Histórico


A história da Rádio Sampaio AM de Palmeira dos Índios – Alagoas, começou do sonho de um jovem visionário chamado Gileno Costa Sampaio que através de um pedido ao seu pai Juca Sampaio adquiriu a rádio Cacique de propriedade à época do Sr. Amarílio Fernandes. A partir desse dia com a ajuda dos irmãos Geraldo Sampaio e José Sampaio, Gileno Sampaio deu início ao processo de documentação no ministério de Comunicação, via DENTEL, no Rio de Janeiro. Assim, no dia 31 de dezembro de 1964, era inaugurada a Rádio Educadora Sampaio de Palmeira dos Índios, na freqüência 870 khz.

A Rádio Sampaio AM é tida como escola na formação de operadores, locutores e redatores, nomes como: Antônio Manoel, Arivaldo Maia, Antônio Oliveira, Dr. Sebastião Lessa, Dr. Ivan Barros e de tantos outros que trabalham no mercado radiofônico em Alagoas e em outros Estados do Brasil, alguns destes seguiram outras profissões, mas todos começaram sua vida profissional na  Sampaio, princesinha do agreste como era conhecida.

Nos anos 80 o empresário Gileno Sampaio decidiu investir em uma rádio FM, iniciando o processo de pedido de concessão para a segunda emissora de rádio em Palmeira dos Índios, fato que se tornou realidade no dia 12 de outubro de 1988, com a sintonia 92,5.

Após alguns anos depois da inauguração a Sra. Maria do Carmo Sampaio Caparica, esposa de Gileno Costa Sampaio e seu filho Gileno Costa Sampaio Filho assumiram a direção administrativa da Sampaio FM e deram início a uma nova fase da emissora.

Novos investimentos foram feitos tanto na AM quanto na FM, mas o fato recente é aguardado com a migração da rádio AM para o FM. Com isso a freqüência AM passara para ser sintonizada em FM em 2017.

Hoje, com estúdio moderno, equipamentos de alta tecnologia, quadro funcional capacitado e profissionais renomados, as Rádios Sampaio se apresentam cada vez melhor para o seu público ouvinte.