PRF registra aumento de 11% no número de acidentes no carnaval em Alagoas

| Redação Rádio Sampaio


Neste acidente, em Rio Largo,  mulher morreu e sete ficaram feridos

FOTO: Divulgação/prf

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou, no último minuto da quarta-feira de cinzas (01), a Operação Carnaval 2017. Fazendo uma análise dos dados registrados durante os seis dias de trabalho, que iniciou na sexta-feira (24), o órgão lamenta o aumento no número de acidentes ocorridos nas BRs de Alagoas e também se vê surpreso com os flagrantes de desrespeito às leis de trânsito feitos nesse período.

Durante toda a operação foram registrados 20 acidentes nas rodovias federais que cortam Alagoas; um acréscimo de 11% comparando o mesmo período do ano passado, quando foram atendidos 18. Os sinistros ocorridos durante o feriadão deixaram 28 pessoas feridas e dois mortos, enquanto que no Carnaval de 2016 esses dados foram reduzidos: com 14 feridos e nenhuma morte apontada.

Entre os sinistros ocorridos nas rodovias federais do estado, metade deles aconteceu na BR 101, onde foram atendidos 10 dos 20 acidentes. O tipo mais freqüente de acidente foi a saída de pista, que teve cinco registros, seguido de colisão transversal, com quatro.

Os dois óbitos registrados se deram em acidentes ocorridos na segunda-feira (27), na BR 104, e na quarta-feira (01), na BR 101. A primeira vítima fatal era passageira de uma Pajero Dakar,que transitava pela rodovia no sentido Maceió- Rio Largo. O motorista inabilitado perdeu o controle do veículo e capotou. A mulher, de 44 anos, estava no banco traseiro do veículo e foi arremessada para fora dele, morrendo no local. O segundo caso aconteceu ontem (01) à noite, em São Miguel dos Campos. Um homem, de 49 anos, foi atropelado por veículo não identificado e não resistiu à gravidade dos ferimentos.

FISCALIZAÇÕES DE TRÂNSITO

Desde a última sexta-feira (24), policiais rodoviários federais estiveram mobilizados em trechos considerados estratégicos para garantir a segurança dos usuários nas rodovias federais em Alagoas. A maioria das fiscalizações foi voltada para alcoolemia, excesso de velocidade e ultrapassagens irregulares, que são causas dos acidentes mais graves. Os flagrantes de imprudência e desrespeito à legislação de trânsito surpreenderam os agentes federais.

Durante os dias de folia, a PRF realizou 1207 testes de alcoolemia e flagrou 22 motoristas dirigindo sob efeito de álcool nas BRs que cruzam Alagoas. Um aumento de 38% comparando o mesmo período do ano passado, quando foram flagrados 16 embriagados ao volante. Dos 22, três foram presos. Eles não se importaram com o risco de beber e dirigir e com o alto valor da multa, que desde novembro de 2016 passou a custar R$ 2.934,70.

Também nesses seis dias de fiscalização, radares medidores de velocidade foram instalados nas rodovias de maior circulação de veículos e flagraram mais de 800 veículos com excesso de velocidade.

Com relação à conduta de ultrapassar de forma irregular, os agentes da PRF extraíram 140 autuações. Esse é um dos tipos de infração mais grave, pois é a causa mais freqüente das colisões frontais, que são responsáveis por 1/3 das mortes nas estradas federais brasileiras.

Além dessas condutas, a PRF também flagrou 44 motociclistas sem o capacete e 58 motoristas e passageiros sem o cinto de segurança. Apesar desses equipamentos não evitarem os acidentes de trânsito, eles são capazes de diminuir a gravidade das lesões no momento do sinistro.

O número de infrações extraídas na Operação Carnaval 2017 surpreendeu o órgão. Devido ao trabalho preventivo feito semanas antes do feriadão, em que a PRF alia a sua fiscalização um trabalho preventivo e educativo, e considerando o aumento relevante no valor das multas, desde novembro de 2016, era esperado que os condutores se conscientizassem e seguissem mais as leis de trânsito. No entanto, não foi isso que se verificou. Em seis dias de trabalho, 1101 autos de infração foram extraídos, número 117% superior ao mesmo período do ano passado em que 508 flagrantes de imprudência no trânsito foram feitos.

CRIMINALIDADE

A PRF prendeu cinco pessoas durante a Operação Carnaval 2017. Entre os motivos das prisões estão mandado de prisão em aberto, embriaguez ao volante e entregar direção de veículo automotor a pessoas não habilitada. Também três veículos roubados foram recuperados.

No segundo dia de atividades, na manhã do sábado (25), os agentes federais se encontravam na BR 316, em Satuba, quando abordaram um Toyota/ Hillux. Ao fazerem consulta detalhada do motorista foi descoberto que havia um mandado de prisão em aberto em seu desfavor, expedido pelo Tribunal de Justiça de São Paulo. O homem, de 36 anos, foi encaminhado à Central de Flagrantes de Maceió.

Os flagrantes de alcoolemia ao volante aconteceram no domingo, segunda e terça-feira. Os índices de teor alcoólico variaram de 0,50 a 0,92mg/l nos organismos dos condutores infratores. Dois flagrantes foram feitos na BR316, em Palmeira dos Índios e Santana do Ipanema, e na BR104, em Murici. A ocorrência de Santana do Ipanema acabou culminando também na prisão do passageiro do veículo, proprietário do mesmo. Ele havia entregue seu carro a pessoa embriagada e não habilitada para conduzir veículo automotor e foi preso junto com o condutor.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

%d blogueiros gostam disto: