Um dos suspeitos de envolvimento na morte do vereador Adelmo Rodrigues, o Neguinho Boiadeiro, do município de Batalha, na região da Bacia Leiteira de Alagoas, se apresentou na Delegacia Geral da Polícia Civil, nesta quarta-feira (15).

Maiquel Alves da Silva estava na companhia de um advogado quando se entregou. O suspeito que se apresentou nesta quarta é apontado na autoria material do crime, ocorrido em novembro do ano passado.

De acordo com a advogada Mabylla Louriato Ferreira, da família dos Boiadeiros, a prisão do Maiquel já era esperada, que já havia sido preso por 30 dias pela mesma acusação. “A polícia precisa revelar a autoria material do crime”, cobra a advogada.

O inquérito policial que apura o assassinato do vereador de Batalha foi presidido pelo delegado Cícero Lima. O levantamento feito pela Polícia Civil não aponta a autoria intelectual do crime.

O assassinato ocorreu em novembro do ano passado, no Sertão alagoano. Em fevereiro, uma operação desencadeada no Agreste alagoano cumpriu mandados de prisão, busca e apreensão contra suspeitos de envolvimento na morte do vereador.

À época, foram presos Alex Sandro Pinto, que também era vereador no município sertanejo, Rafael Pinto, sobrinho de Alex Sandro, e ainda Maiquel Silva

Segundo ele, dois meses antes, os assassinos de Boiadeiro roubaram, na Cruz das Almas, em Maceió, o veículo que teria sido usado no crime.

Já na semana do assassinato, ainda segundo a polícia, uma empresa de fachada iniciou um serviço de panfletagem nas proximidades da Câmara de Vereadores de Batalha. O objetivo, segundo o delegado, era mapear a região e monitorar a rotina do vereador, abrindo caminho para a trama criminosa.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *