Ronaldo Lessa, Deputado Federal

Kléverson Levy

Há conversas e análises políticas dentro do grupo liderado pelo deputado federal Ronaldo Lessa (PDT) para que ele possa disputar uma das duas vagas ao Senado Federal.

Lessa, nos quase três anos de mandatos na Câmara dos Deputados, vem se destacando (é ainda coordenador da bancada federal) como parlamentar em Brasília.

Políticamente ‘bem avaliado’ no Estado, o ex-governador de Alagoas tem chances e mira concorrer ao cargo de senador.

Porém, quem não lembra que esse desejo de Ronaldo Lessa é antigo?

Na eleição de 2006, quando deixou o Executivo estadual, Lessa decidiu concorrer – à época – a única vaga ao Senado.

O atual deputado federal estava – praticamente – garantido na vaga que era da então senadora Heloísa Helena (à época no Psol e que concorreu à presidência da República).

No entanto, encontrou em seu caminho o ex-presidente e candidato Fernando Collor (era do PRTB) que – em apenas 45 dias de campanha – avassalou o sonho do ex-governador de ser senador.

Após o pleito de 2006, Ronaldo Lessa só atraiu derrotas – quando disputou (novamente) o Governo de Alagoas (2010) e a Prefeitura de Maceió (2012 e foi subistituído por questões judiciais) – até que em 2014 foi o quinto (6.36% ou 88.125 mil votos válidos) mais votado à Câmara dos Deputados.

De acordo com a blogueira Jana Braga, do Alagoas Alerta, Lessa – que também é o presidente do Partido Democrático Trabalhista (PDT) em Alagoas – vive um bom momento político.

Presente nas pautas mais importantes em Brasília e à frente da coordenação da bancada alagoana, o ex-governador é cortejado pelos dois principais grupos políticos – Calheiros e Palmeira – e atrai o interesse de uma possível formação para a terceira via política no Estado.

Contudo, o pedetista informou que está confortável no grupo político em torno do prefeito Rui Palmeira (PSDB),  mas deixa claro que mantém boas relações com o governador Renan Filho e o senador Renan Calheiros, ambos do  PMDB.

Por fim, Ronaldo Lessa avalia sim a possibilidade de disputar o senado e a atual composição em que se encontra garante espaço favorável ao sonho e projeto político – iniciado em 2006 – de ser Senador por Alagoas.

 

 

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *