Renan Filho vai pedir atuação do Exército nos presídios de Alagoas

| Redação Rádio Sampaio


Militares não terão contato com presos e ficarão com a parte de revistas de celas e módulos

O governador Renan Filho (PMDB) declarou, na tarde desta quinta-feira (19), que vai solicitar ao governo federal a ajuda do Exército para auxiliar o Estado no trabalho que é realizado no sistema prisional alagoano. O chefe do Poder Executivo destacou ainda que o presidente da República, Michel Temer (PMDB), colocou a estrutura da Forças Armadas à disposição dos estados.

De acordo com Renan, o envio das tropas é eventual e tem como principal foco realizar revistas nas celas e outros locais onde os detentos são colocados nas unidades prisionais. “Toda ajuda é bem-vinda e, por isso, vamos aceitar a estrutura que o governo federal colocou à disposição. Vamos, sim, pedir o apoio do Exército para esse trabalho dentro dos presídios”, disse o governador.

Os militares vão atuar em buscar de celulares, drogas, armas e outros materiais ilícitos.

A declaração do governador de Alagoas se dá dois dias após o governo federal se comprometer a enviar, também, cerca de R$ 44 milhões para a construção de novos presídios, aquisição de equipamentos e investimento em pessoal. A localização das novas unidades ainda é fruto de análise por parte dos integrantes das Secretarias de Ressocialização e Inclusão Social (Seris), Segurança Pública (SSP), além do Conselho Estadual de Segurança.

Diante da crise no sistema prisional brasileiro, com mais de 130 mortes apenas nas primeiras semanas de 2017, o presidente Michel Temer já autorizou o envio de tropas federais para presídios do estado do Rio Grande do Norte, na região Nordeste. Lá, além da rebelião no sistema prisional, a polícia registrou ataques a ônibus, postos policiais, viaturas e até delegacias distritais.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

%d blogueiros gostam disto: