Sindicato denuncia estrutura precária da delegacia de Palmeira dos Índios

Na delegacia de Palmeira dos Índios o esgote corre a céu aberto (Foto: Ascom/Sindpol)

O Sindicato dos Policiais Civis de Alagoas denunciou, nesta sexta-feira (29), a situação precária da delegacia do município de Palmeira dos Índios, Agreste de Alagoas. De acordo com o sindicato, o local oferece riscos aos policiais e à população.

De quatro banheiros, apenas um está funcionando. A fossa da delegacia, que recebe dejetos de presos e de policiais civis, está entupida e com vazamento de excrementos, provocando fedentina, que afeta não apenas a delegacia, mas toda a vizinhança.

De acordo com o sindicato, faltam até vassouras e produtos de limpeza para limpar o local. “Falta estrutura física, as condições de trabalho são precárias, chegando ao absurdo de faltar vassoura para higienização do ambiente, além da superlotação de presos”, desabafa o presidente do Sindpol, Ricardo Nazário.

O sindicato constatou também que a fiação elétrica está exposta, parte do teto caindo, há presença de mofo e infiltrações em todas as paredes. As cadeiras e os estofados estão velhos, rasgados e são inapropriados para uso.

A Polícia Civil que informou que iria verificar o teor das denúncias para de pronunciar.

Sofá da recepção está rasgado (Foto: Ascom/Sindpol) Sofá da recepção está rasgado (Foto: Ascom/Sindpol)

Sofá da recepção está rasgado (Foto: Ascom/Sindpol)

Faltam banheiros na delegacia de Palmeira dos Índios (Foto: Ascom/Sindpol) Faltam banheiros na delegacia de Palmeira dos Índios (Foto: Ascom/Sindpol)

Faltam banheiros na delegacia de Palmeira dos Índios (Foto: Ascom/Sindpol)

Local com com muito mofo (Foto: Ascom/Sindpol) Local com com muito mofo (Foto: Ascom/Sindpol)


Deixe uma resposta