Suspeito de participar de morte de jovem é preso quando tentava fugir

O quinto suspeito de envolvimento no assassinato de Mylca Siméia da Conceição, 18 anos, jovem morta a golpes de faca e decapitada, foi preso quando tentava fugir para o interior de Minas Gerais, nesta quarta-feira (6).

José Edvaldo Miguel Cavalcante, o Neném, 21 anos, foi abordado quando esperava veículo e escaparia da polícia, em Rio Largo.

“Mais um preso hoje. Neném estava esperando um veículo para fugir para Extrema/MG, onde mora um irmão dele. Foi preso no Conjunto Barnabé Oiticica, em Rio Largo.”, relatou o delegado Lucimério Campos, da Delegacia de Homicídios de Rio Largo, que preside o inquérito policial. Nessa terça-feira (5), Cleiton Júnior Bezerra da Silva, vulgo Juninho, que já tinha prisão preventiva decretada pela justiça também foi localizado.

Por causa da ligação com o assassinato que ocorreu há pouco mais de uma semana, foram recolhidos dois adolescentes e presos Walber Rodrigo, Cleiton Júnior e José Edvaldo. As investigações da Delegacia de Homicídios de Rio Largo apontam que oito pessoas tiveram participação direta no crime, que teve como motivação um desentendimento dentro da organização criminosa.

Tiveram prisão preventiva decretada pela 3ª Vara Criminal da Capital, a pedido da Polícia Civil: Cleiton Júnior Bezerra da Silva, vulgo Juninho; Samuel Lopes da Silva, vulgo Burrão; Clebson Gomes Barreto Silva, o Boca e José Edvaldo Miguel Cavalcante, o Neném.

O crime

Parte do corpo de Mylca Siméia foi encontrado em Rio Largo. A vítima teria sido assassinada por membros de uma facção criminosa da qual fazia parte. A jovem teve a cabeça decepada e fincada numa cerca nas imediações de um conjunto residencial, em Rio Largo.


Deixe uma resposta