Em nota enviada à imprensa, a assessoria da Delegacia Geral da Polícia Civil de Alagoas informou que nomeou uma comissão composta por três delegados para apurar a troca de tiros entre integrantes da Instituição e suspeitos de roubos a bancos, ocorrida no município de Santana do Ipanema, nesta quinta-feira (8).

Os delegados Eduardo Mero Campos, coordenador da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Bruno Emilio Macedo Teixeira, integrante da especializada, e o delegado Hugo Leonardo Oliveira de Vasconcelos, titular da Delegacia Regional de Santana do Ipanema (2ª DRP), compõem a comissão responsável em apurar o caso.

A Portaria com a designação será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), na edição de segunda-feira. O delegado Eduardo Mero será o presidente da comissão.

A OPERAÇÃO

Sobre a Operação Cavalo de Troia – que deixou onze mortos nessa quinta-feira – os delegados Fábio Costa, Thiago Prado e Cayo Rodrigues concederam entrevista à imprensa, nesta sexta-feira e negaram “excessos” durante a ação.

Segundo a polícia, os suspeitos integravam uma quadrilha de roubo a bancos e teriam começado a ser investigados depois de dois assaltos praticados no interior alagoano, em Cacimbinhas e Igreja Nova, no segundo semestre. As autoridades chegaram até a casa onde eles estavam por meio do setor de inteligência.

Até o momento, estão identificados oficialmente pelo Instituto Médico Legal (IML) oito dos onze corpos: Adjane da Silva, de 30 anos, natural de Santana; Evandro de Paula Lima Silva, de 34, de Minador do Negrão (AL); André Luiz de Morais Lima, 30, natural de Serra Talhada (PE); Adeildo de Souza Timóteo, 23, de Aracaju (SE); Carlos Alberto de Lima, 30, de Arapiraca (AL), Cristiano Rômulo de Souza, 24 anos; Francisco das Chagas Vieira de Barros, 32 anos, Washington Antonio dos Santos, 24, Adriano Souza Silva Júnior, 24 anos, e José Gutemberg Nogueira Santos, 26 anos.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *