Servidores do Ifal retomam as atividades após 37 dias de greve

| Redação Rádio Sampaio


Membros de sindicato se reuniram com reitor do instituto federal para debater reposição dos dias parados

Servidores do Instituto Federal de Alagoas (Ifal) retomaram as atividades nessa segunda-feira (19), após decidirem pelo fim da greve que durou 37 dias. Um grupo de representantes do movimento grevista esteve reunido com o reitor da instituição, Sérgio Teixeira, para debater a reposição dos dias de parados. Na oportunidade, Teixeira garantiu que não haverá corte nos salários de quem aderiu à greve.

“A reunião foi importante para reforçar o compromisso do reitor em não penalizar com o corte de ponto os servidores que aderiram ao movimento. Também serviu para que sigamos tentos com relação às próximas ações”, afirmou Francine Lopes, representante do comando de mobilização.

Aos servidores, a Reitoria do Ifal afirmou também que vai publicar uma normativa para orientar os diretores a construírem, democraticamente, os calendários acadêmicos, ouvindo estudantes e servidores, já que os servidores se comprometeram em repor o trabalho acumulado no período de duração do movimento paredista.

Greve

Durante a paralisação, os servidores protestaram contra a PEC 241/55. Aprovada no Congresso e promulgada pelo presidente Michel Temer (PMDB), a Proposta de Emenda à Constituição, que já se tornou lei, limita os gastos públicos pelos próximos 20 anos – o que, para os servidores, vai comprometer a destinação de recursos a áreas consideradas essenciais, como Saúde e Educação.

Eles também se dizem contrários à proposta de reforma do Ensino Médio.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

%d blogueiros gostam disto: