Promotor de Justiça Maurício Wanderley recebe título de cidadão honorário de Palmeira dos Índios

| Redação Rádio Sampaio


 

A combinação do compromisso com o dever funcional e a natureza conciliadora fizeram do promotor de Justiça Maurício Amaral Wanderley o mais novo cidadão honorário de Palmeira dos Índios. Ao lado da família e do futuro procurador-geral de Justiça, Alfredo Gaspar, o membro do Ministério Público do Estado de Alagoas recebeu o título durante solenidade realizada pela Câmara de Vereadores do Município na sexta-feira passada.

Durante os 14 anos em que atuou como promotor de Justiça de Palmeira dos Índios, Maurício Wanderley conseguiu obter acordo em mais de 90% dos litígios, porque escutava constantemente as partes envolvidas, atuando, segundo o vereador Paulo Sérgio Silva, de modo “extremamente humano e apaziguador”. Para o homenageado, a capacidade de conciliar pessoas é a principal marca que deixou na cidade.

“O recebimento da honraria de cidadão honorário de Palmeira dos Índios foi de muita valia para mim. Dá a sensação de dever cumprido. Eu sempre fui um promotor voltado para o social e foi o que fiz em Palmeira dos Índios, notadamente no direito de família, sempre procurando conciliar as partes, sempre entendendo que a melhor sentença é aquela que o juiz homologa a vontade delas”, disse o sertanejo, natural do município de Major Izidoro.

O promotor de Justiça destacou a importância do apoio dos familiares e dos colegas de profissão no cotidiano de exercício funcional, entre eles, o estagiário com que trabalhou na cidade. “Sem esse apoio, a gente não consegue exercer nosso mister a contento. Fiquei muito satisfeito também com a presença do promotor de Justiça Alfredo Gaspar, que foi lá prestigiar o evento. Outro destaque, foi a presença do meu antigo estagiário, o Wesley, que fez uso da palavra, deixando-me muito emocionado”, afirmou.

“Em seu discurso, Wesley reconheceu a nossa parceria não só no aprendizado técnico, mas também humano. Entre os ensinamentos, ele fez uma referência de algo que aprendi com minha esposa, quando dizia que a mesma boca que pode dizer ‘não’ pode também dizer que ‘aquilo não é possível’, ou seja, podemos resolver o problema de uma maneira que não machuque ninguém”, completou.

Também receberam a homenagem dos vereadores o ex-presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Alagoas, Thiago Bomfim, o coordenador do curso de Direito do Centro Universitário Cesmac, Fernando Amorim, o contador José Aílton da Silva e o deputado federal Paulão.

 

MP/AL

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

%d blogueiros gostam disto: