desta quarta-feira (29), para cumprimento de mandados, resultou na prisão de dois suspeitos de integrar uma organização criminosa. Também foram presos dois jovens envolvidos na morte do policial civil Aloísio Barbosa de Lima, no Conjunto Salvador Lyra, em maio deste ano.

Foram presos Maciel da Silva, de 37 anos, e Everton Cipriano Barbosa de Araújo, de 23 anos, ambos pertencentes à mesma organização criminosa. Segundo a polícia, eles agiam na área do bairro do Benedito Bentes e na cidade de Rio Largo.

A organização era liderada por Alex Santos de Oliveira, conhecido como “Leleu”, que era o responsável pelo abastecimento de drogas comercializado pelo grupo composto por pelo menos vinte pessoas, todos com prisão preventiva decretada.

Ainda de acordo com a polícia, o grupo movimentava uma grande quantidade de entorpecentes na região, além de outros crimes ligados ao tráfico como porte de arma e homicídios. Os suspeitos gerenciavam um ponto de venda de drogas no conjunto residencial Jarbas Oiticica na cidade de Rio Largo.

Também foram presos Paulo Klevis Alves dos Santos, conhecido como “Paulo Morte”, de 25 anos, e Edson dos Santos Alves, de 19 anos, ambos envolvidos no crime de latrocínio do policial civil Aloísio Barbosa de Lima.

Paulo Klevis teria negociado a arma do policial civil por um revólver após o crime e foi preso em flagrante delito por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, oito dias após o roubo que resultou na morte de Aloísio.  Os suspeitos possuem um extenso histórico de passagens pelo sistema policial.

A ação  foi deflagrada por policiais civis da Seção de Capturas – da Gerência de Recursos Especiais (GRE/DEIC), sob o comando dos delegados Fábio Costa, Thiago Prado e Cayo Rodrigues, para cumprimento de mandados de prisão preventiva expedidos pela 17ª Vara Criminal da Capital.

Os presos foram conduzidos à base da DEIC para a lavratura do devido procedimento legal e encaminhamento ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *