A geração belga é verdadeira. Nesta sexta-feira (6), o time de Hazard, Lukaku e Kevin De Bruyne fez 2 a 1 na Seleção Brasileira e está na semifinal da Copa do Mundo. Na terça-feira, às 15h, os belgas enfrentam a França tentando garantir a vaga em sua primeira final da história. O Brasil dá adeus à competição.

O começo de jogo bem que deu a impressão de que a tarde seria brasileira. Logo aos sete minutos, Neymar cobrou escanteio da esquerda, Miranda escorou no primeiro pau e Thiago Silva, sozinho, desviou com a coxa e a bola morreu na trave.

Dois minutos depois, a defesa adversária não conseguiu afastar e Paulinho apareceu livre para finalizar, mas o chute saiu sem força e Courtois fez a defesa.

Não demorou para o pesadelo brasileiro começar. Aos 12, Chadli bateu escanteio e Fernandinho desviou contra a própria meta e pegou Alisson de surpresa. Gol contra brasileiro em Kazan.

Em desvantagem, a Seleção se atirou para o campo de ataque em busca do empate, mas esbarrou em um paredão vermelho e amarelo montado pelo técnico Roberto Martínez em frente à área e começou a dar espaços para o contra-ataque.

Aos 30, Lukaku ganhou de Fernandinho no campo de defesa, deixou o brasileiro para trás e rolou para para De Bruyne soltar a bomba da entrada da área. Alisson tentou, mas não conseguiu chegar na bola. Dois para a Bélgica, zero para o Brasil.

No segundo tempo, Tite colocou Roberto Firmino no lugar de Willian, Douglas Costa no de Gabriel Jesus e Renato Augusto no de Paulinho. O resultado apareceu aos 30 minutos. Após belo levantamento de Philippe Coutinho, Renato Augusto surgiu livre entre os zagueiros belgas para diminuir.

No final do jogo, mais duas chances: na primeira, Coutinho serviu Renato Augusto, que bateu para fora. Depois, o próprio Coutinho recebeu belo passe de Neymar dentro da área, mas bateu por sobre o gol.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *