Ao lado de grandes nomes do Judiciário brasileiro, o desembargador Otávio Leão Praxedes, presidente do Tribunal de Justiça de Alagoas (TJAL), recebeu a mais alta condecoração do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), nesta segunda-feira (13). O evento, que também comemorou os 196 anos da Justiça pernambucana, foi realizado no Teatro Santa Izabel, na Praça da República, bairro de Santo Antônio, em Recife.

A Medalha do Mérito Judiciário Joaquim Nunes Machado é conferida seguindo ordem gradativa: Grão Colar de Alta Distinção, Grande Oficial, Comendador e Cavaleiro. Escolhido pelo colegiado de 52 desembargadores do TJPE para ser homenageado na categoria mais alta, o presidente Otávio Praxedes falou sobre seus 33 anos de carreira na magistratura e destacou a importância da união entre os tribunais em prol da Justiça brasileira.

“Eu gostaria de estender essa homenagem a todos do Judiciário alagoano: desembargadores, magistrados e servidores. Estamos fazendo um trabalho de congregação, de união, de muito respeito, porque a rigor o nosso trabalho é para que a sociedade se orgulhe do seu Tribunal de Justiça e os juízes inspirem, sobretudo, confiança e segurança, jamais o temor”, disse o presidente.

O desembargador Otávio Praxedes falou das dificuldades vivenciadas pelo Judiciário de Alagoas e destacou a importância do contato com os magistrados para sua gestão. O presidente também falou sobre sua família, de origem pernambucana, e de seu orgulho em ser reconhecido pelo seu trabalho.

“Quem me conhece sabe que gosto de fazer as coisas com bastante responsabilidade, mas sou uma pessoa simples e eu fiquei muito surpreendido e honrado com a medalha”, encerrou o presidente Otávio Praxedes.

Para o presidente do TJPE, desembargador Adalberto de Oliveira Melo, comemorar os 196 anos da Justiça de Pernambuco é muito importante para o estado e um excelente momento para reconhecer as grandes contribuições para este Poder.

“Os Tribunais de Justiça dos estados tem seus problemas que são comuns, como orçamentários, arrecadações insuficientes, crise e tudo mais, então nós termos um Conselho Permanente de Presidentes dos Tribunais de Justiça do país e nessas reuniões nós discutimos os problemas e procuramos as soluções e o critério de escolha foi aqueles que são ilustres e mais ainda aqueles que são mais próximos de nós”, explicou o desembargador.

Entre os homenageados estavam ainda o presidente do TJ da Paraíba, desembargador Joás de Brito Pereira Filho, além de desembargadores federais, eleitorais, do trabalho, general do Exército, juízes estaduais e outros.

Prestigiaram a homenagem os desembargadores Alcides Gusmão da Silva, João Luiz Lessa, Klever Rêgo Loureiro, Sebastião Costa Filho, José Carlos Malta Marques, Celyrio Adamastor Accioly, Pedro Augusto Mendonça de Araújo, Washington Luiz Damasceno Freitas, Tutmés Airan de Albuquerque, Fernando Tourinho de Omena Souza, Domingos de Araújo Lima Neto, Fábio José Bittencourt Araújo, além de magistrados, servidores do Poder Judiciário alagoano e familiares do presidente Otávio Praxedes.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *