PAI DE ALUNO: “Governador, como fica a situação do meu filho que está perdendo dias de aula sem transporte para ir à escola?”.

Edmilson Sá concedendo entrevista para a Rádio Sampaio – Foto: Besourão/Rádio Sampaio

Tem sido uma constante a manifestação de pais de alunos que não tem ido às escolas estaduais por causa da paralisação dos proprietários do transporte escolar em vista da falta de pagamento pelo governo de Alagoas há quatro meses.

O programa Nosso Encontro da rádio Sampaio 94.5 FM, através do aplicativo FALE CIDADÃO e da redação do site radiosampaio.com.br tem ouvido pais de alunos que condenam o governador Renan Filho “a culpa de meu filho não está indo a escola é do governador que não ta nem ai com a gente. Meu filho quer estudar. Quer ser um cidadão estudado e formado. E eu estou vendo tudo perdido por causa de respeito para com a educação em Alagoas”. Esse desabafo foi feito por um pai desesperado vendo seu filho revoltado com a situação.

Na manhã desta quinta-feira (09) o professor de Filosofia, Sociologia e História, Edmilson Sá, que leciona no colégio Humberto Mendes (Estadual), em entrevista ao programa Nosso Encontro, disse que está chocado com a falta de alunos na sala de aula por causa da paralisação do transporte escolar: “Hoje só compareceram 10 estudantes na sala para assistirem aula. O que vem acontecendo há 15 dias e como professor não posso me calar com essa situação. Como vai ficar o aluno que está fazendo o ENEM?”, questionou Edmilson.

(Veja vídeo e escute áudio no final da matéria)

Os pais e alunos estão responsabilizando o governador do Estado pelos problemas generalizados na educação de Palmeira dos Índios já que o chefe do executivo Estadual não se pronuncia a respeito do problema e não busca resolver a questão que já dura quatro meses sem pagamento aos proprietários do transporte escolar que também estão passando por dificuldades por não estarem cumprindo com os débitos contraídos em  postos de combustíveis e casas de peças para reposição nos veículos e com suas obrigações em casa com as famílias. Muitos deles estão sem fazer feira completa por falta de dinheiro.

(Áudio da entrevista – Parte 1):

(Áudio da entrevista – Parte 2):

(Vídeo publicado pelo Professor Edmilson Sá):


Deixe uma resposta