PM reforça segurança no sistema prisional para garantir visitação aos presos

| Redação Rádio Sampaio


Bope, Pelopes, RP, Cavalaria e Grupamento Aéreo foram mobilizados, segundo Seris

 

A visitação de reeducandos, por familiares, acontece normalmente, na manhã deste sábado (07), mas com reforço de várias guarnições da Polícia Militar (PM) dentro e no entorno do sistema prisional de Alagoas. A Secretaria de Estado de Ressocialização e Inclusão Social (Seris) solicitou ao comando da PM e à Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP) que priorizasse o complexo de presídios neste fim de semana como medida de prevenção.

 

A intenção é evitar possíveis confrontos entre facções, como ocorreram em penitenciárias do Amazonas e de Roraima, esta semana, deixando dezenas de mortos.

 

De acordo com o secretário de Ressocialização e Inclusão Social, tenente-coronel Marcos Sérgio Freitas, foram solicitados reforços do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), do Batalhão de Polícia de Radiopatrulha (BPRp) e do Regimento de Polícia Montada (RPMon/Cavalaria). A SSP determinou o envio de viaturas e o patrulhamento por meio do Grupamento Aéreo.

 

Os militares da Cavalaria e da Radiopatrulha estarão fazendo rondas, ao longo deste sábado e domingo (08), no entorno do sistema prisional de Maceió. Policiais do 3º Batalhão também foram mobilizados para diligências nas proximidades do Presídio do Agreste, no município de Girau do Ponciano.

 

Prontidão

 

Integrantes do Bope e do Pelotão de Operações Policiais Especiais (Pelopes), conforme revela o secretário Marcos Sérgio Freitas, estão de prontidão para agir em casos que necessitem uma intervenção tática dentro das unidades. No caso de Maceió, os policiais de elite ficam à disposição da Seris na base do Canil.

 

Nessa sexta-feira (06), uma varredura apreendeu armas artesanais, drogas e vários aparelhos celulares nas celas do presídio Baldomero Cavalcanti. Ações semelhantes devem acontecer com as demais unidades prisionais do estado. “Estamos em alerta máximo para evitar possíveis confrontos que resultem em massacres. O sistema está totalmente monitorado”, garantiu o secretário Marcos Sérgio.

0 Comentários

Deixe o seu comentário!

%d blogueiros gostam disto: